Notícias

Educação marxista e a agenda pós-moderna: críticas e proposições.

2022-07-06

Abertura de submissões de artigos para o dossiê “Educação marxista e a agenda pós-moderna: críticas e proposições”

 

A revista Germinal: marxismo e educação em debate comunica a abertura de submissões de artigos para o dossiê Educação marxista e a agenda pós-moderna: críticas e proposições que será publicado no vol.14, n.3, dezembro de 2022. O prazo para submissão é até o dia 30 de setembro de 2022.

 

Abaixo disponibilizamos a ementa do referido dossiê:

 

Na atualidade, ainda sobre os ecos dissonantes do “fim da história”, concepções que propagam a infinitude do modo de produção capitalista pairam sobre as mais diversas esferas da sociabilidade humana e não é diferente no campo da educação. Destaca-se, neste sentido, a ideologia pós-moderna que em grande medida, a partir de um verniz progressista, tem influenciado nas últimas décadas a educação no Brasil.

 

O objetivo deste dossiê é propor um debate crítico sobre as influências e os impactos de uma agenda pós-moderna no campo educacional, a partir de reflexões que abordem essa temática no processo de formação humana no Brasil e no mundo à luz da tradição marxista. Como é sabido, Marx e Engels não produziram tratados sobre o tema, mas deixaram, a partir da crítica das formulações e das práticas burguesas, ricos apontamentos sobre educação, ensino e a necessidade de qualificação do trabalho para a emancipação humana. É insuficiente compreender a questão da educação, bem como, qualquer outro elemento social sem apanhá-lo nas suas dimensões concretas e é a partir deste pressuposto que reivindicamos o rigor analítico do materialismo dialético para propor este debate.

 

Dar-se-á ênfase aos debates que contemplarem a caracterização da agenda pós-moderna na educação, a sua correspondência com o receituário neoliberal e, por conseguinte, com as políticas educacionais, a negação da história bem como das estruturas e/ou das conexões estruturais, a capilarização nos currículos, nos livros didáticos, na formação de professores, nos programas de pós-graduação, nas formulações epistemológicas. O dossiê também busca investigar as versões atuais do discurso pós-moderno como pós-verdade que se expressam na deterioração das análises das mediações da realidade, e da condição de luta política emancipatória. Discursos estes que se propõem a um profundo ataque às diversas formas de organizações sociais, ampliando as clivagens entre a sociedade civil e o Estado. Serão contemplados escritos que tragam a problemática do niilismo e da impossibilidade de compreender o real e transformá-lo, do esvaziamento teórico, da propagação de uma perspectiva educacional pautada no individualismo e da agenda pós-moderna como expressão da decadência ideológica da burguesia.

 

Link para submissões:

 

Ressaltamos que o fluxo contínuo está aberto e artigos dentro das temáticas da revista podem ser enviados.

 

Cordialmente,

Comitê editorial da Germinal

Saiba mais sobre Educação marxista e a agenda pós-moderna: críticas e proposições.

Edição Atual

v. 14 n. 2 (2022): Imperialismo, relações étnico-raciais e lutas anticoloniais
					Visualizar v. 14 n. 2 (2022): Imperialismo, relações étnico-raciais e lutas anticoloniais
Publicado: 2022-09-21

Editorial

Entrevista

Debate

Artigos

Ver Todas as Edições