Germinal e pedagogia histórico-crítica: compromisso com a luta pela emancipação humana

Autores

  • Paulino José Orso Universidade Estadual do Oeste do Paraná

DOI:

https://doi.org/10.9771/gmed.v10i3.28899

Palavras-chave:

Educação, Germinal, Pedagogia Histórico-Crítica, emancipação humana

Resumo

Este artigo apresenta um balanço dos 10 anos da Revista Germinal: Marxismo e Educação em Debate, em que procuramos verificar a relação existente entre a Germinal e a Pedagogia Histórico-Crítica (PHC) considerando as principais categorias de análise do materialismo histórico dialético. Primeiramente averiguamos como surgiu a PHC e a Germinal, depois nos atemos aos principais pressupostos e categorias defendidas por ambas e, na sequência, examinamos as produções veiculadas pela Germinal para conferir se de fato tem sido coerente com a perspectiva marxista e materialista histórica e se constituído num espaço de divulgação da PHC. Por fim, procuramos sopesar a importância desta revista, sobretudo para o âmbito acadêmico, tanto como fonte de pesquisa e defesa do marxismo, como da Pedagogia Histórico-Crítica (PHC), que é a principal teoria pedagógica existente na atualidade. Para isso, analisaremos o conjunto das edições e artigos publicados pela Germinal e, em especial, as dedicadas à PHC.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Paulino José Orso, Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Formação básica: Filosofia, Especialização: Psicopedagogia, Mestrado: Ciências Sociais Aplicadas à Educação, Doutorado: História e Filosofia da Educação, Docente do curso de Pedagogia e do Mestrado em Educação da Unioeste

http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/busca.do 

Referências

GERMINAL: Marxismo e Educação em Debate. Disponível em: <https://portalseer.ufba.br/index.php/revistagerminal>. Com acesso em 28.11.18.

GERMINAL: Marxismo e Educação em Debate. Editorial. Londrina, v. 1, n. 1, p. 1-3, jun. 2009.

MARX, K. Manuscritos econômicos-filosóficos (Primeiro manuscrito). São Paulo: Boitempo Editorial, 2008. (Tradução de Jesus Ranieri).

ENGELS, F. Introdução de Friedrich Engels à edição de 1895. In. MARX, L. e ENGELS, F. As Lutas de Classes em França de 1848 a 1850. Disponível em: <https://www.marxists.org/portugues/marx/1850/11/lutas_class/introducao.htm#tn88>. Com acesso em 28.11.18.

MÉSZÁROS, I. Educação para além do capital. 2ª edição, São Paulo: Boitempo, 2008.

ROSSI, M. Seis brasileiros concentram a mesma riqueza que a metade da população mais pobre. Disponível em: <https://brasil.elpais.com/brasil/2017/09/22/politica/1506096531_079176.html>. Com acesso em 11.09.18.

SAVIANI, D. Origem e desenvolvimento da Pedagogia Histórico-Crítica. Disponível em: <https://www.ifch.unicamp.br/formulario_cemarx/selecao/2012/trabalhos/Demerval%20Saviani.pdf>. Com acesso em 19.11.18.

TROTTA, T. Oito homens possuem a mesma riqueza que a metade mais pobre da humanidade. Disponível em: <https://brasil.elpais.com/brasil/2017/01/13/economia/1484311487_191821.html>. Com acesso em 11.09.18.

Downloads

Publicado

2019-05-12

Como Citar

Orso, P. J. (2019). Germinal e pedagogia histórico-crítica: compromisso com a luta pela emancipação humana. Germinal: Marxismo E Educação Em Debate, 10(3), 78–89. https://doi.org/10.9771/gmed.v10i3.28899