A educação paraguaia: quatro marcos históricos decisivos

Autores

  • Patricia Simone Roesler Universidade Estadual do Oeste do Paraná

DOI:

https://doi.org/10.9771/gmed.v9i3.23054

Palavras-chave:

Educação, Paraguai, História.

Resumo

O propósito deste artigo é registrar a trajetória da educação do Paraguai destacando seus principais marcos históricos, assim organizado em quatro partes, a saber. Na primeira, tecemos considerações sobre a educação no período colonial, entendido como uma das primeiras iniciativas educacionais estabelecidas no país. Na segunda, apresentamos ponderações acerca da realidade educacional da nação mediante o advento da república em 1811, que estabelece o período independente, até a guerra do Paraguai iniciada em 1864. Na terceira, registramos o processo de reconstrução nacional e as iniciativas estabelecidas para a materialização das escolas públicas e privadas no contexto do pós-guerra do Paraguai. Para finalizar, abordamos o processo de democratização que culmina, no setor educacional, com a reforma de 1994, que por sua vez, materializou-se na Lei 12.64/98, assim, organizando os princípios meios e fins da educação nacional. A elaboração do trabalho está fundamentada em fontes primárias, constituídas pelos documentos legais característicos dos momentos indicados e nas fontes secundárias representadas pelas bibliografias já produzidas sobre a história da educação paraguaia. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Patricia Simone Roesler, Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Graduada em Pedagogia. Pós graduada em Psicopedagogia. Mestre em Educação. Integrante do grupo de pesquisa Histdbropr. Docente na faculdade de Ensino Superior Isepe Rondon.

Downloads

Publicado

2017-12-16

Como Citar

Roesler, P. S. (2017). A educação paraguaia: quatro marcos históricos decisivos. Germinal: Marxismo E Educação Em Debate, 9(3), 136–150. https://doi.org/10.9771/gmed.v9i3.23054