A ADEQUAÇÃO DA ESCALA DA ANIMACIDADE PARA DESCREVER A MARCAÇÃO DIFERENCIAL DE OBJETO DO PORTUGUÊS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.9771/ell.i72.46443

Palavras-chave:

MDO, Escala da Animacidade, Preposição A

Resumo

A escala da animacidade tem sido usada para descrever o desenvolvimento da Marcação Diferencial de Objeto (MDO). Entretanto, evidências empíricas das línguas românicas mostram que essa escala não descreve algumas características da MDO, como a tendência da falta de marcação com pronomes de primeira e de segunda pessoas (VON HEUSINGER; GÁSPÁR, 2008; IRIMIA; PINEDA, 2019). Esse trabalho investiga a adequação da escala para descrever os casos de MDO na história do português. Foram analisados textos escritos por autores portugueses dos séculos XVI ao XIX. Os resultados ainda preliminares indicam que tomar a animacidade como uma propriedade binária permite previsões sobre as ocorrências de objetos marcados, assim como pode explicar os casos inesperados de MDO.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AISSEN, Judith. Differential Object Marking: Iconicity vs. Economy. Natural Language & Linguistic Theory, [S. l.], v. 21, n. 3, p. 435-483, ago. 2003.

CARO REINA, Javier. Differential object marking with proper names in Romance languages. In: KEMPF, L.; NÜBLING, D.; SCHMUCK, M. (org.). Linguistik der Eigennamen. Berlim-Boston: De Gruyter, 2020. p. 225-259.

CLUL (Ed.). P.S. Post Scriptum. Arquivo Digital de Escrita Quotidiana em Portugal e Espanha na Época Moderna. 2014. Disponível em: [http://ps.clul.ul.pt].

CYRINO, Sonia. Reflexões sobre a marcação morfológica do objeto direto por A em português brasileiro. Estudos Linguísticos e Literários, Salvador, n. 58, p.83-103, 2017.

DE SWART, Peter; DE HOOP, Helen. Shifting animacy. Theoretical Linguistics, [S. l.], v. 44, n. 1–2, p. 1–23, 2018. DOI: 10.1515/tl-2018-0001.

DÖHLA, Hans-Jörg. Diachronic convergence and divergence in differential object marking between Spanish and Portuguese. In: BRAUNMÜLLER, K.; HÖDER, S.; KÜHL, K (org.). Stability and Divergence in Language Contact: Factors and Mechanisms. Amsterdã: John Benjamins, 2014. p. 265-289.

FILIMONOVA, Elena. The noun phrase hierarchy and relational marking: Problems and counterevidence. Linguistic Typology, [S. l.], v. 9, n. 1, p. 77–113, 2005. DOI: 10.1515/lity.2005.9.1.77.

GALVES, Charlotte; ANDRADE, Aroldo; FARIA, Pablo. Corpus Histórico do Português Tycho Brahe. 2017. Disponível em: [http://www.tycho.iel.unicamp.br/~tycho/corpus/texts/psd.zip].

GIBRAIL, Alba. O acusativo preposicionado do português clássico: uma abordagem diacrônica e teórica. 2003. 210 p. Dissertação (mestrado em Linguística) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Estudos da Linguagem, Campinas, SP. Disponível em: [http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/270266].

HELMBRECHT, Johannes; DENK, Lukas; THANNER, Sarah; TONETTI, Ilenia. Morphosyntactic coding of proper names and its implications for the Animacy Hierarchy. In: CRISTOFARO, S.; ZÚÑIGA, F. (org.). Typological Hierarchies in Synchrony and Diachrony. [s.l.]: John Benjamins, 2018. p. 377–402. DOI: 10.1075/tsl.121.11hel.

IRIMIA, Monica; PINEDA, Anna. Differential object marking and Scales: Insights from diachrony. Proceedings of the Linguistic Society of America, [S. l.], v. 4, n. 1, p. 1-15, 2019.

