POR QUE É NECESSÁRIO O TRABALHO EDUCATIVO FUNDAMENTADO NA PEDAGOGIA HISTÓRICO-CRÍTICA NAS ESCOLAS DO CAMPO E DO MST?

Autores

  • Tiago Nicola Lavoura Universidade Estadual de Santa Cruz-UESC

DOI:

https://doi.org/10.9771/gmed.v7i1.9509

Palavras-chave:

Pedagogia histórico-crítica. Pedagogias do aprender a aprender. Educação do campo.

Resumo

O artigo busca delinear as contribuições da pedagogia histórico-crítica para a formação dos indivíduos das escolas do campo. Para tanto, faz uma análise dos fundamentos pedagógicos do MST, demonstrando que a educação do campo e, em seu âmbito, a educação do MST, sofrem resquícios das pedagogias hegemônicas do “aprender a aprender”. Por fim, intenta-se defender a pedagogia histórico-crítica na educação do campo e do MST, como forma de se possibilitar em cada indivíduo singular, direta e intencionalmente, a formação plena de conteúdos os quais são produzidos pelo conjunto da humanidade.

Biografia do Autor

Tiago Nicola Lavoura, Universidade Estadual de Santa Cruz-UESC

Doutor em Educação pela UFMG. Professor da Universidade Estadual de Santa Cruz. Líder do Grupo de Estudos Marxistas em Educação - CEPEHU - UESC.

Downloads

Publicado

2014-11-07

Como Citar

Nicola Lavoura, T. (2014). POR QUE É NECESSÁRIO O TRABALHO EDUCATIVO FUNDAMENTADO NA PEDAGOGIA HISTÓRICO-CRÍTICA NAS ESCOLAS DO CAMPO E DO MST?. Germinal: Marxismo E Educação Em Debate, 7(1), 121–131. https://doi.org/10.9771/gmed.v7i1.9509