Escravos e rebeldes na Justiça Imperial: dois casos de assassinatos senhoriais em Campos dos Goytacazes (RJ), 1873

Autores

  • Ricardo Figueiredo Pirola

DOI:

https://doi.org/10.9771/aa.v0i52.21879

Resumo

Nos dias 8 e 9 de janeiro de 1873 dois senhores de Campos dos Goytacazes, no

norte fluminense, foram assassinados por seus escravos. Os casos despertaram

na época temores de uma grande agitação cativa, forçando o envio de tropas

policiais da Corte para a cidade de Campos e a condenação dos réus nas rígidas

disposições da lei de 10 de junho de 1835. O objetivo deste artigo é analisar a

documentação judicial e burocrática gerada por esses dois casos de assassinato,

buscando aprofundar o conhecimento sobre a organização do plano dos escravos,

dos seus objetivos e de sua relação com o contexto emancipacionista da década

de 1870. Interessa ainda analisar o conhecimento que os cativos tinham da estrutura

repressiva do Estado e como tal saber influenciou na própria organização

de seus movimentos rebeldes.

Palavras-chave: Rebeldia escrava; Justiça criminal; Emancipação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2015-04-03

Como Citar

PIROLA, R. F. Escravos e rebeldes na Justiça Imperial: dois casos de assassinatos senhoriais em Campos dos Goytacazes (RJ), 1873. Afro-Ásia, Salvador, n. 52, 2015. DOI: 10.9771/aa.v0i52.21879. Disponível em: https://periodicos.ufba.br/index.php/afroasia/article/view/21879. Acesso em: 7 fev. 2023.

Edição

Seção

Artigos