LUTA PELA TERRA e EDUCAÇÃO DO CAMPO

Autores

  • Ademar Bogo Faculdade do Sul da Bahia - FASB

DOI:

https://doi.org/10.9771/gmed.v8i2.20518

Palavras-chave:

Luta de Classes Educação, Educação do Campo

Resumo

Nesta entrevista, Ademar Bogo ressalta a importância da temática luta pela terra e educação e analisa o contexto social e político em geral e do MST de forma crítica, sensata e reflete a preocupação de quem anseia por um avanço do movimento social em direção a transição socialista. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ademar Bogo, Faculdade do Sul da Bahia - FASB

Ademar Bogo é militante social. Transformou-se de camponês a militante da luta pela terra nas ações concretas contra o latifúndio no Brasil. Começou a militância em 1979, motivado por movimentos populares na Nicarágua e pela ebulição da luta contra a ditadura no Brasil e participou do MST há mais de 30 anos. Estudou Teologia da Libertação no Instituto Teológico de Santa Catarina - ITESC. Graduou-se em Licenciatura em Letras Vernáculas pela Universidade do Estado da Bahia - UNEB. Bacharel em Filosofia pela Universidade Sul de Santa Catarina - UNISUL. Mestrado em Filosofia na Universidade Federal da Bahia - UFBA. Doutor em Filosofia pela Universidade Federal da Bahia - UFBA. É autor de inumeros livros que versam sobre política, formação política, poesias e temas diversos sempre vinculados a luta pela transformação social.

Downloads

Publicado

2016-12-29

Como Citar

Bogo, A. (2016). LUTA PELA TERRA e EDUCAÇÃO DO CAMPO. Germinal: Marxismo E Educação Em Debate, 8(2), 184–192. https://doi.org/10.9771/gmed.v8i2.20518