EMOÇÕES DE UMA PROFESSORA DE LÍNGUAS NA PANDEMIA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.9771/ell.v0i77.55549

Palavras-chave:

Formação de professores de línguas; Emoções; Pandemia.

Resumo

Este trabalho reporta as inter-relações entre a experiência de ensino na pandemia de COVID-19 e as emoções de uma professora de línguas à luz de estudos da Linguística Aplicada. A metodologia é qualitativa e baseada na Pesquisa Narrativa com análise de conteúdo. Os resultados indicam emoções de tristeza e frustração em relação à falta de apoio institucional, à sobrecarga de atividades com tecnologias digitais e à ausência de reconhecimento social pelo trabalho desempenhado. As mudanças repentinas na vida da docente nos indicam um agravamento do mal-estar no trabalho. Argumentamos em favor do papel da reflexão sobre as emoções na vida docente como auxiliar na lide com um cenário de uma profissão imersa em uma vida social em crise. O estudo reitera a necessidade de inserirmos as tecnologias digitais e a reflexão sobre as emoções na formação de professores de línguas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ARAGÃO, R. C. Pandemia, Ambientes Digitais e Emoções na Formação Inicial de Professores. Linguagem & Ensino, v. 25, p. 156-178, 2022a. DOI: https://doi.org/10.15210/10.15210/RLE.V25especial.4442. Acesso em 17 de jun. 2023.

_____. A Systemic View on Emotion and Reflection in Language Teacher Education Research. Revista Brasileira de Linguística Aplicada, v. 22, n. 1, p. 270-299, 2022b. DOI: https://doi.org/10.1590/1984-6398202218469. Acesso em 17 de jun. 2023.

_____. Linguajar e emocionar os tempos de crise na formação de professores de línguas. In.: SILVA, W.; SILVA, W.; CAMPOS, D. (Orgs). Desafios da formação de professores na Linguística Aplicada. Campinas: Pontes, 2019.

_____. Observar, Narrar e Significar a Experiência da Aprendizagem. In: Laura Miccoli. (Org.). Pesquisa Experiencial em Contextos de Aprendizagem: Uma Abordagem em Evolução. 1. ed. Campinas: Pontes, 2014, p. 79-100.

_____. São as histórias que nos dizem mais: emoção, reflexão e ação na sala de aula. 2007. 276fl. Tese (Doutorado em Estudos Linguísticos) – Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte.

ARAGÃO, R. C.; DIAS, I. A. F. Tecnologias digitais, biologia do conhecer e pesquisa-ação no ensino de línguas. Texto Livre, v. 11, p. 135, 2018. DOI: https://doi.org/10.17851/1983-3652.11.2.135-159. Acesso em 17 de jun. 2023.

ARAGÃO, R. C; FERREIRA, K. Emoções e tecnologias digitais no ensino-aprendizagem de Língua Inglesa. Tabuleiro de Letras, v. 16, p. 146-166, 2022. DOI: https://doi.org/10.35499/tl.v16i1.13621. Acesso em 17 de jun. 2023.

BARCELOS, A. M. F.; ARAGÃO, R. C.; RUOHOTIE-LYHTY, M.; GOMES, G. S. C. Contemporary perspectives on research about emotions in language teaching. Revista Brasileira de Linguística Aplicada, v. 22, p. 1-16, 2022. DOI: https://doi.org/10.1590/1984-6398202221654. Acesso em 17 de jun. 2023.

PRETTO, N. L; BONILLA, M. H. S. Tecnologias e educações: um caminho em aberto. Revista em Aberto - INEP, v. 35, p. 141-163, 2022. DOI: https://doi.org/10.24109/2176-6673.emaberto.35i113.5085. Acesso em 17 jun. 2023.

CHIQUETTI, T. C. Distanciamento social: da ansiedade ao amadurecimento emocional. In: ARANTES, M. M. (org.). Pandemia e Pandemônio: Reflexões sobre educação emocional em tempos de coronavírus. Recife: Ed. UFPE, 2020. Disponível em: http://www.editoraufpe.com.br/pandemia-e-pandemonio-reflexoes-sobre-a-educacao-emocional-em-tempos-de-coronavirus/. Acesso em 20 de abril de 2023.

