Dos retornos à África Ocidental

semelhanças e diferenças

Autores

DOI:

https://doi.org/10.9771/aa.v0i67.51719

Palavras-chave:

Retornados, Serra Leoa, Libéria, Benim, Gana

Resumo

Existem diversas pesquisas sobre comunidades na África fundadas pelos chamados “retornados”, mas não há estudos aprofundados que busquem comparar as trajetórias desses “retornos”. O que se propõe neste ensaio é, portanto, um estudo comparativo que tem um foco específico: no centro das preocupações analíticas estarão as relações que os/as retornados/as – mais especificamente as primeiras duas gerações – estabeleceram com as populações locais. Além da identificação de semelhanças objetiva-se apontar para diferenças substanciais e relacioná-las com conjunturas e contextos específicos. As experiências em Serra Leoa, na Libéria, no Benim e em Gana servirão como exemplos que permitem reconstruir “modos” de “reinserção” de populações, sequestradas das suas comunidades de origem, em terras africanas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Andreas Hofbauer, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho

Doutorado em Ciência Social (Antropologia Social) pela Universidade de São Paulo. Professor Assistente na Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

 

Downloads

Publicado

2023-08-10

Como Citar

HOFBAUER, A. Dos retornos à África Ocidental: semelhanças e diferenças. Afro-Ásia, Salvador, n. 67, p. 174–246, 2023. DOI: 10.9771/aa.v0i67.51719. Disponível em: https://periodicos.ufba.br/index.php/afroasia/article/view/51719. Acesso em: 27 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos