Mapeamento Patentário Sobre Veículos Cosmonáuticos no Brasil

Autores

  • Maria Elisa Marciano Martinez Instituto Nacional da Propriedade Industrial, São Paulo, SP, Brasil Universidade de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil
  • Marcello Carvalho dos Reis Meteora, Fortaleza, CE, Brasil Instituto Federal do Ceará, Fortaleza, CE, Brasil
  • Claus Franz Wehmann Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, CE, Brasil

DOI:

https://doi.org/10.9771/cp.v14i3.36319

Palavras-chave:

Veículo Cosmonáutico, Mapeamento de Patentes, Documento Patentário.

Resumo

O acesso ao espaço é reconhecido como um fator estratégico para a indústria aeroespacial, fato este que gera uma grande aceleração no desenvolvimento dessa indústria desde a Segunda Grande Guerra e, em sua totalidade, feita com a contribuição dos governos, seja em cooperação ou de forma autônoma. Assim, os projetos espaciais estão sendo transferidos para o setor privado devido ao surgimento de várias empresas focadas no desenvolvimento de tecnologias de baixo custo para acesso ao espaço. Dessa forma, com a utilização da análise patentária, estudou-se a presença da indústria aeroespacial no Brasil e sua influência, avaliando-se o conjunto de tecnologias que vão desde a infraestrutura para o lançamento de um foguete, o próprio foguete até a carga útil que constitui o desenvolvimento da área aeroespacial. Conclui-se que o mapeamento patentário para veículos cosmonáuticos é uma ferramenta viável para monitoramento e gestão da tecnologia, já que os documentos patentários são ricas fontes de informação técnica.


Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Elisa Marciano Martinez, Instituto Nacional da Propriedade Industrial, São Paulo, SP, Brasil Universidade de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil

É graduada e possui mestrado em Engenharia Química pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo; e, possui especialização em Administração de Empresas para Graduados pela Escola de  Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas.

Atualmente é pesquisadora em propriedade industrial do Instituto Nacional da Propriedade Industrial. Tem experiência na área de engenharia química, com ênfase em processos bioquímicos, administração de microempresas, e, em propriedade industrial, incluindo mapeamento e prospecção tecnológica.

Além do trabalho na diretoria de patentes no INPI, realiza divulgação científica de propriedade industrial com base em mapeamento tecnológico em diversas áreas.

Referências

BLUE ORIGIN. Blue Origin. [2020]. Disponível em: https://www.blueorigin.com/. Acesso em: 21 abr. 2020.

BÔAS, D. J. V.; PESSOA FILHO, J. B.; DAMILANO J. G. Formação Continuada de Professores – Curso Astronáutica e Ciências do Espaço – Veículos Espaciais. [S.l.]: Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT), Agência Espacial Brasileira (AEB), Programa AEB Escola, 2007. Disponível em: https://www.gov.br/aeb/pt-br/centrais-de-conteudo/publicacoes/educacional/apostilas-pdf/4veiculos_espaciais_manual.pdf. Acesso em: 8 abr. 2020.

BRAUN, J. A nova corrida espacial. Revista Veja Online, [2019]. Disponível em: https://veja.abril.com.br/especiais/a-nova-corrida-espacial/. Acesso em: 8 abr. 2020.

CAMPOS, E. L.; QUEIROZ, K. I. P. M. CubeSat: uma visão global de sua utilização. In: 4º WORKSHOP DE PESQUISA CIENTÍFICA (WPC 2017), Rio Grande do Norte, Brasil, 2017. Anais [...]. Rio Grande do Norte, Brasil, 2017. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/323958450_CubeSat_Uma_visao_global_de_sua_utilizacao. Acesso em: 8 abr. 2020.

CARTER, J. Blue Origin: everything you need to know about the Amazon.com of space. 2019. Disponível em: https://www.techradar.com/news/blue-origin. Acesso em: 21 abr. 2020.

CGEE – CENTRO DE GESTÃO E ESTUDOS ESTRATÉGICOS. CubeSats. Brasília, DF: CGEE, 2018. Disponível em: https://www.cgee.org.br/documents/10195/734063/CGEE_resumoexecutivo_CubeSats_Web.pdf. Acesso em: 8 abr. 2020.

