MISÉRIA, INFÂNCIA E AFROBRASILIDADE: OS REFLEXOS DE UMA CONSTRUÇÃO NACIONAL ASSIMÉTRICA RETRATADOS NA LITERATURA DE CONCEIÇÃO EVARISTO

Autores

  • Sara Regina de Oliveira Lima Universidade Estadual do Piauí
  • Maria Aline Porto Brito Universidade Estadual do Piauí

DOI:

https://doi.org/10.9771/ell.i70.44106

Palavras-chave:

Miséria, Infância, Crianças negras, Literatura

Resumo

Este artigo tem por objetivo analisar as relações de miséria e infância nos contos “Zaíta esqueceu de guardar os brinquedos” e “Lumbiá” de Conceição Evaristo (2015), destacando as condições das crianças negras em situação de vulnerabilidade social a partir de uma literatura crítica, representativa e de resistência. Por ser uma pesquisa bibliográfica de caráter exploratório, baseia-se nos estudos empreendidos por Duarte (2010), Evaristo (2009), Engels (2010), Priore (2010), Santos (2017), dentre outros. Para mais, é possível observar que, ao ocupar, em grande parte, a margem da sociedade, crianças negras encontram-se cada vez mais distanciadas do suporte da família e do Estado, construindo suas vivências com base na violência, no trabalho infantil, bem como na negação dos seus direitos como mostra os contos analisados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sara Regina de Oliveira Lima, Universidade Estadual do Piauí

Mestre em Literatura e doutoranda em Literatura pela UFPI.

Maria Aline Porto Brito, Universidade Estadual do Piauí

Graduanda em Letras Português pela UESPI.

Referências

BHABHA, Homi k. “A questão do “outro”: diferença, discriminação e o discurso do colonialismo". In: HOLLANDA, H. B. Pós-modernismo e política. Rio de Janeiro: Rocco, 1992. p. 177-203.

BRASIL. Lei nº 8.069, de 13 de julho de 1990. Dispõe sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente e dá outras providências. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 16 jul. 1990. Disponível em: [http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/L8069.htm#art266] Acesso em: 03/02/ 2021.

CRESTANI, Vanessa; ROCHA, Kátia Bones. Risco, vulnerabilidade e o confinamento da infância pobre. Psicologia e Sociedade, v. 30, e177502. 2018.

DUARTE, Eduardo de Assis. Por um conceito de literatura afro-brasileira. Terceira Margem. Rio de Janeiro, v.14, n. 23, p. 113-138. 2010.

ENGELS, Friedrich. A situação da classe trabalhadora na Inglaterra. Tradução por Schumann, B. A. São Paulo: Boitempo, 2010.

EVARISTO, Conceição. Literatura negra: uma poética de nossa afro-brasilidade. Scripta. Belo Horizonte, v. 13, n. 25, p. 17-31, 2º sem. 2009.

EVARISTO, Conceição. Olhos d’água. 1. Ed. Rio de Janeiro: Pallas: Fundação Biblioteca Nacional, 2015.

FERRARINI, A. R. K.; QUEIROZ, F. R. O.; SALGADO, R. G. Infância e Escola: tempos e espaços de crianças. Educação & Realidade. Porto Alegre, v. 41, n. 4, p. 1027-1048. 2016.

FOGAÇA, F. C.; GIMENEZ, T. N. O Ensino de Língua Estrangeira e a Sociedade. Revista Brasileira de Linguística Aplicada. Belo Horizonte, v. 7, n. 1, p.161-182. 2007.

LIMA, Cláudia Araújo de. Violência faz mal à saúde. Brasília: Ministério da Saúde, 2006.

MAUAD, Ana Maria. A vida das crianças de elite durante o império. In: PRIORE, M. D. História das crianças no brasil. 7. ed. São Paulo: Contexto, 2010. p. 74-95.

OLIVEIRA, Margarete Aparecida de. Narrativas de favela e identidades negras: Carolina Maria de Jesus e Conceição Evaristo. 2015. 115 f. Dissertação. (Mestrado em Estudos Literários: Teoria da Literatura e Literatura Comparada) Faculdade de Letras, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte.

PRIORE, Mary Del. O cotidiano da criança livre no brasil entre a colônia e o império. In: PRIORE, M. D. História das crianças no brasil. 7. ed. São Paulo: Contexto, 2010. p. 47-58.

RIZZINI, Irma. Pequenos trabalhadores do brasil. In: PRIORE, M. D. História das crianças no brasil. 7. ed. São Paulo: Contexto, 2010. p. 207-222.

SANTOS, Marco Antonio Cabral dos. Criança e criminalidade no início do século xx. In: PRIORE, M. D. História das crianças no brasil. 7. ed. São Paulo: Contexto, 2010. p. 117-128.

SANTOS, Maria Escolástica de Moura. A educação social e a gestão da pobreza: gênese, desdobramentos e função no contexto da sociabilidade do capital em crise. 2017. 237 f. Tese. (Doutorado em Educação) Federal do Ceará, Faculdade de Educação Universidade, Fortaleza.

SANTOS, Marinilda Gomes dos; SILVA, Patrícia Maria da. A construção da infância na literatura brasileira: Jônatas Conceição e Conceição Evaristo, reflexões sobre novas formas de reexistência e representações da infância negra. Revista da ABPN, v. 10, Ed. Especial - Caderno Temático: Letramentos de Reexistência, janeiro de 2018, p. 794-810.

SILVA, J. S; URANI, A. Crianças no narcotráfico: um diagnóstico rápido. Organização Internacional do Trabalho: Ministério do Trabalho e Emprego. - Brasília: OIT, 2002.

Downloads

Publicado

2021-12-11

Como Citar

LIMA, S. R. de O.; BRITO, M. A. P. MISÉRIA, INFÂNCIA E AFROBRASILIDADE: OS REFLEXOS DE UMA CONSTRUÇÃO NACIONAL ASSIMÉTRICA RETRATADOS NA LITERATURA DE CONCEIÇÃO EVARISTO. Estudos Linguísticos e Literários, Salvador, n. 70, p. 107–131, 2021. DOI: 10.9771/ell.i70.44106. Disponível em: https://periodicos.ufba.br/index.php/estudos/article/view/44106. Acesso em: 18 ago. 2022.

Edição

Seção

ARTIGOS / ARTICLES