LACA, Brenda. El objeto directo. La marcación preposicional. In: COMPANY, C. C. (org.). Sintaxis histórica de la lengua española: primeira parte: la frase verbal. Cidade do México: Universidad Nacional Autónoma de México, 2006. p. 423-475.

LEONETTI, Manuel. Clitics do not encode specificity. In: KAISER, G. A.; LEONETTI, M. (eds.). Proceedings of the workshop “Definiteness, specificity and animacy in Ibero-Romance languages”. Universität Konstanz, Fachbereich Sprachwissenschaft, 2007. p. 111-139.

LEONETTI, Manuel. Specificity in clitic doubling and in differential object marking. Probus, [S. l.], v. 20, n. 1, p. 33-66, 2008.

LÓPEZ, Luis. Shifting animacy and non-binary options. Theoretical Linguistics, [S. l.], v. 44, n. 1–2, p. 41–45, 2018. DOI: 10.1515/tl-2018-0003.

MALCHUKOV, Andrej L. Animacy and asymmetries in differential case marking. Lingua, [S. l.], v. 118, n. 2, p. 203–221, 2008. DOI: 10.1016/j.lingua.2007.02.005.

PIRES, Aline J. A marcação diferencial de objeto no português: um estudo sintático-diacrônico. 2017. Dissertação (mestrado em Linguística) – Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Estudos da Linguagem, Campinas, SP. Disponível em: [https://hdl.handle.net/20.500.12733/1632332].

PIRES, Aline J. A influência da gramática espanhola na Marcação Diferencial de Objeto no português diacrônico. Cadernos de Linguística, v. 1, n. 2, p. 01-20, 2020a.

PIRES, Aline J. O desenvolvimento de pronomes marcados no português: a relação com as escalas hierárquicas. Caderno de Squibs: Temas em estudos formais da linguagem, [S. l.], v. 4, n. 2, p. 76–85, 2020b.

RAMOS, Jania. Marcação de caso e mudança sintática no português do Brasil: uma abordagem gerativa e variacionista. 1992. [380]f. Tese (doutorado em Linguística) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Estudos da Linguagem, Campinas, SP. Disponível em: [http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/269355].

RANDALL, Beth; TAYLOR, Ann; KROCH, Anthony. CorpusSearch 2: a tool for linguistic research, 2009. Disponível em: [http://corpussearch.sourceforge.net/].

SILVERSTEIN, Michael. Hierarchy of Features and Ergativity. In: DIXON, R. (ed.) Grammatical Categories in Australian Languages. Canberra: Australian Institute of Aboriginal Studies, 1976. p. 112-171.

VON HEUSINGER, Klaus; GÁSPÁR, Edgar Onea. Triggering and blocking effects in the diachronic development of DOM in Romanian. Probus, [S. l.], v. 20, n. 1, p. 67–110, 2008. DOI: 10.1515/PROBUS.2008.003.

VON HEUSINGER, Klaus; KAISER, Georg A. The evolution of differential object marking in Spanish. In: VON HEUSINGER, K.; KAISER, G. A.; STARK, E. (eds.). Proceedings of the workshop “Specificity And The Evolution / Emergence of Nominal Determination Systems in Romance”. Universität Konstanz, Fachbereich Sprachwissenschaft, 2005. p. 33–70.

Downloads

Publicado

2022-05-10

Como Citar

PIRES, A. J. A ADEQUAÇÃO DA ESCALA DA ANIMACIDADE PARA DESCREVER A MARCAÇÃO DIFERENCIAL DE OBJETO DO PORTUGUÊS. Estudos Linguísticos e Literários, Salvador, n. 72, p. 366–389, 2022. DOI: 10.9771/ell.i72.46443. Disponível em: https://periodicos.ufba.br/index.php/estudos/article/view/46443. Acesso em: 3 out. 2022.

Edição

Seção

DOSSIÊ ESTUDOS EM LINGUÍSTICA FORMAL NO BRASIL