Subtração da Gestão de Políticas Públicas no Contexto Pandêmico: os desdobramentos de um desamparo público agravado pela Covid-19

Autores

  • Rosana de Freitas Boullosa Universidade de Brasília
  • Janaina Lopes Pereira Peres Universidade de Brasília
  • Lara Silva Laranja Universidade de Brasília
  • Luciana Guedes da Silva Universidade de Brasília

Palavras-chave:

Gestão de Políticas Públicas, Gestão Social, Pandemia, Desamparo Público

Resumo

O novo coronavírus trouxe uma série de desafios e dilemas para diferentes campos científicos, os quais não mediram esforços nas contribuições para o enfrentamento à pandemia de COVID-19. No campo das políticas públicas e, em especial, no campo de estudos das políticas públicas, esses desafios retomaram a inclinação à racionalidade instrumental (de tradição positivista) e à desassociação entre fato e valor; agravaram o desamparo público vivido; e ressaltaram a disputa de narrativas no Brasil, gerando um esvaziamento discursivo em torno da noção de ‘gestão’ no combate à pandemia. Neste artigo, a despolitização da gestão de políticas públicas é problematizada a partir desses três aspectos, abordando os fatores que causaram a subtração da gestão, e discutindo como a Gestão Social pode contribuir para retomar um projeto de desenvolvimento democrático e participativo.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rosana de Freitas Boullosa, Universidade de Brasília

Professora Associada II da Universidade de Brasília, Bolsista de Produtividade DT do CNPq, Líder do Grupo de Pesquisa em Processos de Inovação e Aprendizagem em Políticas Públicas e Gestão Social, Coordenadora do curso de Graduação em Gestão de Políticas Públicas da UnB e do Núcleo de Estudos Urbanos e Regionais (NEUR) do Centro de Estudos Multidisciplinares Avançados (CEAM/UnB). Possui publicações em teoria de políticas públicas, avaliação de políticas públicas, desenvolvimento territorial e gestão social.

Janaina Lopes Pereira Peres, Universidade de Brasília

Mestre e doutora em Desenvolvimento, Sociedade e Cooperação Internacional (PPGDSCI/CEAM/UnB). Graduada em Turismo & Hotelaria (UNIVALI). Desenvolve pesquisas sociocêntricas e implicadas, com ênfase em gestão social, governança urbana e desigualdades socioterritoriais.

Lara Silva Laranja, Universidade de Brasília

Mestre e doutoranda em Desenvolvimento, Sociedade e Cooperação Internacional (PPGDSCI/CEAM/UnB). Graduada em Direito (UniCEUB). Pesquisa gestão e governança pública, ênfase em saúde pública.

Luciana Guedes da Silva, Universidade de Brasília

Mestre e doutoranda em Desenvolvimento, Sociedade e Cooperação Internacional (PPGDSCI/CEAM/UnB). Graduada em Estatística (UnB). Pesquisa gestão pública, educação, saúde e infraestrutura.

Referências

ABRUCIO, F. L. et al. Combate à COVID-19 sob o federalismo bolsonarista: um caso de descoordenação intergovernamental. Revista de Administração Pública, Rio de Janeiro, v. 54, n. 4, p. 663-677, jul. 2020. ISSN 1982-3134. Disponível em: <http://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/rap/article/view/81879>. Acesso em: 30 set. 2020.

AGÊNCIA SENADO. Governo federal dificultou a vida de prefeitos na pandemia, diz chefe da CNM. Política. Publicado em 04 de julho de 2020. Disponível em: https://www.douradosagora.com.br/noticias/politica/governo-federal-dificultou-a-vida-de-prefeitos-na-pandemia. Acesso em: 26 ago. 2020.

BARRETO, A. de A. A questão da informação. São Paulo em Perspectiva, São Paulo,v. 8, n. 4, p. 3-8, out./dez. 1994.

