MERCÚRIO CROMO, IODO E MERTHIOLATE

UMA LEITURA SOBRE POEMAS DE BRUNA BEBER

Autores

DOI:

https://doi.org/10.9771/ell.i73.48750

Palavras-chave:

Poesia brasileira, Poesia contemporânea, Autoria feminina, corpo ferido, A fila sem fim dos demônios descontentes

Resumo

Bruna Beber, poeta e tradutora brasileira nascida em 1984, é autora de A fila sem fim dos demônios descontentes, sua obra de estreia publicada originalmente em 2006. O objetivo deste trabalho consiste em apresentar uma leitura de três poemas do livro: Mercúrio cromo, Iodo (galactinha buleversada) e Merthiolate, reunidos pela unidade temática proposta nos títulos e pela sequência com que aparecem. A análise realizada permite observar a construção da trajetória de cada sujeito lírico de acordo com as relações apresentadas entre o corpo e os conflitos que o cercam. Assim, espera-se contribuir com a leitura de obras produzidas por poetas estreados ou consagrados nas últimas décadas, a fim de compreender sentidos possíveis e dispersos em manifestações singulares da poesia produzida recentemente no Brasil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Pablo Berned, Universidade Federal da Fronteira Sul

Doutor em Estudos de Literatura. Professor de Teoria Literária e Literaturas de Língua Portuguesa na Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), campus Cerro Largo/RS. 

Schena Berres, Universidade Federal da Fronteira Sul

Estudante do curso de Licenciatura em Letras: Português e Espanhol na Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), campus Cerro Largo/RS. Bolsista FAPERGS de Iniciação Científica.

Referências

BEBER, Bruna. A fila sem fim dos demônios descontentes. 2 ed. Rio de Janeiro: 7Letras, 2012.

BLANCHOT, Maurice. O espaço literário. Tradução por Álvaro Cabral. Rio de Janeiro: Rocco, 2011.

BLANCHOT, Maurice. O instante da minha morte. Tradução por Fernanda Bernardo. Porto: Campo das Letras, 2003.

CAMPOS, Haroldo. Qohélet; O-que-sabe; Eclesiastes: poesia sapiencial. São Paulo: Perspectiva, 2004.

DERRIDA, Jacques. A farmácia de Platão. Tradução por Rogério Costa. 3 ed. São Paulo: Iluminuras, 2005.

FOUCAULT, Michel. A vida dos homens infames. In.: O que é um autor? Tradução por Antonio Fernando Cascais e Eduardo Cordeiro. 9 ed. Lisboa: Nova Vega; Passagens, 2015.

MORICONI, Ítalo. Poesia e crítica, aqui e agora (ensaio de vocabulário). In.: RESENDE; FINAZZI-AGRÓ (orgs.). Possibilidades da nova escrita literária no Brasil. Rio de Janeiro: Revan, 2014.

NANCY, Jean-Luc. Embriaguez. Tradução por Vera Casa Nova e Juliana Cambogi. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2020.

NANCY, Jean-Luc. Corpus. Tradução por Tomás Maia. Lisboa: Vega, 2000.

PAZ, Octavio. O arco e a lira. Tradução por Ari Roitman e Paulina Wacht. São Paulo: Cosac Naify, 2012.

Downloads

Publicado

2022-09-27

Como Citar

BERNED, P.; BERRES, S. MERCÚRIO CROMO, IODO E MERTHIOLATE : UMA LEITURA SOBRE POEMAS DE BRUNA BEBER. Estudos Linguísticos e Literários, Salvador, n. 73, p. 284–303, 2022. DOI: 10.9771/ell.i73.48750. Disponível em: https://periodicos.ufba.br/index.php/estudos/article/view/48750. Acesso em: 7 dez. 2022.