Princípios histórico-culturais para a organização de formações docentes continuadas concretas

Autores

DOI:

https://doi.org/10.9771/gmed.v13i2.43890

Palavras-chave:

psicologia histórico-cultural, formação continuada, organização, princípios, sistematização

Resumo

Fundamentada na Psicologia Histórico-Cultural, o objetivo desta pesquisa foi definir princípios orientadores para a organização de formações docentes continuadas concretas. Para tanto, foi desenvolvida uma formação de professoras na qual se estudou a Psicologia Histórico-Cultural, sendo os dados coletados analisados à luz da dialética Singular-Particular-Universal. Como resultado foi possível definir os princípios, que versam sobre: a unidade teoria-prática; a unidade afeto-cognição; a satisfação de necessidades formativas; a transformação de sentidos pessoais; o caráter grupal do processo formativo; a tríade forma-conteúdo-destinatário como orientadora da formação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marília Alves dos Santos, UNESP/Bauru

Mestre em Psicologia do Desenvolvimento e Aprendizagem (UNESP/Bauru). Discente do Departamento de Educação da UNESP/Bauru. Pesquisadora do TECER - Coletivo de estudos e pesquisas sobre psicologia escolar e atividade pedagógica (UNESP/Bauru): http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/631826. Lattes: http://lattes.cnpq.br/3647973718680955. Orcid: http://orcid.org/0000-0001-8178-4203. E-mail: marilia.santos@unesp.br.

Flávia da Silva Ferreira Asbahr, UNESP/Bauru

Doutora em Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano (USP). Professora assistente do Departamento de Psicologia e do Programa de Pós-Graduação em Psicologia do Desenvolvimento e Aprendizagem (UNESP/Bauru). Líder do TECER - Coletivo de estudos e pesquisas sobre psicologia escolar e atividade pedagógica (UNESP/Bauru): http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/631826. Lattes: http://lattes.cnpq.br/0992862282815480. Orcid: http://orcid.org/0000-0002-7338-0003. E-mail: flavia.asbahr@unesp.br.

Referências

ASBAHR, F. S. F. Sentido pessoal e projeto político pedagógico: análise da atividade pedagógica a partir da psicologia histórico-cultural. Dissertação (Mestrado em Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano). Universidade de São Paulo, Instituto de Psicologia, São Paulo, 2005. Disponível em: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47131/tde-24112005-195626/pt-br.php. Acesso em: 11 de janeiro de 2019.

BASSO, I. S. Significado e sentido do trabalho docente. Caderno Cedes, Campinas, v. 19, n. 44, [s/p], 1998. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-32621998000100003&lng=en&nrm=iso&tlng=pt. Acesso em: 07 de janeiro de 2019.

BOLIS, A.; CORD, D.; OLTRAMARI, L. C.; GESSER, M. Psicologia escolar crítica e formação continuada de professores na EJA: um espaço de co-construção. Revista PerCursos, Florianópolis, v. 16, n. 31, p. 59-82, 2015. Disponível em: http://www.periodicos.udesc.br/index.php/percursos/article/view/1984724616312015059/pdf_29. Acesso em: 20 de fevereiro de 2019.

BRASIL. Notas estatísticas - Censo Escolar 2017. Brasília: INEP/MEC, 2018. Disponível em: http://download.inep.gov.br/educacao_basica/censo_escolar/notas_estatisticas/2018/notas_estatisticas_Censo_Escolar_2017.pdf. Acesso em: 16 de novembro de 2019.

BRECHT, B. Antologia poética. Rio de Janeiro: ELO Editora, 1982.

CAMARGO, E. A. A; MONTEIRO, M. I. B.; FREITAS, A. P. Trabalho docente no contexto da inclusão: formação continuada com enfoque colaborativo. Revista de Educação, Campinas, v. 21, n. 1, p. 45-57, 2016. Disponível em: http://periodicos.puc-campinas.edu.br/seer/index.php/reveducacao/article/view/2891/2239. Acesso em: 03 de janeiro de 2019.

CAVALCANTE, L. I. P.; BISSOLI, M. F.; ALMEIDA, M. I.; PIMENTA, S. G. A docência no Ensino Superior na área da saúde: formação continuada e desenvolvimento profissional em foco. Revista Eletrônica Pesquiseduca, v. 3, n. 6, p. 162-182, 2011. Disponível em: http://www.ccs.ufes.br/sites/ccs.ufes.br/files/A%20Doc%C3%AAncia%20no%20Ensino%20Superior%20-%20Sa%C3%BAde.pdf. Acesso em: 21 de fevereiro de 2019.

DAMÁZIO, A. Formação continuada do professor de matemática: produções pessoais. Poiésis, Tubarão, v. 1, n. 1, p. 7-19, 2008. Disponível em: http://www.portaldeperiodicos.unisul.br/index.php/Poiesis/article/view/20/21. Acesso em: 21 de fevereiro de 2019.

