AS DRAMÁTICAS DO USO DO CORPO-SI DOCENTE NA PANDEMIA:

UMA INVESTIGAÇÃO ERGOLÓGICA

Autores

  • Rosana Souza de Vargas Universidade de Passo Fundo
  • Ernani Cesar de Freitas
  • Priscila de Queiroz Amarante

DOI:

https://doi.org/10.9771/ell.v0i77.55545

Palavras-chave:

Linguagem e trabalho; Dramáticas do uso do corpo si; Estudos ergológicos; Docência na pandemia.

Resumo

Este artigo tem como temática a interface Linguagem e Trabalho com base nas conjecturas teóricas da Ergologia. O objetivo é identificar e analisar as dramáticas do uso do corpo-si, os saberes constituídos e investidos, as renormalizações e renormatizações enfrentadas por professores de Letras da educação básica durante o ensino remoto e no retorno às aulas presenciais em 2021. O estudo pauta-se em conceitos advindos da temática mencionada, como: noção de atividade, tarefa e trabalho, dramáticas do uso de corpo-si no trabalho, saber constituído e saber investido, renormalizações e renormatizações. Contempla uma abordagem qualitativa por meio de uma pesquisa aplicada exploratória e de campo. Foi realizado um levantamento bibliográfico e procedeu-se a uma Análise Textual Discursiva (ATD) de entrevistas semiestruturadas com três docentes de Letras. Como resultados, evidencia-se que há uma intensificação das práticas trabalhistas docentes identificadas nas dramáticas do uso de si por si e pelos outros, que pressupõe sobrecarga laboral e esgotamento mental e psicológico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BRONCKART, Jean-Paul. Por que e como analisar o trabalho do professor. In.: _____. Atividade de linguagem, discurso e desenvolvimento humano. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2006. p. 203-229.

FAÏTA, Daniel. Análise das práticas linguageiras e situação de trabalho: uma renovação metodológica imposta pelo objeto. In: SOUZA-E-SILVA, Maria Cecília Pérez; FAÏTA, Daniel (org.). Linguagem e trabalho: construção de objetos de análise no Brasil e na França. São Paulo: Cortez, 2002. p. 45-60.

FREITAS, Ernani Cesar. As práticas de linguagem no e sobre o trabalho: discursos da prescrição na atividade docente. In: CONGRESO INTERNACIONAL ASOCIACIÓN DE LINGÜÍSTICA Y FILOLOGÍA DE AMÉRICA LATIA, Anais [...], 7, João Pessoa - Paraíba, Brasil, p. 3280-3294, 2014.

GUÉRIN, François. Trabalho, tarefa, atividade. In: GUÉRIN, F. Compreender o trabalho para transformá-lo: a prática da ergonomia. São Paulo: Blucher, 2001, p. 7-46.

MORAES, Roque. GALIAZZI, Maria do Carmo. Análise Textual Discursiva. Ijuí: Editora Unijuí, 2016.

NOUROUDINE, Abdallah. A linguagem: dispositivo revelador da complexidade do trabalho. In: SOUZA-E-SILVA, Maria Cecília Pérez; FAÏTA, Daniel (org.). Linguagem e trabalho: construção de objetos de análise no Brasil e na França. São Paulo: Cortez, 2002, p. 17-30.

SCHWARTZ, Yves. Disciplina Epistêmica Disciplina Ergológica. Paideia e Politeia. Pro-Posições, v. 13, n. 1 (37), p. 126-149, 2002.

SCHWARTZ, Yves. Motivações do conceito de corpo-si: corpo-si, atividade, experiência. Letras De Hoje, 2014.

SCHWARTZ, Yves. Reflexão em torno de um exemplo de trabalho operário. In: SCHWARTZ, Yves; DURRIVE, Louis. (org.). Trabalho & Ergologia: conversas sobre a atividade humana. 2. ed. Niterói: EdUFF, 2010, p. 37- 46.

SCHWARTZ, Yves. Manifesto por um engajamento. In: BENDASSOLLI, P. F.; SOBOLL, L. A. (orgs.). Clínicas do trabalho: novas perspectivas para compreensão do trabalho na atualidade. São Paulo: Atlas, 2011. p. 132-166.

SCHWARTZ, Yves; DUC, Marcelle; DURRIVE, Louis. Trabalho e Ergologia. In: SCHWARTZ, Yves; DURRIVE, Louis (orgs.). Trabalho e Ergologia: conversas sobre a atividade humana. 2. ed. Niterói, 2010, p. 25-46.

MENCACCI, Nicole; SCHWARTZ, Yves. Trajetórias e usos de si. In: SCHWARTZ, Yves; DURRIVE, Louis. (orgs.). Trabalho e Ergologia II: diálogos sobre a atividade humana. Belo Horizonte: Fabrefactum, 2015, p. 17-53.

TRINQUET, Pierre. Trabalho e educação: o método ergológico. Revista HISTEDBR On-line, v. 10, n. 38e, p. 93–113, 2012.

Downloads

Publicado

2024-06-04

Como Citar

SOUZA DE VARGAS, R.; FREITAS, E. C. de .; AMARANTE, P. de Q. . AS DRAMÁTICAS DO USO DO CORPO-SI DOCENTE NA PANDEMIA: : UMA INVESTIGAÇÃO ERGOLÓGICA. Estudos Linguísticos e Literários, Salvador, n. 77, p. 149–175, 2024. DOI: 10.9771/ell.v0i77.55545. Disponível em: https://periodicos.ufba.br/index.php/estudos/article/view/55545. Acesso em: 20 jul. 2024.