ATORES, CONFLITOS E POLÍTICAS PÚBLICAS PARA O CAMPO NO BRASIL CONTEMPORÂNEO

Autores

  • Leonilde Servolo Medeiros Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Programa de Pós-graduação de Ciências Sociais em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade. http://orcid.org/0000-0001-5030-8044

DOI:

https://doi.org/10.9771/ccrh.v34i0.43440

Palavras-chave:

Representação política. Agricultura familiar. Assalariados. Conflitos fundiários. Agronegócio.

Resumo

O artigo se volta para mudanças ocorridas nas quatro últimas décadas nas formas de organização dos trabalhadores do campo no Brasil, enfatizando disputas, convergências e impasses não só na relação entre os próprios atores em processo de constituição, mas também com os mecanismos institucionais e políticas públicas voltadas para o campo. Iniciamos com um breve histórico das mudanças que atingiram o meio rural e, na sequência, discutimos a dinâmica política da representação das categorias agricultura familiar, trabalho
assalariado e, por fim, as faces contemporâneas da dinâmica da disputa fundiária. Procuramos mostrar como essas categorias se entrecruzam e como a preocupação classificatória tende a esconder a complexa rede de relações que articula diferentes segmentos do campo e suas organizações, cada vez menos perceptíveis como universos estanques. Finalmente, tratamos do crescente protagonismo do agronegócio e suas implicações para as disputas no campo e para a reconfiguração da questão agrária.

ACTORS, CONFLICTS AND PUBLIC POLICIES FOR RURAL AREAS IN CONTEMPORARY BRAZIL

The article discusses changes that took place in recent decades on the forms of organization of rural workers in Brazil, emphasizing disputes, convergences and impasses both in the relations between the actors during their constitution 
process, and with institutional mechanisms and public policies aimed at rural areas. From a brief overview on the changes that affected the rural environment, we discuss the political dynamics of representation regarding family farming, wage labor, and the contemporary dynamics of land disputes. We aim to show how these categories intertwine and how classificatory concerns hide the complex relationship networks that articulates different rural segments and their associations, less and less perceived as hermetic universes. Finally, we examine the growing role of agribusiness and its consequences for rural disputes and for the reconfiguration of the agrarian issue.

Keywords: Political representation. Family farming. Wage earners. Land conflicts. Agribusiness.

ACTEURS, CONFLITS ET POLITIQUES PUBLIQUES POUR LE MILIEU RURAL AU BRÉSIL CONTEMPORAIN

L’article discute les changements qui ont eu lieu au cours des quatre dernières décennies dans les formes d’organisation des travailleurs ruraux au Brésil, mettant l’accent sur les conflits, les convergences et les impasses non seulement dans la relation entre les acteurs eux-mêmes dans leur processus de constitution, mais aussi avec les mécanismes institutionnels et politiques publiques conçu pour le milieu rural. En commençant par un bref historique des changements qui ont affecté le milieu rural, nous aborderons ensuite les dynamiques politique de représentation des catégories agriculture familiale, travail salarié et les formes contemporaines de la dynamique du conflit foncier. On cherche à montrer comment ces catégories s’entrecroise et comment le souci
de classification masque le réseau complexe de relations articulant les différents segments ruraux et leurs organisations, de moins en moins perçus comme des univers étanches. Enfin, nous abordons le rôle croissant de l’industrie  agroalimentaire et ses implications sur les conflits ruraux et sur la reconfiguration de la question agraire.

Mots-clés: Représentation politique. Agriculture familiale. Salariés. Conflits fonciers. Industrie agroalimentaire.

Biografia do Autor

Leonilde Servolo Medeiros, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Programa de Pós-graduação de Ciências Sociais em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade.

Doutora em Ciências Sociais pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Professora do Programa de Pós-graduação de Ciências Sociais em Desenvolvimento,
Agricultura e Sociedade da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (CPDA/UFRRJ). Coordenadora do Núcleo de Pesquisa, Documentação e Referência em Movimentos Sociais e Políticas Públicas no Campo, do CPDA/UFRRJ. Bolsista do CNPq. Desenvolve pesquisas na área de movimentos sociais, políticas fundiárias, sindicalismo rural. Publicações recente: Ditadura, conflito e repressão no campo. A resistência camponesa no estado do Rio de Janeiro (org.). Rio de Janeiro: Consequência, 2018, 667 p.;
Rural Social Movements in Brazil in the Second Half of the 20th Century: From the Peasant Leagues to the Landless Workers Movement. Oxford Research Encyclopedia of Latin American History. 1ed.Oxford: Oxford University Press, 2020, v. 1, p. 1-25. Pesquisando a contrapelo: a memória dos conflitos e das formas de resistência dos trabalhadores no estado do Rio de Janeiro (1946-1988). In: José Sérgio Leite Lopes; Beatriz Heredia. (Org.). Trabalhadores urbanos, trabalhadores rurais: história e perspectivas. 1ed.
Rio de Janeiro: Editora da UFRJ, 2020, v. 1, p. 161-194; O regime empresarial-militar e a questão agrária
no Brasil. In: Jorge Ferreira; Lucília de Almeida Neves Delgado. (Org.). O tempo do regime autoritário.
Ditadura militar e redemocratização. Quarta República (1964-1985). O Brasil Republicano v. 4. 9a.ed.
Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2019, v. 4, p. 179-207; Movimentos sociais, questões fundiárias
e mediações jurídicas: apontamentos sobre as relações entre o Direito e os conflitos sociais. In: Sérgio
Pereira Leite; Regina Bruno. (Org.). O rural brasileiro na perspectiva do século XXI. 1ed. Rio de Janeiro:
Garamond, 2019, v. 1, p. 107-127.

Downloads

Publicado

2021-06-25

Como Citar

Servolo Medeiros, L. (2021). ATORES, CONFLITOS E POLÍTICAS PÚBLICAS PARA O CAMPO NO BRASIL CONTEMPORÂNEO. Caderno CRH, 34, e021003. https://doi.org/10.9771/ccrh.v34i0.43440