DAVÍDOV, V. La enseñanza escolar y el desarrollo psíquico. Moscou: Editorial Progresso, 1988.

DE MARCO, M. T.; LIMA, E. A. Docência e formação continuada de professores na Educação Infantil. Espacios, v. 38, n. 45, p. 30, 2017. Disponível em: http://www.revistaespacios.com/a17v38n45/a17v38n45p30.pdf. Acesso em: 03 de janeiro de 2019.

FRANCO, P. L. J.; LONGAREZI, A. M. Elementos constituintes e constituidores da formação continuada de professores: contribuições da teoria da atividade. Educação e Filosofia, Uberlândia, v. 25, n. 50, p. 557-582, 2011. Disponível em: http://www.seer.ufu.br/index.php/EducacaoFilosofia/article/view/13364/7656. Acesso em: 04 de fevereiro de 2019.

KALMUS, J.; SOUZA, M. P. R. Trabalho e formação: uma análise comparativa das políticas de formação de professores em serviço no Brasil e no México. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 41, n.1, p. 53-66, 2016. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ep/v42n1/1517-9702-ep-42-1-0053.pdf. Acesso em: 21 de fevereiro de 2019.

KOSIK, K. O mundo da pseudoconcreticidade e sua destruição. In: KOSIK, K. Dialética do concreto. 2. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1976.

KRUPSKAYA, N. K. Os ensinamentos de Marx para o educador soviético – guia para a ação. In: FREITAS, L. C.; CALDART, R. S. (Org.). A construção da pedagogia socialista. São Paulo: Expressão Popular, 2017. p. 245-263.

LEONTIEV, A. N. Actividad, conciencia y personalidad. Buenos Aires: Ediciones Ciencias del Hombre, 1978.

LEONTIEV, A. N. Uma contribuição à teoria do desenvolvimento da psique infantil. In: VIGOTSKII, L. S.; LURIA, A. R.; LEONTIEV, A. N. Linguagem, Desenvolvimento e Aprendizagem. Trad. Maria da Pena Villalobos. 11. ed. São Paulo: Ícone, 2010. p. 59-83.

LEONTIEV, A. Ensaio sobre o desenvolvimento do psiquismo. In: LEONTIEV, A. O desenvolvimento do psiquismo. Trad. Rubens Eduardo Frias. 2. ed. São Paulo: Centauro, 2004. p. 19-152.

LONGAREZI, A. M.; ALVES, T. C. A psicologia como abordagem formativa: um estudo sobre formação de professores. Revista Semestral da Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional (ABRAPEE), v. 13, n. 1, p. 125-132, 2009. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/pdf/pee/v13n1/v13n1a14.pdf. Acesso em: 04 de fevereiro de 2019.

LUKÁCS, G. O Particular à luz do Materialismo Dialético. In: LUKÁCS, G. Introdução a uma estética marxista. Trad. Carlos Nelson Coutinho e Leandro Konder. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1978. cap. III, p. 73-122.

MARTINS, L. M. O desenvolvimento do psiquismo e a educação escolar: contribuições à luz da psicologia histórico-cultural e da pedagogia histórico-crítica. Campinas: Autores Associados, 2013.

MARX, K. Introdução à contribuição à crítica da economia política. In: MARX, K. Contribuição à crítica da economia política. Trad. Florestan Fernandes. 2. ed. São Paulo: Expressão Popular, 2008. p. 237-272.

MARX, K. O Capital. Crítica da Economia Política. Livro Primeiro, Volume 1. Trad. Reginaldo Sant’Anna. 13. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1989.

MARZARI, M.; MORAES, I. D. C.; OLIVEIRA, R. N. S. Formação continuada: mediação didática dos professores formadores. Acta Científica, Patos de Minas, v. 7, p. 27-36, 2015. Disponível em: file:///C:/Users/Usuario/Downloads/ACTA%20CIENT%C3%8DFICA%20VOLUME%20VII_.pdf. Acesso em: 03 de janeiro de 2019.

MENDONÇA, F. W. A organização da atividade de ensino como processo formativo do professor alfabetizador: contribuições da Teoria Histórico-Cultural. Tese (Doutorado em Educação). Universidade Estadual de Maringá, Maringá, 2017. Disponível em: http://www.ppe.uem.br/teses/2017/2017%20-%20Fernando%20Wolff.pdf. Acesso em: 10 de janeiro de 2019.

MORETTI, V. D. A articulação entre a formação inicial e continuada de professores que ensinam matemática: o caso da Residência Pedagógica da Unifesp. Educação, Porto Alegre, v. 34, n. 3, p. 385-390, 2011. Disponível em: http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/faced/article/view/7733/6789. Acesso em: 21 de fevereiro de 2019.

