“Aceite a benção e um apertado abraço de sua carinhosa mãe”: escravidão, diásporas e a perenidade dos laços familiares (Porto Alegre, Salvador, século XIX)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.9771/aa.v0i62.35608

Palavras-chave:

escravidão, diásporas, família, alforrias

Resumo

O objetivo deste artigo é analisar a continuidade e a estrutura dos laços familiares em situações de diáspora e desterritorialidade. A diáspora transatlântica não esgota a questão dos traumas e desvinculamentos acarretados pela escravidão. Trazidos escravizados para o Brasil, os africanos eram ainda vítimas de transações mercantis que os faziam ir, junto com suas famílias aqui criadas, para diferentes províncias do Império, conforme as necessidades locais e os rumos do tráfico interprovincial. Alguns documentos, mesmo que residuais, nos permitem mesclar agência e estrutura na sociedade escravista, e pensar como os arranjos familiares e afetivos se mantinham. A ideia é acompanhar a trajetória de alguns indivíduos africanos e seus filhos crioulos, cogitando como eles construíam e mantinham seus arranjos afetivo-familiares.

Palavras-chave: escravidão | diásporas | família |aAlforrias.

 

Abstract:

This paper analyzes the continuity and structure of family ties in diasporic and deterritorial contexts. The transatlantic diaspora does not exhaust the trauma caused by the shattering of affective ties shattered by enslavement. After arriving in Brazil as slaves, Africans were further victimized by commercial transactions that forced them (aas well as members of their families created here) to move to different provinces of the Empire, caught up in the web of the  inter-provincial slave trade. Archival evidence, although fragmentary and indirect,  provides clues about  the mechanisms of  agency and structure in slave society, making it possible to understand how family and affective arrangements were maintained. The idea is to follow the trajectories of some Africans and their Creole (i.e., Brazilian-born) children, examining  how they built and maintained their affective-family arrangements.

Keywords: slavery | diasporas | family | manumissions.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Paulo Staudt Moreira, Unisinos

Professor Unisinos, doutor em História (UFRGS), bolsista produtividade CNPq, e-mail: moreirast@terra.com.br

Downloads

Publicado

2020-12-30

Como Citar

MOREIRA, P. S. “Aceite a benção e um apertado abraço de sua carinhosa mãe”: escravidão, diásporas e a perenidade dos laços familiares (Porto Alegre, Salvador, século XIX). Afro-Ásia, Salvador, n. 62, 2020. DOI: 10.9771/aa.v0i62.35608. Disponível em: https://periodicos.ufba.br/index.php/afroasia/article/view/35608. Acesso em: 13 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos