Discriminação em palavras: as queixas de racismo no mercado de trabalho gaúcho

Autores

  • Luciana Garcia de Mello

DOI:

https://doi.org/10.9771/aa.v0i52.21889

Resumo

A persistência do racismo em nossa sociedade é uma questão que suscita constantemente

acaloradas discussões. Por um lado, há argumentos que enfatizam

a ideologia de mistura racial e o caráter pluriétnico da população brasileira;

por outro, sustenta-se a afirmação de que a identificação racial está na base da

construção de hierarquias sociais. Esse artigo focaliza práticas discriminatórias

com que os indivíduos negros se defrontam cotidianamente no mercado de trabalho,

visando a demonstrar que as clivagens raciais facilmente se apresentam

nas relações sociais. Em um primeiro momento, após a análise de conteúdo de

trezentas e oito ocorrências registradas em delegacias de polícia do Rio Grande

do Sul, demonstram-se as categorias de queixas de crime de preconceito de cor

ou raça nesse espaço social. Posteriormente, utilizando-se essa categorização e

adotando-se a análise argumentativa, parte-se para a demonstração do discurso

racial que permeia nossa sociedade e estabelece uma situação de disputa entre

os agentes.

Palavras-chave: racismo - discriminação racial - discurso racial - identidade

social - justiça social.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2015-04-03

Como Citar

MELLO, L. G. de. Discriminação em palavras: as queixas de racismo no mercado de trabalho gaúcho. Afro-Ásia, Salvador, n. 52, 2015. DOI: 10.9771/aa.v0i52.21889. Disponível em: https://periodicos.ufba.br/index.php/afroasia/article/view/21889. Acesso em: 7 fev. 2023.

Edição

Seção

Artigos