BERNARDES, W. L. M. Federação e federalismo: uma análise com base na superação do Estado Nacional e no contexto do Estado Democrático de Direito. Belo Horizonte: Del Rey, 2010.

BERSNTEIN, R. J. The Restructuring of Social and Political Theory. Philadelphia, PA: University of Pennsylvania Press, 1983.

BLUMER, H. Social problems as collective behavior. Social Problems, v. 17, n. 3, p. 298-306, Winter 1971.

BOULLOSA, R. de F. Mirando ao revés as políticas públicas: notas sobre um percurso de pesquisa. Pensamento & Realidade, v. 28, p. 68-86, 2013.

BOULLOSA, R. de F. Mirando ao revés as políticas públicas: o desenvolvimento de uma abordagem crítica e reflexiva para o estudo das políticas públicas. Publicações da Escola da AGU, série especial, p. 89-105, 2019.

BOULLOSA, R. de F.; PERES, J. L. P.; BESSA, L. F. M. Por dentro do campo: uma narração reflexiva dos estudos críticos em políticas públicas. 2020 (no prelo).

BOULLOSA, R de F.; SILVA, L. G.; LARANJA, L. S.; PERES, J. L. P. A expansão da Covid-19 no G100: reflexões sobre a capacidade de resposta dos municípios mais endividados do Brasil. In: OSPP. Boletim de Gestão de Políticas Públicas e Covid-19 do Observatório da Sociedade Pós-Pandêmica: Políticas Públicas & Governança, UFBA, UnB, UFV, UFTM, n. 1, p. 3-16, jul. 2020.

BRONZO, C. Entre pisar suavemente na terra ou comer suas entranhas: as escolhas que fazemos nos definem. Revista NAU Social, Salvador, v. 11, n. 20, p. 81-89, maio-out. 2020.

CARNEIRO, C. Conselhos de políticas públicas: desafios para sua institucionalização. In: SARAVIA, E.; FERRAREZI, E. (Org.). Políticas públicas: coletânea. Brasília: ENAP, 2006. p. 149-166.

CONGRESSO EM FOCO. “Gripezinha” e “histeria”: cinco vezes em que Bolsonaro minimizou o coronavírus. Governo. 01 de abril de 2020. Disponível em: https://congressoemfoco.uol.com.br/governo/gripezinha-e-histeria-cinco-vezes-em-que-bolsonaro-minimizou-o-coronavirus/. Acesso em: 28 set. 2020.

DEWEY, J. The Public and its Problems. New York: Henry Holt, 1927.

DEWEY, J. A democracia é radical (1937). In: HICKMAN; LARRY; ALEXANDER. The essential Dewey, vol. 1: Pragmatism, Education, Democracy. Bloomington: Indiana University Press, 1998. p. 337-339.

DEWEY, J. The Logic of Inquiry. New York: Henry Holt and Company, 1939.

DRYZEK, J. Rhetoric in Democracy: a systematic appreciation. Political Theory, v. 38, n. 3, p. 319-339, 2010.

FISCHER, F. Para além do empirismo: policy inquiry na perspectiva pós-positivista. Revista NAU Social, Salvador, v. 7, n. 12, p. 163-180, maio/nov. 2016.

FISCHER, F.; FORESTER, J. The argumentative turn in policy analysis and planning. Durham: Duke University Press Books, 1993.

FOUCAULT, M. Power/Knowledge: Selected Interviews and Other Writings 1972-77. edited by Colin Gordon. Brighten, Sussex: Harvester Press, 1980.

FRANÇA FILHO, G. C.; BOULLOSA, R. F. Gouvernance démocratique, gestion sociale et para-économie. In: EYNAUD, P. La Gouvernance entre disersité et normalization. Paris: Editions Juris, 2015. p. 89-108.

GHEBREYESUS, T. A. Speech to the Chamber of Deputies’ Social Security and Family Commissions. Brasília, Brazil, 21 March 2018.

