Método de formação política da escola nacional Florestan Fernandes do MST

Autores

DOI:

https://doi.org/10.9771/gmed.v11i1.29832

Palavras-chave:

Formação Política, Consciência de classe, MST, Pedagogia Socialista

Resumo

O objetivo deste artigo é refletir sobre o método de formação política  Escola Nacional Florestan Fernandes, uma escola coordenada pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra e que tem como principal papel a formação de militantes de movimentos e organizações populares do Brasil e outros países. A ENFF assume a concepção marxista de construção e socialização do conhecimento (MARX, 1987) e a orientação pedagógica da Pedagogia Socialista (PISTRAK, 2009), da Educação Popular (FREIRE, 2005 e da Pedagogia do Movimento (CALDART, 2004). Essa perspectiva pedagógica referencia-se no trabalho como princípio educativo, como práxis que articula a prática com o estudo, em organicidade com a arte e a cultura. A ENFF adota uma perspectiva contra hegemônico, direcionando seu trabalho para a formação da consciência de classe, por meio da socialização de conhecimentos de filosofia, de história e economia de política, considerados necessários para a formação crítica de sujeitos sociais que atuam com vistas à transformação revolucionária da sociedade, superando o capitalismo e avançando em direção ao socialismo, entendendo este como uma fase de transição para o comunismo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alessandro Santos Mariano, Universidade Estadual de Campinas

Doutorando em Educação Programa de Pós Graduação faculdade de Educação UNICAMP. Membro do Coletivo Nacional de Educação do MST.

José Claudinei Lombardi, UNICAMP

Professor  Livre-Docente em Educação e Titular do DEFHE / FE / UNICAMP

Referências

CALDART, R. S. Pedagogia do Movimento Sem Terra. São Paulo: Expressão Popular, 2004.

DUARTE, N. Educação Escolar e Formação Humana omnilateral na Perspectiva da Pedagogia Histórico-Crítica. In.: LOMBARDI, J.C. (org.). Crise capitalista e educação brasileira. Uberlândia, MG : Navegando Publicações, 2016

ESCOLA NACIONAL FLORESTAN FERNANDES. Projeto Político Pedagógico da ENFF. 2016.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. 49. Reimp. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2005.

MARX, K. Contribuição para a crítica da economia política. Lisboa: Estampa, 1973.

MARX, Karl. O capital: Crítica da economia política. 11 .ed. São Paulo. DEFEL, 1987. Livro Primeiro volume I.

MST. Dossiê MST Escola: documentos e estudos 1990-2001. Ed. especial. Caderno de educação, n.13, Iterra, 2005.

PIZETTA, A. J. A formação política no MST: um processo em construção. Buenos Aires: Clacso, 2007.

SAVIANI, D. Escola e democracia. São Paulo: Cortez; Campinas: Autores Associados, 1984.

Downloads

Publicado

2019-09-16

Como Citar

Mariano, A. S., & Lombardi, J. C. (2019). Método de formação política da escola nacional Florestan Fernandes do MST. Germinal: Marxismo E Educação Em Debate, 11(1), 203–209. https://doi.org/10.9771/gmed.v11i1.29832