Concepção pedagógica oficial construtivista na rede estadual de ensino paulista

Autores

  • Ana Carolina Galvão Marsiglia Unesp Araraquara
  • Newton Duarte

DOI:

https://doi.org/10.9771/gmed.v2i2.9590

Palavras-chave:

Construtivismo. Política Educacional. Secretaria de Estado da Educação de São Paulo.

Resumo

O Estado de São Paulo é o principal centro mercantil, corporativo e financeiro brasileiro. A Secretaria de Estado da Educação de São Paulo (SEE) administra cerca de cinco milhões de alunos, 230 mil professores, 5.500 escolas. O número de alunos do Estado de São Paulo é maior que o da população de 15 estados brasileiros. Diante desses números verifica-se a importância de desvelar a política educacional na rede estadual de ensino de São Paulo, explicitando o construtivismo como um elemento estratégico dessa política. A SEE vem mantendo, desde 1983, portanto, há mais de vinte e cinco anos, o construtivismo como discurso pedagógico oficial e, ao mesmo tempo, como um dos pilares para a formatação de um modelo de escola em sintonia com as injunções neoliberais e pós-modernas por meio de dispositivos legais, produção e circulação de materiais distribuídos à rede de ensino. Esses mecanismos funcionam como interventores sobre a prática pedagógica e veiculam valores, teorias e ideologias, trazendo implicações que podem ser observadas no precário desempenho do alunado nos diferentes instrumentos de avaliação de aprendizagem. Assim, o percurso dessas publicações nos últimos 25 anos deve servir à análise das políticas públicas para a educação paulista e se prestar à denúncia das conseqüências da opção teórico-pedagógica da SEE: formação de baixa qualidade limitada à reprodução da divisão social do trabalho.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Carolina Galvão Marsiglia, Unesp Araraquara

Graduada em Pedagogia pela Universidade Estadual Paulista (Unesp), campus de Bauru, é doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Educação Escolar da mesma universidade (campus de Araraquara) e bolsista FAPESP. É membro Grupo de Pesquisa "Estudos Marxistas em Educação", participando do projeto de pesquisa “A Perspectiva Marxista em Educação e as Pedagogias Contemporâneas”.

Downloads

Publicado

2010-07-05

Como Citar

Marsiglia, A. C. G., & Duarte, N. (2010). Concepção pedagógica oficial construtivista na rede estadual de ensino paulista. Germinal: Marxismo E Educação Em Debate, 2(2), 148–162. https://doi.org/10.9771/gmed.v2i2.9590