El asalto a la razón: la trayectoria del irracionalismo desde Schelling hasta Hitler EPILOGO Sobre el irracionalismo en la posguerra

Autores

  • Georg Lukács Partido Comunista Húngaro

DOI:

https://doi.org/10.9771/gmed.v11i2.34108

Palavras-chave:

Irracionalismo, Fascismo, Pós Segunda Guerra Mundial

Resumo

La trayectoria del irracionalismo desde Schelling hasta Hitler, uma resenha sobre sobre o irracionalismo no pós Segunda Guerra Mundial.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Georg Lukács, Partido Comunista Húngaro

Filósofo e político Húngaro de origem judaica, ingressou no Partido Comunista Húngaro em 1918. Foi Comissário do Povo durante o efémero governo de Bela Kun, e tornou-se, no pós 2ª guerra, uma espécie de porta voz do Marxismo intelectual, sobretudo após a discussão pública que o opôs a K. Jaspers e outros filósofos ocidentais nos Encontros Internacionais de Genebra, de 1946. Ministro da Educação do Governo de Imre Nagy, foi deportado para a Roménia após a invasão da Hungria por tropas soviéticas em 1956.

Referências

LUKÁCS, Georg. El Asalto a la Razon. La trayectoria del irracionalismo desde Schelling hasta Hitler. Segunda Edición. EDICIONES GRIJALBO, S. A. Barcelona-México, D. F. 1968.

Downloads

Publicado

2019-11-21

Como Citar

Lukács, G. (2019). El asalto a la razón: la trayectoria del irracionalismo desde Schelling hasta Hitler EPILOGO Sobre el irracionalismo en la posguerra. Germinal: Marxismo E educação Em Debate, 11(2), 243–252. https://doi.org/10.9771/gmed.v11i2.34108