MUSEU DE IMAGENS E SENTIDOS:

OS BONDES CARIOCAS NOS CARTÕES TELEFÔNICOS

Autores

Palavras-chave:

Imaginário, Cidade, Produção de sentidos

Resumo

Obsoletos como objetos tecnológicos, os cartões telefônicos retrataram imagens do Rio de Janeiro, cumprindo mais do que uma função prática. Atualmente peças de colecionadores, esses cartões falam do imaginário da metrópole, como dos charmosos bondes cariocas retratados, outrora símbolos de uma cidade moderna e que nos levam a formular questões em torno de sua persistência, presente em sua versão atual, o VLT. Partindo dessas pistas, o artigo tem como objetivo discutir a recorrência de imagens e sua relação com o imaginário. A investigação revela-se importante pela tarefa de compreensão da fabricação do imaginário sobre a metrópole carioca. De natureza qualitativa, a metodologia empregada privilegia uma abordagem interpretativa de imagens e categorias de pensamento. Os resultados mostram que as imagens do bonde operam como mediadores entre o passado e o futuro, sendo ao mesmo tempo, signo de uma cidade que se embelezava no começo do século XX e que busca, nas primeiras décadas do século XXI, se reinventar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Euler David de Siqueira, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Doutor e mestre em Sociologia pelo IFCS/UFRJ. Desenvolveu estágio de pós-doutorado em Sociologia na Université Paris-Descartes. Professor Associado da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro e do Programa de Pós-Graduação em Patrimônio, cultura e sociedade.

Denise da Costa Oliveira Siqueira, Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Doutora em Ciências da Comunicação (ECA/USP), com estágio pós-doutoral em Sociologia (Université Paris-Descartes). Professora titular do programa de pós-graduação em Comunicação da UERJ. Líder do grupo de pesquisa Corps: corpo, representação e espaço urbano.

Downloads

Publicado

2021-09-01

Edição

Seção

Artigos