Projeto Juventude Semeando Terra Solidária: Avanços e Limites

Autores

  • Natanael Ricardo Zuanazzi UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ
  • Suely Aparecida Martins UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ

DOI:

https://doi.org/10.9771/gmed.v10i3.26429

Palavras-chave:

Trabalho, Educação, Movimentos Sociais, Projeto Juventude Semeando Terra Solidária.

Resumo

A discussão em torno de temáticas como trabalho, educação e movimentos sociais se apresenta com considerável importância e nos remete a análise de um processo de formação que envolve ambos os temas, o Projeto Juventude Semeando Terra Solidaria. Nos propomos neste trabalho analisar tal projeto desenvolvido pela FETRAF-SUL/CUT em parceria com a UFFS e o MDA, procurando contextualizara temática de estudo debatendo sobre o processo histórico e dialético de reestruturação produtiva, destacando seus desdobramentos na agricultura brasileira, debatendo como esse contexto influenciou e influencia para a divisão das classes sociais e a relações de classe no campo brasileiro. Analisando como essas relações anteriormente citadas influenciam especificamente sobre o projeto objeto deste estudo, identificamos que: A percepção da FETRAF-SUL/CUT sobre a categoria de agricultor familiar não está bem definida teoricamente; A opção teórica da FETRAF-SUL/CUT não parte de forma clara do materialismo histórico dialético; Esta indefinição teórica é determinante para sua ação política; O Projeto Juventude Semeando Terra Solidária assume um projeto de desenvolvimento que indica a manutenção de uma proposta de agricultura e não a superação de um modelo produtivo; Embora os limites teóricos apresentados, é um processo de formação que, mesmo não contemplando de forma integral, mas se concretiza como um grande avanço para a FETRAF/SUL-CUT, pois embora seu posicionamento teórico é confuso e não definido, será em ambientes formativos que o mesmo irá se definir.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2019-05-12

Como Citar

Zuanazzi, N. R., & Martins, S. A. (2019). Projeto Juventude Semeando Terra Solidária: Avanços e Limites. Germinal: Marxismo E Educação Em Debate, 10(3), 216–225. https://doi.org/10.9771/gmed.v10i3.26429