Independência, conflito pós-colonial e competição Leste-Oeste em Angola, 1975-1976

reavaliando as fontes diplomáticas brasileiras

Autores

DOI:

https://doi.org/10.9771/aa.v0i65.44949

Palavras-chave:

Angola, Independência, Conflito pós-colonial, Competição Leste-Oeste, História das Relações Internacionais

Resumo

Este texto examina o posicionamento dos atores, as consequências e as ramificações da Independência angolana e acontecimentos conexos sob a perspectiva da evolução do sistema internacional. Trata-se de um artigo de pesquisa fundamentado em documentação diplomática brasileira recentemente desclassificada. O artigo constata a complexa correlação de atores e de agendas, especialmente no que diz respeito ao nacionalismo pan-africano, à competição Leste-Oeste, às ambições hegemônicas de potências regionais e à relevância dos atores não-estatais. O conflito angolano do período 1975-1976 erigiu-se num evento de interesse global.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carlos Federico Domínguez Avila, Universidade de Brasília

Doutor em História e Mestre em Estudos Sociais e Políticos Latino-americanos. Pesquisador colaborador do Departamento de Estudos Latino-americanos da Universidade de Brasília. Endereço: Condomínio Parque do Mirante, rua E, casa 126, Brasília, DF, CEP: 72595-630. Publicações mais recentes: A qualidade da democracia no Brasil (v. 1 a 5, Curitiba: CRV, 2016 a 2020); Política, Cultura e Sociedade na América Latina (v. 1 a 6, Curitiba: CRV, 2013 a 2020); e Direitos Humanos, Cidadania e Violência no Brasil (v. 1 a 7, Curitiba: CRV, 2013 a 2020).

Referências

GLEIJESES, P. (2016a), Visions of Freedom: Havana, Washington, Pretoria, and the Struggle for Southern Africa, 1976-1991, Chapel Hill, The University of North Carolina Press.

GLEIJESES, P. (2016b), Conflicting Missions: Havana, Washington, and Africa, 1959-1976, Chapel Hill, The University of North Carolina Press.

GUIMARÃES, F. (1998), The Origins of the Angolan Civil War: Foreign Intervention and Domestic Political Conflict, Londres, Palgrave Macmillan.

KISSINGER, H. (2001), Memórias: Anos de Renovação, Rio de Janeiro, UniverCidade.

LEOGRANDE, W., KORNBLUH, P. (2014), Back Channel to Cuba: Negotiations Between Washington and Havana, Chapel Hill, The University of North Carolina Press.

MARIA, A. (2014), Angola: Sonho e Pesadelo. Lisboa: Edições Colibri.

MAXWELL, K. (2006), O Império Derrotado: Revolução e Democracia em Portugal, São Paulo, Companhia das Letras.

MACQUEEN, N. (1998), A descolonização da África Portuguesa, Lisboa, Inquérito.

MELO, O. (2009), Recordações de um Removedor de Mofo no Itamaraty. Brasília, Funag.

SILVA, M. (2008), A Independência de Angola, Brasília: Funag.

SOBERS, C. (2019), “Independence, Intervention, and Internationalism: Angola and the International System, 1974-1975”. Journal of Cold War Studies, 21 (1), pp. 97-124.

Downloads

Publicado

2022-06-19

Como Citar

DOMÍNGUEZ AVILA, C. F. Independência, conflito pós-colonial e competição Leste-Oeste em Angola, 1975-1976: reavaliando as fontes diplomáticas brasileiras. Afro-Ásia, Salvador, n. 65, p. 427–478, 2022. DOI: 10.9771/aa.v0i65.44949. Disponível em: https://periodicos.ufba.br/index.php/afroasia/article/view/44949. Acesso em: 29 set. 2022.

Edição

Seção

Artigos