Renamo: de agente do apartheid a organização política moçambicana

Autores

DOI:

https://doi.org/10.9771/aa.v0i62.42889

Resumo

Resenha de:
CAHEN, Michel.“Não somos bandidos”: a vida diária de uma guerrilha de direita: a Renamo na época  do Acordo de Nkomati (1983-1985). Lisboa: ICS. Imprensa de Ciências Sociais, 2019. 398p.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Juvenal de Carvalho Conceição, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia

Graduada em Licenciatura e Bacharelado em História (1993 e 1995 respectivamente) pela Universidade Federal da Bahia (UFBA); é Mestre em História Social também pela UFBA (1998) e Doutora em História Social pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP, 2007). Entre 11/2013 e 10/2014 realizou Estágio Pós-Doutoral como Visiting Scholar no Departament of Ethnics Studies da Colorado University at Denver, apoiada pela CAPES, através da Bolsa Estagio Sênior . Atualmente é Professora do Curso de Licenciatura em História da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (CAHL - UFRB), Professora Permanente do Programa de Pós-Graduação em História Regional e Local da Universidade do Estado da Bahia (PPGHIS ? UNEB) e do Mestrado Profissional em Historia da África, da Diáspora e dos Povos Indígenas (CAHL - UFRB). Tem experiência nas áreas de História do Brasil (Colônia e Império), História da Bahia e História Afro-Brasileira. Desenvolve pesquisas sobre africanos e afro-descendentes na diáspora, mulher e família negra no tempo da escravidão. (Texto informado pelo autor, Lattes 28.12.20)

Downloads

Publicado

2020-12-30

Como Citar

CONCEIÇÃO, J. de C. Renamo: de agente do apartheid a organização política moçambicana. Afro-Ásia, Salvador, n. 62, 2020. DOI: 10.9771/aa.v0i62.42889. Disponível em: https://periodicos.ufba.br/index.php/afroasia/article/view/42889. Acesso em: 2 jul. 2022.

Edição

Seção

Resenhas

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)