A LEITURA LITERÁRIA E O CHORO ABAFADO PELO CÃO TINHOSO

Autores

  • Cinthia da Silva Belonia Instituto Federal do Espírito Santo
  • Sarah Vervloet Soares Universidade de São Paulo

Palavras-chave:

Leitura literária, Infância, Masculinidade, Ondjaki, Honwana

Resumo

Neste artigo, comento o conto “Nós choramos pelo Cão Tinhoso”, do angolano Ondjaki, sob a perspectiva da recepção de leitura realizada pelo personagem Jacó: o conto de Ondjaki se passa na sala de aula, sob o olhar de Jacó, no momento em que a turma de 52 estudantes lê o conto “Nós matamos o Cão Tinhoso”, do moçambicano Luís Bernardo Honwana. A análise leva em conta o espaço escolar na infância, a construção da masculinidade que compreende a violência e seus reflexos na vida das crianças durante o período colonial, a leitura literária em sala de aula e a literatura como um direito humano e político. Para esta análise, terei como base autores como Annie Rouxel, Mário César Lugarinho, Tzvetan Todorov e outros.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cinthia da Silva Belonia, Instituto Federal do Espírito Santo

Graduada em Letras-Português pela Universidade Federal do Espírito Santo.

Mestre em Literaturas Estrangeiras Modernas pela Universidade Federal Fluminense.

Doutora em Literatura Comparada na Universidade Federal Fluminense. 

Professora de Literatura no Ifes.

Sarah Vervloet Soares, Universidade de São Paulo

Graduada em Letras-Português (UFES), Mestre em Letras (UFES).

Doutoranda em Educação pela Universidade de São Paulo, onde atualmente pesquisa sobre a didática da literatura e a escrita literária na sala de aula. Professora EBTT do Instituto Federal de Educação campus Bom Jesus do Itabapoana 

Referências

CANDIDO, Antonio. “A literatura e a formação do homem”. Remate de Males: Revista do Departamento de Teoria da Literatura. São Paulo, n. esp., p. 81-89, 1999.

HONWANA, Luís Bernardo. “Nós matamos o Cão Tinhoso!”. In: Nós matamos o Cão Tinhoso! São Paulo: Kapulana, 2017.

LUGARINHO, Mário César. “Masculinidade e colonialismo: em direção ao ‘homem novo’ (subsídios para os estudos de gênero e para os estudos pós-coloniais no contexto da Literatura Portuguesa)”. Abril – Revista do Núcleo de Estudos de Literatura Portuguesa e Africana da UFF, Vol. 5, nº 10, p. 15-38, abril de 2013. DOI: https://doi.org/10.22409/abriluff.v5i10.29682 .

ONDJAKI. “Nós choramos pelo Cão Tinhoso”. In: Os da minha rua. Lisboa: Caminho, 2007.

ROUXEL, Annie. “Aspectos metodológicos do ensino da literatura”. DALVI, Maria Amélia; REZENDE, Neide Luzia; JOVER-FALEIROS, Rita (Orgs.). Leitura de literatura na escola. São Paulo, SP: Párabola, 2013.

SOUZA, Maria Danielly Franchini de; ALTOMAR, Giovana; MANFRIN, Silvia Helena. “A construção social da masculinidade”. ETIC – Encontro de Iniciação Científica, v. 13, n. 13, 2017.

TODOROV, Tzvetan. A literatura em perigo. Tradução Caio Meira. 10ª ed. Rio de Janeiro: DIFEL, 2020.

Downloads

Publicado

2021-09-06

Edição

Seção

Artigos