HABERMAS, J. Toward a Rational Society: Student Protest, Science and Politics. Tradução de Jeremy J. Shapiro. Boston, MA: Beacon, 1971.

LASSWELL, H. The Policy Orientation. In: LERNER, D.; LASSWELL, H. The Policy Sciences. Stanford: Stanford University Press, 1951. p. 3-15.

LATOUR, B. 1987. Science in Action. Cambridge: Harvard University Press.

LÚCIO, M. L.; DANTAS, J. M. M. Gestão, custos e governança pública - desenvolvimento nacional baseado em Public Intelligence (PI). Revista NAU Social, Salvador, v. 9, n. 17, p. 92-101, 2018.

MAJONE, G. Evidence, Argument and Persuasion in the Policy Process. New Haven, CT: Yale University Press, 1989.

PARAGUASSU, Lisandra. Credibilidade da saúde fica abalada com interferência de Bolsonaro e desmonte de área técnica. Economia. 10 de junho de 2020. Disponível em: https://economia.uol.com.br/noticias/reuters/2020/06/10/credibilidade-da-saude-fica-abalada-com-interferencia-de-bolsonaro-e-desmonte-de-area-tecnica.html. Acesso em: 20 set. 2020.

PERES, Janaína Lopes Pereira. Reinterpretando o fluxo de políticas públicas a partir da

experiência: do pragmatismo crítico ao Hip Hop da Ceilândia/DF. 251f. Tese (Doutorado) –

Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento, Sociedade e Cooperação Internacional,

PPGDSCI, Universidade de Brasília, 2020.

PORCARO, Maria Rosa. A informação estatística oficial na sociedade da informação: uma (des)construção. DataGramaZero - Revista de Ciência da Informação, Rio de Janeiro, v. 2, n. 2, 2001, p. A04. Disponível em: www.dgzero.org.

RICŒUR, P. Histoire et vérité. Paris: Seuil, 1955.

RICŒUR, P. Du texte à l'action. Essais d'herméneutique II. Paris: Seuil, 1986.

SACONI, J. P.; ALEIXO, I.; MAIA, G. Decreto do governo Bolsonaro mantém apenas 32 conselhos consultivos. O Globo. Rio de Janeiro e Brasília, 29 jun. 2019. Disponível em: https://oglobo.globo.com/brasil/decreto-do-governo-bolsonaro-mantem-apenas-32-conselhos-consultivos-23773337. Acesso em: 29 set. 2020.

SILVEIRA, A. Cooperação e Compromisso Constitucional nos Estados Compostos. Estudo sobre a teoria do federalismo e a organização jurídica dos sistemas federativos. São Paulo: Editora Almedina, 2007.

SPOSATI, A. COVID-19 Revela a Desigualdade de Condições da Vida dos Brasileiros. Revista NAU Social, Salvador, v. 11, n. 20, p. 81-89, maio-out. 2020.

TENÓRIO, F. G. A Questão Social Acrescida. Revista NAU Social, Salvador, v. 11, n. 20, p. 81-89, maio-out. 2020.

WORLD HEALTH ORGANIZATION – WHO. 1st WHO Infodemiology Conference [Internet]. Geneva: World Health Organization; 2020 [cited 2020 Aug 3]. Disponível em: https://www.who.int/news-room/events/detail/2020/06/30/default-calendar/1st-who-infodemiology-conference. Acesso em: 29 set. 2020.

Downloads

Publicado

2021-02-22

Como Citar

Boullosa, R. de F., Peres, J. L. P., Laranja, L. S., & Silva, L. G. da. (2021). Subtração da Gestão de Políticas Públicas no Contexto Pandêmico: os desdobramentos de um desamparo público agravado pela Covid-19. Revista Interdisciplinar De Gestão Social, 10(1). Recuperado de https://periodicos.ufba.br/index.php/rigs/article/view/39296

Edição

Seção

Seção Temática