IMAGEM, REPRESENTAÇÃO E EMOÇÃO NOS TOTENS DE TORCEDORES DE FUTEBOL NAS ARQUIBANCADAS DURANTE A PANDEMIA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.9771/ell.v0i77.55220

Palavras-chave:

Torcedores de papelão, efeitos patêmicos, futebol, pandemia, imaginários de torcida

Resumo

O artigo analisa a representação do torcedor de futebol nas arquibancadas por totens de papelão em jogos disputados sem a presença física da torcida durante as restrições da COVID 19. Objetiva-se identificar: como a imagem pode comunicar e transmitir mensagens a partir dos estudos de Joly (2007) e os efeitos patêmicos gerados pelas imagens do torcedor, a partir de Charaudeau (2015); compreender as relações torcedor-arquibancadas antes e durante a pandemia, segundo Teixeira (2013); comparar a realidade da torcida de futebol no período da crise sanitária. Seleciona-se imagens a partir da relevância para o nosso foco temático, considerando o período de proibição e de retorno da presença de torcidas nas arquibancadas. Coletou-se duas fotografias de torcedores na arquibancada em jornais esportivos e duas em plataformas de fotos. Encontra-se nas fotografias torcedores representados por totens e ainda há a fotografia em que se misturam pessoas e totens, além da que retrata a torcida em tempos “normais”. Estas quatro imagens constroem, propositalmente elencadas por nós, uma narrativa que é analisada neste trabalho. Conclui-se que, a partir dos totens, reconstroem-se imaginários de torcidas com representações que podem ser retomadas na memória sobre ser torcedor na pandemia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BAUER, M. W.; AARTS, B. A construção do corpus: um princípio para a coleta de dados qualitativos. In: BAUER, Martin W.; GASKELL, George (orgs.). Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som: um manual prático. Petrópolis: Vozes, 2002. p. 39-63.

CHARAUDEAU, Patrick. Discurso das Mídias. 2. ed. São Paulo: Contexto, 2015.

_____. Um modelo sócio-comunicacional do discurso: entre situação de comunicação e estratégias de individualização. In: STAFUZZA, G.; DE PAULA, L. (orgs.). Da análise do discurso no Brasil à análise do discurso do Brasil, Uberlândia: Edufu, 2010. Disponível em: http://www.patrick-charaudeau.com/ Um-modelosocio-comunicacional-do.html. Acesso em 03/12/2023.

_____. A patemização na televisão como estratégia de autenticidade. In Mendes E.; Machado I.L. (org.). As emoções no discurso. Mercado Letras: Campinas, 2007a. Disponível em: http://www.patrick-charaudeau.com/A-patemizacao-na-televisao-como.html Acesso em 15/10/2020.

_____. Pathos e Discurso Político. In: MACHADO, Ida Lucia; MENEZES, William; MENDES, Emilia (org.). As Emoções no Discurso. v. 1. Rio de Janeiro: Lucerna, 2007b. p. 240-251.

DIVULGAÇÃO PONTE PRETA (Fotografia 1). Totens dos torcedores no Majestoso. 2020. Digital. Disponível em: https://ge.globo.com/sp/campinas-e-regiao/futebol/times/ponte-preta Acesso em 18/10/2020.

ESPARTEL, Lélis Balestrin; MÜLLER NETO, Hugo Fridolino; POMPIANI, Ana Emília Mallmann. “Amar é ser fiel a quem nos trai”: a relação do torcedor com seu time de futebol. Revista o&s, v. 16, n. 48, 2009.

GALEANO, Eduardo. O futebol ao sol e à sombra. Porto Alegre: L&PM, 2015.

JOLY, Martine. Introdução à Análise da Imagem. Lisboa: Ed. 70, 1994/2007.

LOIZOS, Peter. Vídeo, filme e fotografia como documentos de pesquisa. In: BAUER, M. W.; GASKEL, G. (orgs.). A pesquisa qualitativa com texto, imagem e som: um manual prático. Petrópolis: Vozes, 2002. p. 137-155.

MENDES, Emília. Prefácio. In MENDES, Emília; MACHADO, Ida Lúcia; LIMA, Helcira Maria R.; DIAS, Dylia Lyzardo (orgs.). Imagem e Discurso. Belo Horizonte: FALE / UFMG, 2013. p. 13 a 18. Disponível em http://www.letras.ufmg.br/netii/imagem.pdf Acesso em 15/10/2020

PACHECO, Leonardo Turchi; DANTAS, Marina de Mattos; SOUZA, Adriano Lopes de; SILVA, Silvio Ricardo da. Comida de Estádio: reflexões sobre o “Tropeirão” e a sociabilidade no “Novo Mineirão”. Movimento. v. 26. Porto Alegre, 2020.

REUTERS (Fotografia 2). "Pelo Borussia, contra jogos fantasmas", diz faixa no Borussia Park recheado de manequins de papelão de torcedores. 2020. Digital. Disponível em: https://ge.globo.com/futebol/futebol-internacional/noticia/ Acesso 18/10/2020.

SANTOS, Záira Bomfante e PIMENTA, Sônia M. Oliveira. Da Semiótica Social à multimodalidade: a orquestração de significados. Cadernos de Semiótica Aplicada, v. 12, n. 2, 2014.

SOUZA, Bruno Jeuken e ANTÔNIO, Victor Sá Ramalho. Brasil na Arquibancada: tradições, identidades e sociabilidades. Ponto Urbe, n. 14, 2014. Disponível em: http://journals.openedition.org/pontourbe/1445 Acesso em 15/10/2020.

SOUZA, Pedro/ Atlético (Fotografia 3). No meio da massa – Atlético x Cruzeiro – Campeonato Mineiro. 2020. Digital. Disponível em: https://www.flickr.com/photos/clubeatleticomineiro/albums/72157713417664092 Acesso em 19/10/2020.

SOUZA, Pedro/ Atlético (Fotografia 4). No meio da massa – Atlético x Patrocinense – “Bonecos personalizados de torcedores dão colorido especial às arquibancadas do Mineirão”. 2020. Digital. Disponível em: https://www.flickr.com/photos/clubeatleticomineiro/albums/72157715291658322 Acesso em 19/10/2020.

TEIXEIRA, Rosana da Câmara. Futebol, emoção e sociabilidade: narrativas de fundadores e lideranças dos movimentos populares de torcedores no Rio de Janeiro. Esporte e Sociedade, ano 8, n. 21, 2013. Disponível em http://www.esportesociedade.uff.br/esportesociedade/pdf/es2109.pdf Acesso em 15/10/2020.

VAN LEEUWEN, T. Introducing Social Semiotics. London: Routledge, 2005.

Downloads

Publicado

2024-06-04

Como Citar

RODRIGUES CARDOSO, A. G. .; BRETAS LAGE, N.; CARDOSO, L. H. IMAGEM, REPRESENTAÇÃO E EMOÇÃO NOS TOTENS DE TORCEDORES DE FUTEBOL NAS ARQUIBANCADAS DURANTE A PANDEMIA. Estudos Linguísticos e Literários, Salvador, n. 77, p. 69–94, 2024. DOI: 10.9771/ell.v0i77.55220. Disponível em: https://periodicos.ufba.br/index.php/estudos/article/view/55220. Acesso em: 20 jul. 2024.