O HOMEM NO ARMÁRIO: REPRESENTAÇÕES DAS MASCULINIDADES NO ROMANCE CLORO, DE ALEXANDRE VIDAL PORTO | THE MAN IN THE CLOSET: REPRESENTATIONS OF MASCULINITIES IN THE NOVEL CLORO, BY ALEXANDRE VIDAL PORTO

Claudimar Pereira da Silva

Resumo


Resumo: O presente artigo objetiva a análise das representações das masculinidades no romance Cloro, do escritor paulista Alexandre Vidal Porto. Publicado em 2018, Cloro narra a trajetória de Constantino Curtis, advogado casado e pai de família, às voltas com sua homossexualidade reprimida. Desse modo, partindo dos pressupostos teóricos de Raewyn Connell (2013), Michael Kimmel (1998) e Eve Kosofsky Sedgwick (2007), pretende-se analisar a (s) subjetividade (s) masculina (s) que porejam do enunciado narrativo de Constantino, além das relações assimétricas entre os gêneros e entre homens estabelecidas na narrativa, articuladas ao dispositivo do armário gay.

 

Palavras-chave: Narrador; Gênero; Masculinidades; Homossexualidade; Literatura brasileira contemporânea.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.9771/ell.v0i62.29294

Estudos Linguísticos e Literários. ISSN ONLINE: 2176-4794

Instituto de Letras. Rua Barão de Jeremoabo, nº 147 CEP: 40170-115
Campus Universitário Ondina, Salvador-BA
Telefone Geral: 55-71-3283-6256

Indexadores da versão online

Latindex

IIndexadores da versão impressa

Ulrich's

DOAJ - Directory of Open Acess Journals