Gestão do Desenvolvimento de Territórios Pós/Pandemia: descortinando impactos das dissertações profissionais no PDGS

Autores

  • Claudiani Waiandt Ciags/EA/UFBA http://orcid.org/0000-0001-7835-7446
  • Solange Oliveira Leite Ciags/PDGS/UFBA
  • Iago Itã de Almeida Pereira PDGS/UFBA
  • Mayra Ferreira Mezzomo PDGS/EA/UFBA

Palavras-chave:

Metodologia de Pesquisa, Tecnologias de Gestão Social, Inovação Social, Gestão Social, Desenvolvimento

Resumo

O artigo apresenta as contribuições das pesquisas científicas dos estudantes no âmbito do Mestrado em Desenvolvimento e Gestão Social do Programa de Desenvolvimento e Gestão Social para a resolução de problemas na sociedade pós/pandêmica. O ensaio foi realizado a partir de pesquisa bibliográfica e de campo. Verificou-se que as tecnologias desenvolvidas contribuem para os territórios durante e pós pandemia, trazendo solução para distintos problemas: investimento em propriedades agrícolas arrendantes de terra para instalação de geradores em parques de energia eólica no semiárido baiano, manejo de estresse para servidores públicos da segurança pública e gestão de organizações culturais populares baianas. Cada dissertação apresenta uma tecnologia de Gestão Social que possui impacto regional e possibilidade de replicabilidade em outros territórios. Além disso, foram desenvolvidas a partir da combinação de conhecimentos de diferentes áreas com a colaboração de diferentes atores sociais.

Biografia do Autor

Claudiani Waiandt, Ciags/EA/UFBA

Possui graduação e mestrado em Administração pela Universidade Federal do Espírito Santo e doutorado em Administração pela Universidade Federal da Bahia. Atualmente, é professora associada da Universidade Federal da Bahia e pesquisadora do Centro Interdisciplinar de Desenvolvimento e Gestão Social (CIAGS) e do Programa de Estudo, Pesquisa e Formação em Política e Gestão de Segurança Pública (PROGESP). Tem experiência na área de Administração, com ênfase em Educação e Aprendizagem em Administração e Metodologia de Pesquisa & Inovação, atuando principalmente nos seguintes temas: ensino e aprendizagem, metodologia de pesquisa e inovação, gestão organizacional, gestão social, empreendedorismo e estudos organizacionais.

Solange Oliveira Leite, Ciags/PDGS/UFBA

É pedagoga pela UFBA, especialista em Leitura e Linguagem pela UEFS e em Gestão do Desenvolvimento Territorial pela UFBA. Mestranda em Desenvolvimento e Gestão Social na UFBA. É professora universitária, gestora de Programas de Investimento Social Privado em empresas de energia eólica e de Projetos Sociais para juventude. Atualmente, é Coordenadora Nacional de Inserção Laboral Programas de Formação e Inserção Laboral do Instituto Aliança.

Iago Itã de Almeida Pereira, PDGS/UFBA

É graduado em Gestão Pública e Gestão Social e mestrando em Desenvolvimento e Gestão Social pela UFBA. Atua no campo da gestão cultural, em projetos ligados a culturas populares e manifestações tradicionais. É técnico do núcleo de produção cultural da Escola de Teatro da UFBA e membro da Incubadora Tecnológica de Economia Solidária da Federal da Bahia.

Mayra Ferreira Mezzomo, PDGS/EA/UFBA

É graduada em Produção Cultural pela UFBA, especialista em Gestão da Inovação Social pelo Instituto AMANI e mestranda em Desenvolvimento e Gestão Social pela UFBA. Possui 10 anos de experiência em comunicação corporativa, responsabilidade social e gestão de projetos sociais. É consultora de inovação social. Desde 2018, coordena o Prêmio Juntas Transformamos do Instituto Avon, uma iniciativa que reconhece, premia e capacita mulheres que trabalham com o enfrentamento à violência contra a mulher no Brasil. Também é consultora do programa de Aceleração e Inovação de Impacto, realizado pela ANPROTEC em parceria com o ICE e o SEBRAE. 

Referências

ARAÚJO, E. T. Gestão social. In: BOULLOSA, R. F. (Org.). Dicionário para a formação em gestão social. Salvador: CIAGS/UFBA, 2014. p. 85-90.

BENEDITO, J. C. Religiões e religiosidades populares: o conflito religioso e a simbiose de ritos e performances entre neopentecostais e afro-brasileiros. Universitas Humanística, n. 61, p. 231-253, 2006.

BERTERO, C; CALDAS, M; WOOD JR. Produção científica em administração de empresas: provocações, insinuações e contribuições para um debate local. RAC, São Paulo, v. 2, n. 1, p. 147-178, 1999.

BOULLOSA, R.; TAVARES, E. Avaliação e monitoramento de projetos sociais. Curitiba: IESDE Brasil S.A., 2009.

