O “Agrupamento Kissanguela” e a canção no pós-independência em Angola (1975-1979)

Autores

  • Amanda Palomo Alves

DOI:

https://doi.org/10.9771/aa.v0i60.25750

Palavras-chave:

Angola - pós-independência - MPLA - canção - Kissanguela.

Resumo

Este artigo trata de uma importante fase da música popular urbana de Angola que se dá a partir de 1975. Para tanto, daremos destaque ao surgimento e à produção fonográfica do grupo musical Kissanguela a fim de demonstrar a música como um dos caminhos utilizados para a divulgação dos projetos políticos do Movimento Popular de Libertação de Angola, logo após a independência. As mensagens impressas nas letras das canções gravadas pelo conjunto sinalizam para uma nova época, marcada pelo socialismo e sem reminiscências do passado. Apresentaremos, ainda, as capas dos álbuns, fotografias e depoimentos de membros fundadores do “Kissanguela”, fontes ainda inexploradas em nosso país. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Amanda Palomo Alves

Doutora em História Social pela Universidade Federal Fluminense com Pós Doutorado em História pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná. Atua, principalmente, nas seguintes áreas: História da África (com ênfase em Angola - século XX); história e cultura afro-brasileira e relações raciais no Brasil. Integra a Associação Brasileira de Estudos Africanos e atualmente desenvolve  pesquisa enquanto aluna do Programa de Pós Graduação em Relações Étnico-Raciais do Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca, do Rio de Janeiro.

Downloads

Publicado

2020-07-07

Como Citar

ALVES, A. P. O “Agrupamento Kissanguela” e a canção no pós-independência em Angola (1975-1979). Afro-Ásia, Salvador, n. 60, 2020. DOI: 10.9771/aa.v0i60.25750. Disponível em: https://periodicos.ufba.br/index.php/afroasia/article/view/25750. Acesso em: 24 set. 2022.

Edição

Seção

Artigos