OS PALAVRÕES NO PORTUGUÊS BAIANO: UMA ANÁLISE SOCIOLINGUÍSTICA COM BASE EM DOIS FILMES

Autores

  • Josane Moreira de Oliveira Universidade Estadual de Feira de Santana Universidade Federal da Bahia

DOI:

https://doi.org/10.9771/ell.v0i60.27635

Palavras-chave:

Palavrões, Português baiano, Sociolinguística, Filmes.

Resumo

Neste artigo, apresenta-se uma análise sociolinguística dos chamados ‘palavrões’ no português falado em Salvador – Bahia. Os dados foram recolhidos de dois filmes: Cidade Baixa e  Ó Paí, Ó. O primeiro, de 2005, foi dirigido por Sérgio Machado; o segundo, de 2007, foi dirigido por Monique Gardenberg. Ambos os filmes retratam histórias que se passam na capital baiana e fornecem cenas do cotidiano que propiciam contextos de ocorrência de palavras e expressões consideradas de ‘baixo calão’. Os dados foram levantados e analisados com o objetivo de fornecer uma análise que elenca os elementos linguísticos utilizados para expressar raiva, críticas e ofensas, considerando o seu sentido original, o sentido adqirido contextualmente e a possível relação com algumas variáveis linguísticas e sociais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Josane Moreira de Oliveira, Universidade Estadual de Feira de Santana Universidade Federal da Bahia

Departamento de Letras e Artes

Downloads

Publicado

2018-12-19

Como Citar

OLIVEIRA, J. M. de. OS PALAVRÕES NO PORTUGUÊS BAIANO: UMA ANÁLISE SOCIOLINGUÍSTICA COM BASE EM DOIS FILMES. Estudos Linguísticos e Literários, Salvador, n. 60, p. 163–181, 2018. DOI: 10.9771/ell.v0i60.27635. Disponível em: https://periodicos.ufba.br/index.php/estudos/article/view/27635. Acesso em: 3 out. 2022.

Edição

Seção

ARTIGOS / ARTICLES