“Com duas gejas em cada uma das fontes”: escarificações e o processo de tradução visual da diáspora jeje em Minas Gerais durante o século XVIII

Autores

DOI:

https://doi.org/10.9771/aa.v0i63.38662

Palavras-chave:

Nação jeje | Diáspora africana | Gejas | Escarificações

Resumo

Este artigo analisa os impactos da presença dos grupos de línguas gbe na formação do léxico empregado no detalhamento das cicatrizes rituais da população africana presente no distrito diamantino da capitania de Minas Gerais em meados do século XVIII. O enfoque é dado sobre o processo histórico de difusão do termo “geja”, explorando tanto os seus significados ligados a padrões específicos de escarificações como o seu uso generalizado para marcas corporais africanas, independentemente da origem étnica. Examina-se a sua emergência como índice de uma cadeia mais ampla de significados atrelados à etnogênese jeje em um contexto de grande concentração urbana de povos da Costa da Mina.

“With Two Gejas on Each Temple”: scarification and the process of visual translation in the jeje diaspora of 18th Century in Minas Gerais

Considering the visual culture of the African diaspora, this article analyzes the effects of the presence of Gbe language groups in the formation of the lexicon used in detailing the ritual scarification of the African population present in the diamond district of the captaincy of Minas Gerais in the eighteenth century. It focuses on the historical process of spreading the term geja, exploring both its meanings linked to specific patterns of scarification and its widespread use for African body markings in general. Its emergence is examined as an index of a broader chain of meanings connected to the Gbe ethnogenesis in a context of great urban concentration of people from Costa da Mina.

Jeje Nation | African Diaspora | Gejas | Scarification

Biografia do Autor

Aldair Rodrigues, Departamento de História da UNICAMP

É professor do Departamento de História da UNICAMP.

Downloads

Publicado

2021-06-25

Como Citar

RODRIGUES, A. “Com duas gejas em cada uma das fontes”: escarificações e o processo de tradução visual da diáspora jeje em Minas Gerais durante o século XVIII. Afro-Ásia, [S. l.], n. 63, 2021. DOI: 10.9771/aa.v0i63.38662. Disponível em: https://periodicos.ufba.br/index.php/afroasia/article/view/38662. Acesso em: 22 set. 2021.

Edição

Seção

Artigos