BRANT, L. Mercado cultural: panorama crítico e guia prático para gestão e captação de recursos. São Paulo: Escrituras Editora/Instituto Pensarte, 2004.

BRASIL. MEC. CAPES. DAV. Documento da Área. Área 45: Interdisciplinar. (2019). Disponível em: <https://www.capes.gov.br/images/Documento_de_%C3%A1rea_2019 /INTERDISCIPLINAR.pdf>. Acesso em: 20 jun. 2020. LEGISLAÇÃO.

BRASIL. MEC. Dispõe sobre o mestrado profissional no âmbito da Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES. PORTARIA NORMATIVA No - 17, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2009. Diário Oficial da União – Seção 1, nº 248, terça-feira, 29 de dezembro de 2009, p. 20-21. LEGISLAÇÃO.

CARVALHO, C. A. P. Outras formas organizacionais: o estudo de alternativas ao modelo empresarial na realidade brasileira. Porto Alegre: Projeto Procad/CNPq, 2006.

CHOMSKY, N. Entrevista à jornalista Valentina Nicodi publicada em 24.03.2020 no portal do Instituto Humanitas Unisinos. Disponível em: <https://www.ihu.unisinos.br>. Acesso em: 26 maio 2020a.

CHOMSKY, N. Entrevista publicada em 28.03.2020 no portal da GGN. Disponível em: <https://www.jornalggn.com.br>. Acesso em: 26 maio 2020b.

COSTA, M.; ACCIOLY JÚNIOR, O.; MAIA, E. Estresse: diagnóstico dos policiais militares em uma cidade Brasileira. Revista Panamericana de Salud Publica, v. 21, n. 4, p. 217-222, 2007.

DANTAS, M. A. et al. Avaliação de estresse em policiais militares. Psicologia: Teoria e Prática, v. 12, n. 3, p. 66-77, 2010.

FISCHER, T. et al. Residência Social, Desenvolvimento de Territórios e Interorganizações. In: ENCONTRO NACIONAL DE ESTUDOS ORGANIZACIONAIS DA ANPAD, 4., 2006, Porto alegre/RS. Anais... Porto Alegre/RS: ANPAD, 2006. p. 1-4.

FISCHER, T. Gestão Social do Desenvolvimento de Territórios. Revista Psicologia: Organizações e Trabalho, v. 2, n. 1, p. 113-120, jan./abr. 2012.

FISCHER, T.; MELO, V. P.; SCHOMMER, P. C.; BOULLOSA, R. Simultaneamente Interdisciplinar e Profissional: Desafios do Programa de Desenvolvimento e Gestão Social da UFBA. In: PHILLIPPI JUNIOR, A.; SILVA NETO, A. J. (Org.). Interdisciplinaridade em Ciência, Tecnologia & Inovação. Vol. 1. 1. ed. Brueri-SP: Manole, 2010. p. 607-629.

GUBA, E. G.; LINCOLN, Y. S. Avaliação de quarta geração. Trad. Beth Honorato. Campinas: Editora da Unicamp, 2011.

HOLANDA, L. A. Resistência e apropriação de práticas do management no organizar de coletivos da cultura popular. 2011. 249 f. Tese (Doutorado em Administração) – Programa de Pós-Graduação em Administração, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2011. Disponível em: <https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/594>. Acesso em: 02 jul. 2019.

ITÃ, I. Ocas populares: um desenho de avaliação substantiva para organizações culturais populares. 38 f. Projeto de Qualificação (Mestrado Interdisciplinar e Profissional em Desenvolvimento e Gestão Social) – Programa de Desenvolvimento e Gestão Social, Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2019.

KANTORSKI, L. P. et al. Avaliação de quarta geração: contribuições metodológicas para avaliação de serviços de saúde mental. Interface-Comunicação, Saúde, Educação, v. 13, p. 343-355, 2009.

KURTZ, D.; ZAVALA, E.; MELANDER, L. The Influence of Early Strain on Later Strain, Stress Responses, and Aggression by Police Officers. Criminal Justice Review, 40, p. 190-208, 2015.

LEITE, S. O. Um Sopro na Energia Rural: Capacitação de arrendantes de terras para a gestão das propriedades rurais. 2019. 11 f. Projeto de Qualificação (Mestrado Interdisciplinar e Profissional em Desenvolvimento e Gestão Social) – Programa de Desenvolvimento e Gestão Social, Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2019.

LEITE, S.; WAIANDT, C. Investimentos do Arrendamento de Terras para a Instalação de Aerogeradores na Produção Agrícola: a experiência da Residência Social no Chile. In: CIIERD – CONGRESSO INTERNACIONAL INTERDISCIPLINAR EM EXTENSO RURAL E DESENVOLVIMENTO, 2., 2019, Brasil. Anais... Brasil, Ceará: Cariri, dez. 2019, p. 04-07.

LIZ, C. M. et al. Características ocupacionais e sociodemográficas relacionadas ao estresse percebido de policiais militares. Revista Cubana de Medicina Militar, v. 43, n. 4, p. 467-480, 2014.

