ÉTICA, ESTÉTICA E REPRESENTAÇÃO NA LITERATURA

(DES)TERRITORIALIZAÇÃO DA LÍNGUA E (DES)ENQUADRAMENTO DE IMAGENS NA ESCRITA DE CAROLINA MARIA DE JESUS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.9771/ell.i73.48102

Palavras-chave:

Carolina Maria de Jesus, Representação literária, (Des)territorialização da Língua, (Des)enquadramento de imagens, Epistemologia Negra

Resumo

Este trabalho aspira discutir o processo de (des)territorialização da língua (Português Brasileiro), operado por Carolina Maria de Jesus em sua escrita, cujos manuscritos originais borram os padrões ortográficos e gramaticais, ao mesmo tempo em que forjam uma estética literária e linguística afro-negro-brasileira, no bojo de uma epistemologia negra.  A metodologia empregada é de abordagem qualitativa, sendo uma revisão de literatura e análise literária comparativa. Baseio a discussão nos estudos de crítica textual feitos por Verônica de Souza (2019) sobre o processo editorial frente aos manuscritos da obra de Carolina Maria de Jesus, para entender os apagamentos estéticos, linguísticos e representacionais feitos na escrita de Carolina; assim como nos estudos de Judith Butler (2015), bell hooks (2019), Guilles Deleuze e Félix Guatarri (2014), José Henrique de Freitas Santos (2018), dentre outros.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luciano Xavier, Universidade Federal da Bahia

Mestrando em Literatura e Cultura pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), graduado em Letras, Língua Portuguesa e Literaturas pela Universidade do Estado da Bahia (UNEB). Integrante do Grupo de Pesquisa Linguagens, Estudos Culturais e Formação do Leitor (LEFOR).

Referências

BUTLER, Judith. Vida Precária, vida passível de luto. In: BUTLER, J. Quadro de Guerra. Quando a vida é passível de luto?. Tradução por Sérgio Lamarão e Arnaldo Marques da Cunha. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2015. 13-55.

DELEUZE, Gilles; GUATTARI, Félix. O que é uma literatura menor? In: DELEUZE, G.; GUATTARI, F. Kafka: por uma literatura menor. Trad. Cíntia da Silva. Belo Horizonte: Autêntica, 2014. p. 33-53.

GONZALEZ, Lélia. Por um feminismo afro-latino-americano: ensaios, intervenções e diálogos. Organizado por Flávia Rios e Márcia Lima. 1. ed. Rio de Janeiro: Zahar, 2020.

hooks, bell. Olhares negros: raça e representação. São Paulo: Editora Elefante, 2019.

JESUS, Carolina Maria de. Quarto de Despejo: diário de uma favelada. São Paulo: Círculo do Livro S. A., 1960.

JESUS, Carolina Maria de. Casa de Alvenaria – Volume 01: Osasco. São Paulo: Companhia das Letras, 2021.

JESUS, Carolina Maria de. Casa de Alvenaria – Volume 02: Santana. São Paulo: Companhia das Letras, 2021.

NASCIMENTO, Beatriz. O conceito de quilombo e a resistência cultural negra. Afrodiáspora – Revista de Estudos do Mundo Negro. ano 3, n. 6 e 7, 1985, p. 41-49.

SANTOS, José Henrique de Freitas. Yorubantu: por uma epistemologia negra no campo dos estudos literários no Brasil. Fólio – Revista de Letras. v. 10, n. 2, 2018, p. 161-172.

SOUZA, Verônica de. 13 de maio de 1958: entre (res)significar a escravidão e escrever para se libertar. In: Anais do Congresso do VII Congresso baiano de pesquisadorxs negrxs, 2019, Universidade Federal da Bahia (UFBA). Políticas, saberes e tecnologias afro-diaspóricas: insurgências nas contemporaneidades negras. v. 1, n. 1. Salvador: Segundo Selo, 2019. p. 129-143.

Downloads

Publicado

2022-09-27

Como Citar

XAVIER, L. ÉTICA, ESTÉTICA E REPRESENTAÇÃO NA LITERATURA: (DES)TERRITORIALIZAÇÃO DA LÍNGUA E (DES)ENQUADRAMENTO DE IMAGENS NA ESCRITA DE CAROLINA MARIA DE JESUS. Estudos Linguísticos e Literários, Salvador, n. 73, p. 215–237, 2022. DOI: 10.9771/ell.i73.48102. Disponível em: https://periodicos.ufba.br/index.php/estudos/article/view/48102. Acesso em: 7 dez. 2022.