Independência, conflito pós-colonial e competição Leste-Oeste em Angola, 1975-1976

reavaliando as fontes diplomáticas brasileiras

Autores

DOI:

https://doi.org/10.9771/aa.v0i65.44949

Palavras-chave:

Angola, Independência, Conflito pós-colonial, Competição Leste-Oeste, História das Relações Internacionais

Resumo

Este texto examina o posicionamento dos atores, as consequências e as ramificações da Independência angolana e acontecimentos conexos sob a perspectiva da evolução do sistema internacional. Trata-se de um artigo de pesquisa fundamentado em documentação diplomática brasileira recentemente desclassificada. O artigo constata a complexa correlação de atores e de agendas, especialmente no que diz respeito ao nacionalismo pan-africano, à competição Leste-Oeste, às ambições hegemônicas de potências regionais e à relevância dos atores não-estatais. O conflito angolano do período 1975-1976 erigiu-se num evento de interesse global.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carlos Federico Domínguez Avila, Universidade de Brasília

Doutor em História pela Universidade de Brasília. Pesquisador colaborador do Departamento de Estudos Latino-americanos da Universidade de Brasília. 

Referências

GLEIJESES, P. (2016a), Visions of Freedom: Havana, Washington, Pretoria, and the Struggle for Southern Africa, 1976-1991, Chapel Hill, The University of North Carolina Press.

GLEIJESES, P. (2016b), Conflicting Missions: Havana, Washington, and Africa, 1959-1976, Chapel Hill, The University of North Carolina Press.

GUIMARÃES, F. (1998), The Origins of the Angolan Civil War: Foreign Intervention and Domestic Political Conflict, Londres, Palgrave Macmillan.

KISSINGER, H. (2001), Memórias: Anos de Renovação, Rio de Janeiro, UniverCidade.

LEOGRANDE, W., KORNBLUH, P. (2014), Back Channel to Cuba: Negotiations Between Washington and Havana, Chapel Hill, The University of North Carolina Press.

MARIA, A. (2014), Angola: Sonho e Pesadelo. Lisboa: Edições Colibri.

MAXWELL, K. (2006), O Império Derrotado: Revolução e Democracia em Portugal, São Paulo, Companhia das Letras.

MACQUEEN, N. (1998), A descolonização da África Portuguesa, Lisboa, Inquérito.

MELO, O. (2009), Recordações de um Removedor de Mofo no Itamaraty. Brasília, Funag.

SILVA, M. (2008), A Independência de Angola, Brasília: Funag.

SOBERS, C. (2019), “Independence, Intervention, and Internationalism: Angola and the International System, 1974-1975”. Journal of Cold War Studies, 21 (1), pp. 97-124.

Downloads

Publicado

2022-06-19

Como Citar

DOMÍNGUEZ AVILA, C. F. Independência, conflito pós-colonial e competição Leste-Oeste em Angola, 1975-1976: reavaliando as fontes diplomáticas brasileiras. Afro-Ásia, Salvador, n. 65, p. 427–478, 2022. DOI: 10.9771/aa.v0i65.44949. Disponível em: https://periodicos.ufba.br/index.php/afroasia/article/view/44949. Acesso em: 27 jan. 2023.

Edição

Seção

Artigos