Cruzando caminhos em Ibicaba: escravizados, imigrantes suíços e abolicionismo durante a Revolta dos Parceiros (São Paulo, 1856-1857)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.9771/aa.v0i63.42159

Palavras-chave:

Escravidão | Colonização | Revolta | Abolicionismo

Resumo

Este artigo explora as relações entre escravizados e imigrantes europeus no oeste paulista tendo, como pano de fundo, a Revolta dos Parceiros, ocorrida em Limeira no ano de 1856. Considerado um marco na história da imigração no Brasil, o levante de colonos suíços contra o sistema de parceria na Fazenda Ibicaba contava também com o apoio dos cativos que trabalhavam nos cafezais adjacentes à Colônia Senador Vergueiro e demais fazendas vizinhas. Apagada pela historiografia, a conspiração negra de 1856 revela que a convivência entre colonos e escravizados no contexto do fim do tráfico acelerou a circulação de ideias sobre o fim da escravidão no Brasil. Ao retornar à Revolta em Limeira, este artigo aborda o encontro de perspetivas subalternas sobre o abolicionismo atlântico em Ibicaba para afirmar a geopolítica negra como elemento constituinte dos significados do mundo do trabalho na década de 1850.

Crossing Paths at Ibicaba: Slaves, Swiss Immigrants, and Abolitionism during the Sharecroppers’ Revolt (São Paulo, 1856-1857)

This article examines the relations between the enslaved and European immigrants in western São Paulo against the background of the 1856 Sharecroppers’ Revolt that took place in Limeira. Considered a benchmark in the history of immigration in Brazil, the uprising of Swiss colonists against the “sistema de parceria” at the Ibicaba plantation also counted on support from enslaved populations in the vicinity of the Colônia Senador Vergueiro. Erased by the historiography, the 1856 black conspiracy shows that interactions between slaves and settlers in the context of the ban on the African slave trade sparked the circulation of abolitionist ideas in Brazil. By revisiting the revolt in Limeira, this paper explores how subaltern perspectives of the Atlantic world met in Ibicaba and claims a place for black geopolitics in defining Brazilian labor history in the 1850s.

Slavery | Colonization | Revolt | Abolitionism

Biografia do Autor

Isadora Moura Mota, Princeton University

História; Brasil imperial; escravidão no mundo atlântico

Downloads

Publicado

2021-06-25

Como Citar

MOTA, I. M. Cruzando caminhos em Ibicaba: escravizados, imigrantes suíços e abolicionismo durante a Revolta dos Parceiros (São Paulo, 1856-1857). Afro-Ásia, [S. l.], n. 63, 2021. DOI: 10.9771/aa.v0i63.42159. Disponível em: https://periodicos.ufba.br/index.php/afroasia/article/view/42159. Acesso em: 22 set. 2021.

Edição

Seção

Artigos