MAIA, D. B. et al. Post-traumatic stress symptoms in an elite unit of Brazilian police officers: prevalence and impact on psychosocial functioning and on physical and mental health. Journal of Affective Disorders, v. 97, n. 1-3, p. 241-245, 2007.

MASCARENHAS, A. O.; ZAMBALDI, F.; MORAES, E. A. Rigor, relevância e desafios da academia em Administração: tensões entre Pesquisa e Formação Profissional. RAE, São Paulo, v. 51, n. 3, p. 265-279, maio/jun. 2011.

MENDONÇA NETO, O. R.; VIEIRA, A. M.; OYADOMARI, J. C. T. Notas sobre o Rigor-Relevance Gap no Contexto do Mestrado Profissional. Administração: Ensino e Pesquisa, Rio de Janeiro, v. 20, n. 1, p. 122-146, jan./abr. 2019.

MEZZOMO, M. F. Avaliação dos Impactos Organizacionais de um Programa de Gerenciamento de Estresse: a experiência da Polícia Militar da Bahia. 2019. 29 f. Projeto de Qualificação (Mestrado Interdisciplinar e Profissional em Desenvolvimento e Gestão Social) – Programa de Desenvolvimento e Gestão Social, Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2019.

MINAYO, M. C. S.; ASSIS, S. G.; OLIVEIRA, R. V. C. Impacto das atividades profissionais na saúde física e mental dos policiais civis e militares do Rio de Janeiro (RJ, Brasil). Ciência & Saúde Coletiva, v. 16, n. 4, p. 2199-2209, 2011.

PARLETT, M.; HAMILTON, D. Avaliação Iluminativa: uma nova abordagem no estudo de programas inovadores. In: GOLDBERG, M. A. A.; SOUSA, C. P. (Org.). Avaliação de programas educacionais: vicissitudes, controvérsias, desafios. São Paulo: EPU, 1982. p. 38-45.

RAMOS, G. A nova ciência das organizações. 2. ed. Rio de Janeiro: Ed. FGV, 1989.

ROSAS, N. “Dominação” evangélica no Brasil: o caso do grupo musical Diante do Trono. Contemporânea, v. 5, n.1, p. 235-258, 2015.

ROSSETTI, M. et al. O inventário de sintomas de stress para adultos de Lipp (ISSL) em servidores da Polícia Federal de São Paulo. Revista Brasileira de Terapias Cognitivas, v. 4, n. 2, p. 108- 120, 2008.

SANTOS, E. C. Práticas e relações de trabalho da cultura popular no Agreste pernambucano: entre o moderno e o tradicional. 2016. 250 f. Tese (Doutorado em Administração) – Programa de Pós-Graduação em Administração, Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2016. Disponível em: <https://repositorio.ufpb.br/jspui/bitstream/tede/9382/2/arquivototal.pdf >. Acesso em: 7 out. 2019.

SCHOMMER, P. C.; FRANÇA FILHO, G. C. A metodologia da Residência Social e a aprendizagem em comunidade de prática. NAU – Revista Eletrônica da Residência Social do CIAGS/UFBA, Salvador, v. 1, n. 1, p. 203-226, jun./nov. 2010.

SILVA, V. C. F. A transmissão intergeracional das lembranças familiares e da história coletiva: um recurso presente no congado de São Miguel do Anta, MG, 2016. 197 f. Dissertação (Mestrado em Economia Doméstica) – Programa de Pós-Graduação em Economia Doméstica, Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2016. Disponível em: <https://www.locus.ufv.br/bitstream/handle/123456789/8362/texto%20completo.pdf?sequence=1 >. Acesso em: 5 ago. 2019.

STANLEY, I.; HOM, M.; JOINER, T. A systematic review of suicidal thoughts and behaviors among police officers, firefighters, EMTs, and paramedics. Clinical Psychology Review, Florida State Universitaty, v. 44, p. 25-44, 2016.

WAIANDT, C.; DAVEL, E. Slides sobre Metodologias de Pesquisa e Intervenção no Mestrado de Desenvolvimento e gestão Social. Salvador, BA, 2002.

XAVIER, M. C. A representação de organização no discurso da política nacional de cultura viva. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE ESTUDOS ORGANIZACIONAIS. 4. 2016, Porto Alegre. Anais... Porto Alegre, 2016. Disponível em: <https://anaiscbeo.emnuvens.com.br/cbeo>. Acesso em: 17 out. 2019.

Downloads

Publicado

2021-02-22

Como Citar

Waiandt, C., Leite, S. O., Pereira, I. I. de A., & Mezzomo, M. F. (2021). Gestão do Desenvolvimento de Territórios Pós/Pandemia: descortinando impactos das dissertações profissionais no PDGS. Revista Interdisciplinar De Gestão Social, 10(1). Recuperado de https://periodicos.ufba.br/index.php/rigs/article/view/39154

Edição

Seção

Seção Temática