RELAÇÕES ENTRE LINGUAGEM E MORTE EM LYGIA FAGUNDES TELLES E INÊS PEDROSA

Autores

  • Licilange Gomes Alves Universidade Federal do Ceará
  • Cid Ottoni Bylaardt Universidade Federal do Ceará

Palavras-chave:

As meninas, Fazes-me falta, Linguagem e morte

Resumo

Este estudo propõe um diálogo entre as literaturas de Portugal e Brasil e usa como corpus As meninas (2009), de Lygia Fagundes Telles, e Fazes-me falta (2011), de Inês Pedrosa, com o objetivo de verificar como se dão as relações entre morte e linguagem nas obras. Para alcançar esse objetivo, serão tomadas, especialmente, as considerações de Maurice Blanchot (1987) e (1997) e Roland Barthes (2004) e (1997); para apropriação de informações sobre as autoras, será usada a fortuna crítica de cada uma, como Sônia Régis (1998), Diana Navas e Telma Ventura (2017). Foram identificados pontos de encontro entre as escritoras, como a percepção de que as duas realizam um trabalho de esmerilhamento com a palavra literária, levantando reflexões em torno do próprio objeto laboral do escritor, a linguagem, e usam a temática fúnebre, também, para suscitar questões metalinguísticas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Licilange Gomes Alves, Universidade Federal do Ceará

Graduada em Letras Língua Portuguesa pela Universidade Estadual Vale do Acaraú - UEVA (2011). Mestra pelo Programa de Pós-Graduação em Letras - PPGL em Estudos do discurso e do texto pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN). Atualmente, é doutoranda pelo Programa de Pós-Graduação em Letras (PPGLetras) da Universidade Federal do Ceará (UFC). É bolsista FUNCAP, desenvolvendo pesquisas na área de Letras, com ênfase em Literatura.

Cid Ottoni Bylaardt, Universidade Federal do Ceará

Possui graduação em Letras e doutorado em Estudos Literários pela Universidade Federal de Minas Gerais, e pós-doutorado em Literatura Comparada pela Universidade de Coimbra, Portugal. É professor Associado IV de Literatura Brasileira da Universidade Federal do Ceará, com projeto de pesquisa denominado "Esvaziamento da História nas Literaturas Brasileira e Portuguesa Contemporâneas". Tem interesse particular em literatura contemporânea, brasileira e internacional, mas não só. Tem mais de uma centena de textos publicados sobre literatura e cultura brasileira e portuguesa, e orienta teses e dissertações. Escreve também poemas e romances. É músico amador (instrumentos: piano e viola), com interesse em música brasileira e internacional (clássica e erudita). É Bolsista de Produtividade em Pesquisa Nível 2 do CNPq.

Referências

BARTHES, Roland. O grau zero da escrita (Trad.) Maria Margarida Barahona. Lisboa: Edições 70, 1997.

BARTHES, Roland. O rumor da língua. (Trad.) Mario Laranjeira. 2ª ed. São Paulo: Martins Fontes, 2004.

BARTHES, Roland. Diário de luto. 26 de outubro 1977 – 17 de setembro de 1979. Tradução Leyla Perrone-Moisés. São Paulo: Martins Fontes, 2011.

BLANCHOT, Maurice. O espaço literário. (Trad.) Álvaro Cabral. Rio de Janeiro: Rocco, 1987.

BLANCHOT, Maurice. A literatura e o direito à morte. In.: A parte do fogo. Trad. Ana Maria Scherer. Rio de Janeiro: Rocco, 1997.

CADERNOS DE LITERATURA BRASILEIRA: Lygia Fagundes Telles. Nº 5. São Paulo: Instituto Moreira Salles, março 1998.

GOMES, Carlos Magno. A circularidade da escrita de Lygia Fagundes Telles. Alea, Rio de Janeiro, v. 19, n. 3, p. 557-570, dez. 2017. Disponível em <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-106X2017000300557&lng=pt&nrm=iso>. Acessos em: 02 mar. 2020. https://doi.org/10.1590/1517-106x/2017193557570

LAGUARDIA, Angela Maria Rodrigues. Fazes-me falta, de Inês Pedrosa: uma alegoria contemporânea da “saudade”. Dissertação (Mestre em Letras) - Programa de Pós-Graduação em Letras: Estudos Literários, da Universidade Federal de Minas Gerais. 126 f. Belo Horizonte, 2007.

NAVAS, Diana; VENTURA, Telma. “A escrita feminina em Fazes-me falta: corpo morto, corpus descontruído”. In: Revista Desassossego. São Paulo, USP. 18, abr.-dez. 2017. p. 85-100. Disponível em <http://www.revistas.usp.br/desassossego/article/view/131468>. Acesso em 20 nov. 2019.

PEDROSA, Inês. Fazes-me falta. [recurso eletrônico] / Inês Pedrosa. Rio de Janeiro: Objetiva, 2011. Formato: e-PUB.

REAL, Miguel. O romance português contemporâneo: 1950-2010. Lisboa: Caminho, 2012.

RÉGIS, Sônia. A densidade do aparente. In: Cadernos de literatura brasileira: Lygia Fagundes Telles. Nº 5. São Paulo: Instituto Moreira Salles, março 1998.

TELLES, Lygia Fagundes. As meninas. São Paulo: Companhia das Letras, 2009.

Downloads

Publicado

2021-12-11

Como Citar

ALVES, L. G.; BYLAARDT, C. O. RELAÇÕES ENTRE LINGUAGEM E MORTE EM LYGIA FAGUNDES TELLES E INÊS PEDROSA. Estudos Linguísticos e Literários, Salvador, n. 70, p. 423–443, 2021. Disponível em: https://periodicos.ufba.br/index.php/estudos/article/view/43841. Acesso em: 25 jan. 2022.

Edição

Seção

ARTIGOS / ARTICLES