Notícias

Revista Periódicus lança chamada de textos para dossiês de 2023

2022-07-25

A revista Periódicus lançou as chamadas de textos para os dossiês a serem publicados em 2023. O primeiro deles (n. 19), intitulado Circular em alianças: metodologias de colaboração e movimentos entre mundos, deseja reunir trabalhos que produzam reflexões metodológicas entre territórios, lutas e sentir-pensares que considerem a ecologia e a formação de alianças de modo antirracista e feminista. Os textos devem ser enviados até dia 1 de fevereiro de 2023.

O segundo dossiê (n. 20), Não-binariedade: uma identidade emergente no Brasil contemporâneo, quer reunir textos teóricos, traduções, entrevistas, poemas, manifestos ou textos de crítica cultural que tematizem a questão das não-binariedades enquanto transidentidades. Os textos para o segundo dossiê devem ser enviados até 1 de junho de 2023.

Saiba mais sobre Revista Periódicus lança chamada de textos para dossiês de 2023

Edição Atual

v. 1 n. 17 (2022): Cultura Fílmica Plural
					Visualizar v. 1 n. 17 (2022):  Cultura Fílmica Plural

A discussão tradicional da cinefilia, com seus cânones e desdobramentos no campo do cinema – e que reverberam na realização, na prática crítica, na curadoria, no ensino e na pesquisa sobre filmes – fundou-se quase exclusivamente na perspectiva de um “sujeito universal”: branco, masculino, cis e hétero normativo e, portanto, na maior legitimidade do olhar desse sujeito. Uma cultura fílmica plural abarca reflexões que se recusam a hierarquizar as muitas cosmovisões e as poéticas diversas possíveis de articulação em imagens e sons e na elaboração de teorias e pensamentos.
Este dossiê se abre para artigos que se engajem na tarefa de ampliar as possibilidades de compreensão da cultura fílmica, imaginando paradigmas para seus múltiplos aspectos, num alargamento das circunscrições para além dos cânones “universais”. Reflexões interdisciplinares com o campo do cinema são incentivadas. Destacamos entre as ideias que movem nossos debates: Poética Negra Feminista de Denise Ferreira da Silva, Nova Cultura Fílmica do Girish Shambu, Fabulação Crítica de Saidiya Hartman, Temporalidades Espiralares e Afrografias em Leda Maria Martins, Aquilombamento a partir de Beatriz Nascimento, Opacidade de Édouard Glissant, Plantação Cognitiva de Jota Mombaça, entre outras. Esperamos estabelecer um diálogo entre estas e outras incursões epistemológicas não-hegemônicas. Serão bem-vindos textos que se articulem a partir de questões provocadas por cinematografias negras, indígenas, femininas, lgbtqia+, entre outros.

Organizadoras:

Amaranta César (Doutorado em Cinema e Audiovisual pela Universidade de Paris III / Professora adjunto de Cinema e Audiovisual da UFRB)

Carol Almeida (Doutorado em Comunicação na UFPE/ Pesquisadora independente)

Janaína Oliveira (Doutorado em História Social da Cultura, PUC-Rio/ IFRJ/FICINE)

Kênia Freitas (Doutorado em Comunicação e Cultura pela UFRJ / Pesquisadora independente)

Tatiana Carvalho Costa (Doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Comunicação UFMG / Professora no curso de Cinema e Audiovisual no Centro Universitário UNA)

Publicado: 2022-07-25

Apresentação do dossiê

Seção Livre

Resenhas

Contos

Poemas

Ver Todas as Edições