v. 10, n. 1 (2021)


Capa da revista

Fiz este registro de uma ruela de Cuzco em 2015. Entretanto, poderia ter sido feito durante a Pandemia, pois apresenta características comuns a este momento: rua quase deserta e figuras humanas distanciadas. Além disso, o diálogo entre as linhas do calçamento e da arquitetura pré-colombiana cria uma perspectiva de afunilamento, de claustrofobia, sentimento este compartilhado por grande parte da população mundial por conta das medidas preventivas relacionadas à COVID-19.

No entanto, ainda que pareça distante, podemos ver na foto que há uma saída! No nosso caso, a saída, ou melhor, as saídas podem estar no investimento em Ciência e em políticas públicas elaboradas e geridas realmente em prol no coletivo, do Social, como indicam os textos aqui presentes.

Kleber Moitinho