Luta pela terra e educação no campo: um olhar crítico para nossa trajetória

Autores

  • Junior Cesar Luna Universidade Federal de São Carlos
  • Luiz Bezerra Neto Universidade Federal de São Carlos

DOI:

https://doi.org/10.9771/gmed.v10i3.28520

Palavras-chave:

Palavras Chave, Educação do Campo. Materialismo Histórico. Políticas Públicas Educacionais. Palabras Clave, Educación del Campo. Materialismo Histórico. Políticas Públicas Educativo. Keywords, Field, Education. Historical Materialism. Educational Public

Resumo

RESUMO

Este trabalho é fruto de uma proposta de balanço comemorativo dos dez anos de edições da revista Germinal, tem por objetivo apresentar uma análise crítica que buscou identificar, a partir de levantamento bibliográfico, as diferentes abordagens sobre a temática da educação do campo e a luta de classe nas publicações da mesma. Procuramos verificar, através do método dialético, como a concepção de educação do campo tem se desenvolvido em torno das leituras marxistas, na tentativa de proporcionar denúncias e de estruturar teoricamente uma luta. Constatamos a partir dos referenciais marxistas, que a busca pelo direito a terra é uma forma de luta limitada no processo de transformação social, porem extremamente necessária.

 

RESUMEN

Este trabajo es fruto de una propuesta de balance conmemorativo de los diez años de edición de la revista Germinal. O principal objetivo é presentar un análisis crítico en busca de la identificación, a tráves de una revisión bibliográfica, diferentes enfoques sobre la temática de la educación del campo y la lucha de clase en las publicaciones de la misma. Verificar a través del método dialéctico, cómo la concepción se ha desarrollado en torno a lecturas marxistas, hemos intentado no sólo dar a conocer denúncias, sino estructurar teóricamente una lucha. Constatamos, que la búsqueda por el derecho a la tierra es una forma de lucha limitada al proceso de transformación social, pero que resulta extremadamente necesaria.

 

 

ABSTRACT

This work is the result of a proposal of a commemorative balance of the 10 years of Germinal 's editions. Its objective is to present a critical analysis that sought to identify, from a bibliographical survey. We try to verify, through the dialectical method, how the conception of rural education has developed around the Marxist readings, in an attempt not only to provide denunciations, but to theoretically structure a struggle. In this way, formulating a problematizing thinking that points to an intense dispute between theory and practice. We find from the Marxist references that the search for land rights is a form of limited struggle in the process of social transformation, but extremely necessary.

Biografia do Autor

Junior Cesar Luna, Universidade Federal de São Carlos

Graduação e Mestrado em Filosofia pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná. Especialista em Educação do Campo e Administração Escolar pela Faculdade de Educação e Tecnologia da Região Missioneira, Doutorando em Educação e membro do Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Educação no Campo-GEPEC da Universidade Federal de São Carlos- UFSCar.

Luiz Bezerra Neto, Universidade Federal de São Carlos

Graduado em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas, Especialista em Economia do Trabalho e Sindicalismo com Mestrado e Doutorado em Educação pela Universidade Estadual de Campinas, Pós-Doutorado pela Universidade Federal da Bahia. Professor da Universidade Federal de São Carlos, Coordenador do Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Educação no Campo GEPEC e Coordenador do Curso de Pedagogia da Terra da UFSCar.

Referências

BEZERRA NETO, LUIZ; BASSO, JAQUELINE DANIELA, GERMINAL: MARXISMO E EDUCAÇÃO EM DEBATE, GERMINAL: MARXISMO E EDUCAÇÃO EM DEBATE, LONDRINA, V. 3, N. 2, P. 36-45, DEZ. 2011.

BEZERRA NETO, LUIZ; SANTOS, FLÁVIO REIS DOS; BEZERRA, MARIA CRISTINA DOS SANTOS, EDUCAÇÃO COMO DIREITO UNIVERSAL: MOVIMENTOS SOCIAIS E POLÍTICAS PÚBLICAS DE EDUCAÇÃO PARA AS POPULAÇÕES RURAIS. GERMINAL: MARXISMO E EDUCAÇÃO EM DEBATE, SALVADOR, V. 8, N. 2, P. 89-99, DEZ. 2016.

D’AGOSTINI, ADRIANA; TITTON, MAURO, Política de formação de professores para educação do campo: limites e possibilidades GERMINAL: MARXISMO E EDUCAÇÃO EM DEBATE, SALVADOR, V. 6, N. 1, P. 155-173, JUN. 2014.

D’AGOSTINI, ADRIANA, LUTA PELA TERRA E EDUCAÇÃO DO CAMPO, GERMINAL: MARXISMO E EDUCAÇÃO EM DEBATE, SALVADOR, V. 8, N. 2, P. 89-99, DEZ. 2016.

FERREIRA, ANTÔNIO LEONAN ALVES, Da Produção do Capitalismo no Campo em Geral à Produção do Capitalismo no Campo Brasileiro: A Experiência do Acampamento Carlos Marighella (MST/BA), GERMINAL: MARXISMO E EDUCAÇÃO EM DEBATE, LONDRINA, V. 2, N. 2, P. 132-147; AGO. 2010.

MARTINS, SUELY APARECIDA; SANTOS, FRANCIELE SOARES DOS, A FORMAÇÃO POLÍTICA DE MILITANTES DO MST: RELATOS DE PESQUISAS, GERMINAL: MARXISMO E EDUCAÇÃO EM DEBATE, SALVADOR, V. 4, N. 1, P. 82-91, JUN. 2012.

SANTOS, CLÁUDIO FÉLIX DOS; TEIXEIRA, DAVID ROMÃO, A POLÍTICA DE EDUCAÇÃO DO CAMPO E A LUTA DE CLASSES NO BRASIL CONTEMPORÂNEO: QUESTÕES PARA ANÁLISE DA CONJUNTURA. GERMINAL: MARXISMO E EDUCAÇÃO EM DEBATE, SALVADOR, V. 6, N. 1, P. 174-183, JUN. 2014.

SOUZA, MARILSA MIRANDA DE, ESTADO, MOVIMENTOS SOCIAIS E EDUCAÇÃO DO CAMPO: UMA SINTONIA COM O IMPERIALISMO, GERMINAL: MARXISMO E EDUCAÇÃO EM DEBATE, SALVADOR, V. 4, N. 2, P. 110-120, DEZ. 2012.

TITTON, MAURO, CONCEPÇÕES DE EDUCAÇÃO NA EDUCAÇÃO DO CAMPO: ELEMENTOS PARA UMA CRÍTICA NECESSÁRIA, GERMINAL: MARXISMO E EDUCAÇÃO EM DEBATE, SALVADOR, V. 4, N. 1, P. 111-123, JUN. 2012.

Downloads

Publicado

2019-05-12

Como Citar

Luna, J. C., & Neto, L. B. (2019). Luta pela terra e educação no campo: um olhar crítico para nossa trajetória. Germinal: Marxismo E Educação Em Debate, 10(3), 69–77. https://doi.org/10.9771/gmed.v10i3.28520