Tecnologias e Sociedade: o papel dos indivíduos na criação de fatos e artefatos

Autores

  • Fernando Antonio de Melo Pereira Lhamas Universidade Federal da Bahia/Escola de Administração http://orcid.org/0000-0001-8015-6192
  • Rodrigo Muller Universidade Federal da Bahia/Escola de Administração

Palavras-chave:

Tecnologia, Gestão Social, Aprendizagem de Máquina

Resumo

Este ensaio propõe integrar a temática da ação do indivíduo sobre a tecnologia no campo da gestão social. Através de uma abordagem conceitual, ancorado sob uma perspectiva multidisciplinar de humanidades digitais, são investigadas quais práticas são aderentes e relevantes para gestores sociais, pesquisadores e estudantes. Busca-se estabelecer uma ponte entre o estudo da tecnologia e sociedade com o papel social dos indivíduos na criação de artefatos e práticas que delimitem o uso de tecnologias que cumpram uma função social.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fernando Antonio de Melo Pereira Lhamas, Universidade Federal da Bahia/Escola de Administração

Doutor em Administração na área de métodos quantitativos e informática pela Universidade de São Paulo (FEA-USP), mestre e bacharel em Administração pela UFRN. Atualmente, é professor efetivo da Escola de Administração da UFBA. Tem interesse na área de estatística aplicada à gestão.

Rodrigo Muller, Universidade Federal da Bahia/Escola de Administração

Doutor em Tecnologia e Sociedade (UTFPR), Mestre em Ciência, Gestão e Tecnologia da Informação (UFPR), Especialista em Metodologia da Educação para o Ensino Superior (OPET), Bacharel em Secretariado Executivo (UNIOESTE) e Graduado em Análise e Desenvolvimento de Sistemas (UNINTER). Atualmente, é professor adjunto na Escola de Administração da UFBA e tem interesse nas áreas de redes de conhecimento e tecnologia e sociedade.

Referências

ALVES, Marcus Antonio de Lyra. O preconceito nas máquinas. In: MARTINS, Ernane Rosa. Fundamentos da ciência da computação 2 [recurso eletrônico]. Ponta Grossa: Atena Editora, 2019.

BASTOS, João Augusto de Souza Leão de Almeida. A imaterialidade da tecnologia. In: SILVA, Maclóvia Corrêa da (Org.). Conversando com a tecnologia: contribuições de João Augusto Bastos para a educação tecnológica. Curitiba: Editora UTFPR, 2015. p. 15-52.

BRASIL. Controladoria Geral da União. Acesso à informação pública: uma introdução à Lei 12.527, de 18 de novembro de 2011. Brasília, 2011a. Disponível em: <https://www2.ufmg.br/acessoainformacao/Sobre-a-L.A.I/Artigos/Uma-introducao-a-Lei-na-12.527-de-18-de-Novembro-de-2011>. Acesso em: 22 jan. 2012.

CASTELLS, Manuel. A sociedade em rede - A era da informação: economia, sociedade e cultura. Volume I. São Paulo: Paz e Tezza, 1999.

CUTCLIFFE, Stephen. La emergencia de CTS como campo académico. In: CUTCLIFFE, Stephen (Org.). Ideas, Máquinas y Valores. Los Estudios de Ciencia, Tecnología y Sociedad. Barcelona: Anthropos, 2003.

DAGNINO, Renato. Tecnologia Social: contribuições conceituais e metodológicas. Florianópolis: Insular, 2014.

DE STEFANO, V. The rise of the ‘just-in-time workforce’: On-demand work, crowd work, and labor protection in the ‘gig-economy’. Comparative Labor Law & Policy Journal, v. 37, n. 2, p. 471-504, 2016.

GILLESPIE, Tarleton. A relevância dos algoritmos. Parágrafo, São Paulo, v.,6, n.,1. p. 95-121, jan./abr. 2018.

KOO, Lawrence. O papel da Web 3.0 no consumo contemporâneo. Pensam. Real., v. 24, n. 2, p. 109-123, 2009.

LANTZ, Brett. Machine Learning with R. Brimingham: Packt Publishing, 2013.

PINCH, T.; BIJKER, W. The Social Construction of Facts and Artefacts: Or How the Sociology of Science and the Sociology of Technology Might Benefit Each Other. Social Studies of Science, v. 14, n. 3, p. 399-441, ago. 1984.

PINHO, J.; SANTOS, M. Gestão social: uma análise crítica de experiências brasileiras. Revista do Serviço Público, v. 66, n. 2, p. 257-279, 2015.

PINTO, Álvaro Vieira. O conceito de tecnologia. Volume I. Rio de Janeiro: Contraponto, 2005.

TOMAZ, Tales. Repensando big data, algoritmos e comunicação: para uma crítica da neutralidade instrumental. Parágrafo, São Paulo, v. 6, n. 1, p. 31-42, 2018.

WINNER, Langdon. “Do artifacts have politics?”. In: WINNER, Langdon. The whale and the re-actor - a search for limits in an age of high technology. Chicago: The University of Chicago Press, 1986.

Downloads

Publicado

2021-02-22

Como Citar

Lhamas, F. A. de M. P., & Muller, R. (2021). Tecnologias e Sociedade: o papel dos indivíduos na criação de fatos e artefatos. Revista Interdisciplinar De Gestão Social, 10(1). Recuperado de https://periodicos.ufba.br/index.php/rigs/article/view/39323

Edição

Seção

Seção Temática