Catarina Juliana e sua sociedade de culto: rituais e práticas religiosas na Angola setecentista

Autores

DOI:

https://doi.org/10.9771/aa.v0i63.37664

Palavras-chave:

Sociedade de culto | Práticas religiosas | Angola | Século XVIII

Resumo

Este artigo descreve e interpreta as práticas religiosas realizadas pela sacerdotisa angolana Catarina Juliana (e sua sociedade de culto) em uma região interiorana do reino de Angola durante o século XVIII. Os rituais e símbolos descritos no processo inquisitorial contra Catarina Juliana são interpretados a partir de uma análise hermenêutica e comparativa, e o aparato conceitual do estudo é fornecido pela antropologia simbólica. O caso analisado revela que angolanos, mesmo quando batizados na religião dos colonizadores, resistiam em suas práticas religiosas tradicionais. Procura-se, aqui, demonstrar que diferentes rituais, antes conduzidos por sacerdotes especializados, passaram a ser acumulados pelos banganga de uma mesma sociedade de culto na Angola setecentista.

Catarina Juliana and her cult group: rituals and religious practices in eightheenth Century Angola

This article describes and interprets the religious practices performed by the Angolan priestess Catarina Juliana (and her cult group) in an inland region of the Kingdom of Angola during the 18th century. The rituals and symbols described in the inquisitorial process against Catarina Juliana are interpreted based on a hermeneutic and comparative analysis, using an approach coming from symbolic anthropology. The case analyzed shows that Angolans, even when baptized in the religion of the colonizers, continued their traditional religious practices. It seeks to demonstrate that different rituals, previously led by specialized priests, came to be accumulated by the banganga of the same cult society in 18th century Angola.

Cult society | Religious practices | Angola | 18th century

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Daniel Precioso, Universidade Estadual de Goiás

Doutor em História (2014) pela Universidade Federal Fluminense (UFF). Atualmente é professor efetivo do Curso de História da Universidade Estadual de Goiás (UEG), câmpus Quirinópolis.

Downloads

Publicado

2021-06-25

Como Citar

PRECIOSO, D. Catarina Juliana e sua sociedade de culto: rituais e práticas religiosas na Angola setecentista. Afro-Ásia, [S. l.], n. 63, 2021. DOI: 10.9771/aa.v0i63.37664. Disponível em: https://periodicos.ufba.br/index.php/afroasia/article/view/37664. Acesso em: 29 nov. 2021.

Edição

Seção

Artigos