A LEITURA E A BIBLIOTECA ESCOLAR: IMPLICAÇÕES À FORMAÇÃO DE LEITORES NOS DOCUMENTOS NORMATIVOS BRASILEIROS (2011-2020)

Autores

  • Edileide da Silva Reis do Carmo SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO (SMED)/SALVADOR

DOI:

https://doi.org/10.9771/ell.v0i68.39091

Palavras-chave:

Leitura, Biblioteca escolar, Políticas de formação de leitores, Práticas de letramento, Árvore.

Resumo

Este artigo atualiza a discussão sobre leitura e biblioteca escolar, produzida durante o mestrado no Programa de Pós-graduação em Língua e Cultura, da Universidade Federal da Bahia. Baseia-se em documentos normativos brasileiros ligados à leitura, à literatura, à escrita, ao livro e à biblioteca, elaborados de 2011 a 2020. Numa perspectiva crítico-comparativa, apoiada na pesquisa qualitativa e Linguística Aplicada, o presente trabalho objetiva discutir a formação de leitores no Brasil, mediante a análise documental, considerando também particularidades da rede pública soteropolitana. Essa profusão de referenciais legais com o escopo supracitado evidencia que boas políticas públicas de formação leitora e socioeducacional são descontinuadas ou interrompidas, assim faltam bibliotecas e bibliotecários nas escolas do Brasil, comprometendo o desenvolvimento de suas comunidades.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Edileide da Silva Reis do Carmo, SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO (SMED)/SALVADOR

Cursei a Licenciatura em Letras Vernáculas e o Mestrado em Língua e Cultura, na UFBA; e a Especialização em Educação a Distância, na UNEB. Desde 2014, sou Professora de Língua Portuguesa na Rede Municipal de Salvador.

Downloads

Publicado

2021-05-28

Como Citar

Carmo, E. da S. R. do. (2021). A LEITURA E A BIBLIOTECA ESCOLAR: IMPLICAÇÕES À FORMAÇÃO DE LEITORES NOS DOCUMENTOS NORMATIVOS BRASILEIROS (2011-2020). Estudos Linguísticos E Literários, (68), 62–87. https://doi.org/10.9771/ell.v0i68.39091

Edição

Seção

ARTIGOS / ARTICLES