CLANDININ, D. J.; CONELLY, F. M. Pesquisa narrativa: experiências e história na pesquisa qualitativa. Uberlândia: EDUFU, 2015.

COELHO, H. S. H. Experiência, Emoção e Transformação na Educação Continuada: um estudo de caso. 2011. Tese (Doutorado em Estudos Linguísticos) – Universidade Federal Minas Gerais, Belo Horizonte.

GESTRADO. Grupo de Estudos Sobre Política Educacional e Trabalho Docente. Base de dados. Docência na Educação Básica em tempo de pandemia. Belo Horizonte, UFMG, 2020. Disponível em: https://gestrado.net.br/wp-content/uploads/2021/09/TRABALHO-DOCENTE-EM-TEMPOS-DE-PANDEMIA-3108-compactado.pdf. Acesso em: 17 de jun. 2023.

GUEDES, M.; ARAGÃO, R. Conversações de professores em uma notícia do “Correio 24h online” no contexto da pandemia da Covid-19. Fólio: Revista de Letras, v. 13, n. 2, 2021. DOI: https://doi.org/10.22481/folio.v13i2.9066. Acesso em 17 de jun. 2023.

IGO, A.; ZUIN, A. A. S. Autoridade enfraquecida, violência contra professores e trabalho pedagógico. Educar em Revista, 35, p. 331-351, 2019. DOI: https://doi.org/10.1590/0104-4060.64821. Acesso em: 17 de jun. 2023.

INSFRAN et al. A Pandemia da Covid-19 como Vitrine da Precarização do Trabalho Docente e da Educação: desafios do ensino em uma democracia fragilizada. Revista Interinstitucional Artes de Educar, v. 6, p. 166-187, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.12957/riae.2020.52309. Acesso em 17 de jun. 2023.

LUDOVICO et al. COVID-19: desafios dos docentes na linha de frente da educação. Interfaces Científicas, v. 10, n. 1, p. 58-74, 2020.

MARTINS, S. T. A. O Impacto do PDPI nas emoções-identidades de professores de inglês. 2017. Dissertação (Mestrado em Letras) – Universidade Estadual de Santa Cruz, Ilhéus.

MATURANA, H. Emoções e linguagem na educação e na política. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 1998.

OLIVEIRA, E. C.; SANTOS, V. M. Adoecimento mental docente em tempos de pandemia. Brazilian Journal of Development, v. 7, n. 4, p. 39193-39199, 2021.

PAIVA, V. L. M. O. Ensino remoto ou ensino à distância: efeitos da pandemia. Estudos Universitários: revista de cultura, v. 37, n.1, p. 58-70, 2020. Disponível em: https://periodicos.ufpe.br/revistas/estudosuniversitarios/article/view/249044 Acesso em 17 de jun. 2023.

SILVA, F. F. As emoções no processo de formação inicial de licenciandos em Espanhol na UESC. 115 f. 2020. Dissertação (Mestrado em Letras: Linguagens e Representações) - Universidade Estadual de Santa Cruz.

SOUSA, T. A. Jogos Teatrais na formação continuada dos docentes de línguas estrangeiras: uma pesquisa colaborativa no contexto do Ensino Médio. 2021. Dissertação (Mestrado em Letras: Linguagens e Representações) - Universidade Estadual de Santa Cruz, Ilhéus.

SOUZA, N. E. Emoções entre o ser-aluno e o ser-professor: transformações entre o aprender e ensinar. 2017. Dissertação (Mestrado em Letras: Linguagens e Representações) - Universidade Estadual de Santa Cruz, Ilhéus.

Downloads

Publicado

2024-06-04

Como Citar

CAMARGO ARAGÃO, R.; GUANAES, L. . EMOÇÕES DE UMA PROFESSORA DE LÍNGUAS NA PANDEMIA. Estudos Linguísticos e Literários, Salvador, n. 77, p. 176–189, 2024. DOI: 10.9771/ell.v0i77.55549. Disponível em: https://periodicos.ufba.br/index.php/estudos/article/view/55549. Acesso em: 20 jul. 2024.