FARIA, L. I. L.; BESSI, N. C.; MILANEZ, D. H. Indicadores tecnológicos: estratégia de busca de documentos de patentes relacionados à instrumentação aplicada ao agronegócio. Cadernos de Ciência & Tecnologia, Brasília, DF, v. 31, n. 1, p. 119-144, jan.-abr. 2014. Disponível em: https://seer.sct.embrapa.br/index.php/cct/article/view/19446. Acesso em: 8 abr. 2020.

FERREIRA, A. A.; GUIMARÃES; E. R.; CONTADOR, J. C. Patente como instrumento competitivo e como fonte de informação tecnológica. Gest. Prod., São Carlos, v. 16, n. 2, p. 209-221, abr.-jun. 2009. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/gp/v16n2/v16n2a05.pdf. Acesso em: 8 abr. 2020.

G1 GLOBO. Sonda da Nasa chega a Marte após 10 meses de viagem. 2014. Disponível em: http://g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia/2014/09/sonda-da-nasa-chega-marte-apos-10-meses-de-viagem.html. Acesso em: 8 abr. 2020.

LOCKNEY, D. et al. Contributing writes: Carroll, R. SPINOFF 2019 – Technology Transfer Program. [S.l.]: NASA, 2019. Washington, D.C. Disponível em: https://spinoff.nasa.gov/Spinoff2019/pdf/Spinoff2019.pdf. Acesso em: 8 abr. 2020.

LOCKNEY, D. et al. Contributing writes: Reiny, S. and Healy, A. SPINOFF 2017 – Technology Transfer Program. [S.l.]: NASA, 2017. Washington, D.C. Disponível em: https://spinoff.nasa.gov/Spinoff2017/pdf/Spinoff2017.pdf. Acesso em: 8 abr. 2020.

MENDONÇA, V. M. et al. Indicadores Nacionais e Internacionais de Ciência, Tecnologia & Inovação. Cadernos de Prospecção, Salvador, v. 11, n. 5, Edição Especial: VIII ProspeCT&I, p. 1.293-1.304, dezembro, 2018. Disponível em: https://portalseer.ufba.br/index.php/nit/article/view/27178. Acesso em: 8 abr. 2020.

OCDE – ORGANIZAÇÃO PARA A COOPERAÇÃO E DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO. OECD Patent Statistics Manual. 2009. Disponível em: https://www.oecd-ilibrary.org/docserver/9789264056442-en.pdf?expires=1584987209&id=id&accname=guest&checksum=77F1F3762BE06556719596CE3F9C9B34. Acesso em: 8 abr. 2020.

OCDE – ORGANIZAÇÃO PARA A COOPERAÇÃO E DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO. OECD The Space Economy at a Glance 2011. 2011. Disponível em: https://www.oecd-ilibrary.org/economics/the-space-economy-at-a-glance-2011_9789264111790-en. Acesso em: 21 abr. 2020.

ORTIZ, R. M. The Implementation of Intellectual Property in Public University from the Brands of Innovation. PIDCC, Aracaju, SE, v. 13, n. 3, p. 106-129, outubro de 2019. Disponível em: http://pidcc.com.br/06102019i.pdf. Acesso em: 8 abr. 2020.

PORTER, A. L. Forecasting and management of technology. Estados Unidos: Wiley Series in Engineering and Technology Management, 1991. p. 306-307.

PORTZ, R. Launch Vehicle Design Features For Minimum Cost. In: 40º AIAA/ASME/SAE/ASEE Joint Propulsion Conference and Exhibit. Fort Lauderdale, Florida. 2004. Anais [...]. Fort Lauderdale, Florida. 2004. Disponível em: https://arc.aiaa.org/doi/abs/10.2514/6.2004-3562. Acesso em: 8 abr. 2020.

SPACEX. SpaceX. [2020]. Disponível em: https://www.spacex.com/about. Acesso em: 21 abr. 2020.

Downloads

Publicado

2021-07-01

Como Citar

Martinez, M. E. M., Reis, M. C. dos, & Wehmann, C. F. (2021). Mapeamento Patentário Sobre Veículos Cosmonáuticos no Brasil. Cadernos De Prospecção, 14(3), 873. https://doi.org/10.9771/cp.v14i3.36319

Edição

Seção

Prospecções Tecnológicas de Assuntos Específicos