MORETTI, V. D.; MOURA, M. O. Professores de matemática em atividade de ensino: contribuições da perspectiva histórico-cultural para a formação docente. Ciência e Educação, v. 17, n. 2, p. 435-450, 2011. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ciedu/v17n2/a12v17n2.pdf. Acesso em: 09 de janeiro de 2019.

MORICONI, G. M.; DAVIS, C. L. F.; TARTUCE, G. L. B. P.; NUNES, M. M. R.; ESPOSITO, Y. L.; SIMIELLI, L. E. R.; TELES, N. C. M. Formação continuada de professores: contribuições da literatura baseada em evidências. Textos FCC, São Paulo, v. 52, p. 1-59, 2017. Disponível em: http://publicacoes.fcc.org.br/ojs/index.php/textosfcc/issue/viewIssue/340/169. Acesso em: 21 de fevereiro de 2019.

MOURA, M. O. A objetivação do currículo na atividade pedagógica. Obutchénie: Revista de Didática e Psicologia Pedagógica, Uberlândia, v. 1, n. 1, p. 98-128, 2017. Disponível em: http://www.seer.ufu.br/index.php/Obutchenie/article/view/38419/21804. Acesso em: 09 de janeiro de 2019.

OLIVEIRA, B. A dialética singular-particular-universal. In: ABRANTES, A. A.; SILVA, N. R.; MARTINS, S. T. F. (Org.). Método histórico-social na Psicologia Social. Petrópolis: Editora Vozes, 2005. cap. 2, p. 25-51.

PASQUALINI, J. C.; MARTINS, L. M. Dialética singular-particular-universal: implicações do método materialista dialético para a psicologia. Psicologia e Sociedade, v. 27, n. 2, p. 362-371, 2015. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/psoc/v27n2/1807-0310-psoc-27-02-00362.pdf. Acesso em: 09 de setembro de 2019.

SANTOS, M. A. Princípios histórico-culturais para a organização de formações docentes continuadas concretas. 2020. Dissertação (Mestrado em Psicologia do Desenvolvimento e Aprendizagem). Faculdade de Ciências, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Bauru, 2020. Disponível em: https://repositorio.unesp.br/handle/11449/191842. Acesso em: 30 de abril de 2021.

SANTOS, M. A.; ASBAHR, F. S. F. A Teoria da Atividade de A. N. Leontiev: uma síntese de suas principais obras. Revista Brasileira da Pesquisa Sócio-Histórico-Cultural e da Atividade, v. 2, n. 2, p. 1-23, 2020. Disponível em: http://www.revistashc.org/index.php/shc/article/view/75/33. Acesso em: 30 de dezembro de 2020.

SANTOS, M. A.; ASBAHR, F. S. F. Psicologia Histórico-Cultural e formação docente continuada: um estado da arte das pesquisas brasileiras. In: VII CONGRESSO BRASILEIRO DE EDUCAÇÃO. Anais do VII Congresso Brasileiro de Educação – Educação pública como direito: desafios e perspectivas no Brasil contemporâneo. Bauru: Faculdade de Ciências, 2019. s/p. Disponível em: https://cbe.fc.unesp.br/anais/index.php?t=TC2019031734414. Acesso em 17 de fevereiro de 2021.

SAVIANI, D. Pedagogia histórico-crítica: primeiras aproximações. 7. ed. Campina: Autores Associados, 2000.

SCHLINDWEIN, L. M. Pesquisa na formação continuada dos professores: possibilidades para uma educação estética. Revista Diálogo Educacional, Curitiba, v. 12, n. 37, p. 823-841, 2012. Disponível em: https://periodicos.pucpr.br/index.php/dialogoeducacional/article/view/4777/4732. Acesso em: 21 de fevereiro de 2019.

SOUZA, N. M. M.; MOURA, M. O. Integração escola-universidade como atividade de formação continuada de professores na perspectiva histórico-cultural. Perspectivas da Educação Matemática, v. 8, n. 16, p. 140-165, 2015. Disponível em: http://seer.ufms.br/index.php/pedmat/article/view/944/912. Acesso em: 21 de fevereiro de 2019.

VIEIRA, R. A. Programa de Formação Continuada de professores universitários – PFC/UFV. Série-Estudos, Campo Grande, v. 22, n. 46, p. 37-49, 2017. Disponível em: http://www.serie-estudos.ucdb.br/index.php/serie-estudos/article/view/895/pdf. Acesso em: 03 de janeiro de 2019.

VIGOTSKI, L. S. A construção do pensamento e da linguagem. Trad. Paulo Bezerra. São Paulo: Martins Fontes, 2001.

Downloads

Publicado

2021-09-17

Como Citar

Santos, M. A. dos, & Asbahr, F. da S. F. (2021). Princípios histórico-culturais para a organização de formações docentes continuadas concretas. Germinal: Marxismo E Educação Em Debate, 13(2), 833–857. https://doi.org/10.9771/gmed.v13i2.43890