VANDALISMO OU MOVIMENTO SOCIAL? AS JORNADAS DE JUNHO (2013)

Autores

  • José Luís Sanfelice UNICAMP

DOI:

https://doi.org/10.9771/gmed.v6i2.13084

Palavras-chave:

Frente Internacionalista (FIST), Movimento Passe Livre (MPL), Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), Marcha das Vadias, Black Bloc.

Resumo

A presente pesquisa ocorreu no período posterior e ainda próximo dos acontecimentos aos quais se refere. Portanto, faltava ao autor o distanciamento que o transcorrer do tempo pode oferecer. As denominadas Jornadas de Junho (2013), como foi se convencionando chamar aquelas manifestações, ocasionaram em parte da intelectualidade ora um sentimento de espanto, ora o desejo de decifrar o significado delas. Fiz aqui o registro sintético do que se difundiu em alguns sítios confiáveis da Internet. Com o artifício das notas de rodapé busquei apontar que nada começou em junho de 2013 e que pouco há de conotação local. A tônica geral que pude perceber, se referia a uma expectativa coletiva: o que viria na sequência das manifestações? A pergunta continua presente. 

Biografia do Autor

José Luís Sanfelice, UNICAMP

Professor Titular em História da Educação na UNICAMP. Aposentado e colaborador. Pesquisador do Grupo de Estudos e Pesquisa “História, Sociedade e Educação no Brasil” – HISTEDBR. E-mail: sanfelice00@yahoo.com.br 

Downloads

Publicado

2014-12-18

Como Citar

Sanfelice, J. L. (2014). VANDALISMO OU MOVIMENTO SOCIAL? AS JORNADAS DE JUNHO (2013). Germinal: Marxismo E Educação Em Debate, 6(2), 04–14. https://doi.org/10.9771/gmed.v6i2.13084