Submissões

O cadastro no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso. Acesso em uma conta existente ou Registrar uma nova conta.

Condições para submissão

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.
  • Os textos devem ser inéditos, redigido levando-se em conta as normas para publicação de acordo com a ABNT (NBR 6022; NBR 6023; NBR6028; NBR10520);
  • Quantidade de páginas: Artigos - mínimo 8 e máximo 12 páginas; Resenhas mínimo 3 e máximo 4 páginas; Traduções: mínimo 10 e máximo 20 páginas; Artigos para o Fórum de Discussões: mínimo 8 e máximo
    12 páginas;
  • Deverá ser indicado pelo(a) autor uma das secções da Revista para a qual submete seu texto (Artigos, Tradução, Resenha ou Fórum Temático);
  • Formatação: os textos deverão ser digitados preferencialmente com letra Arial (textos enviados em letra Times New Roman, serão convertidos para letra Arial), corpo 12, com espaçamento 1,5 cm em Word para Windows; espaço duplo entre partes do texto. As páginas devem ser configuradas no formato A4, sem numeração, com 3 cm nas margens superior e esquerda e 2 cm nas margens inferior e direita.
  • Organização do texto: TÍTULO (centralizado, em caixa alta e negrito, seguido de dois pontos, caso haja subtítulo, em caixa baixa e negrito); NOME DO AUTOR, (alinhado à direita), seguido de asteriscos para inserção de nota de rodapé para inserção de filiação Institucional, breves dados do currículo e e-mail (máximo 3 linhas, com o mesmo texto traduzido para o inglês); RESUMO (com máximo de 200 palavras) e PALAVRAS-CHAVE (até 5 palavras), escritos no idioma do artigo. Em seguida a inserção da versão em Língua Inglesa do título, resumo e palavras-chave. No caso de resenhas, estas deverão incluir o título em inglês e a ficha técnica, após o texto;
  • O sistema de citação recomendado: autor-data (NBR 10520/2002); citações literais: além da indicação do autor e ano da publicação, é indispensável indicar a(s) página(a) de onde foram retiradas; evitar que sejam numerosas e extensas; citações traduzidas de língua estrangeira devem ser seguidas da expressão “tradução nossa” entre parênteses; caso a citação seja em língua estrangeira, sua tradução deve vir em nota de rodapé da página, com igual identificação entre parênteses;
  • As notas de rodapé devem ser apresentadas no fim de cada página e numeradas em algarismos arábicos. Essas notas devem ser usadas preferentemente para notas explicativas, endereços, aditamentos ao texto, mas não para referências bibliográficas;
  • Uso de itálico para: a) títulos de livros, jornais, artigos, crônicas etc., bastando usar em maiúscula a primeira palavra (ex.: A casa das sete mulheres); b) palavras ou expressões estrangeiras (goal, american way of life), excetuando: nomes de entidades (Library of Congress), empresas (Edizione Scientifiche Italiane), países (United Kingdom) e pessoas (Claude Lévy-Strauss). Exceção: expressões latinas usadas no texto, segundo autorizam as normas da ABNT (ex.: et al. e apud), que devem figurar em redondo;
  • Fotos, gravuras e desenhos: arquivo em separado; resolução de 300 dpi; incluir numeração e legenda; indicar o local de sua inserção no texto; autorização de veiculação assinada pelo autor. Em caso de ilustrações retiradas de outras fontes, o autor deve apresentar a respectiva autorização do uso de imagem (solicite os formulários específicos);
  • Autores estrangeiros: o texto será mantido na língua original do autor e serão respeitadas as normas de referenciação do país de origem;
  • Exemplos de normas para citação de referência bibliográfica:Livros:SOBRENOME, Prenome do autor. Título: subtítulo. Local: editora, anode publicação.Teses/ Dissertações/Monografias:SOBRENOME, Prenomes do autor. Título: subtítulo. ano. nº total depáginas.Tese, Dissertação ou Monografia (grau e área) - Unidade deEnsino, Instituição, Local e ano.Artigos de periódicos na internet:SOBRENOME, Prenomes do autor. Título do artigo. Título da Revista,local, volume, número, páginas do artigo, mês e ano de publicação.Disponível em: . Acesso em: dia mês (abreviado) ano. Artigos de publicações impressasSOBRENOME, Prenomes do autor do artigo. Título do artigo. Títuloda Revista, local, volume, número, páginas do artigo (inicial e final), mês e ano da publicação do artigo.Trabalhos apresentados em eventos: SOBRENOME, Prenomes do autor do artigo. Título do artigo. IN:TÍTULO DO EVENTO, volume, ano, local. Anais... Cidade: promotor,ano páginas do artigo (inicial e final). Matérias de Revista ou jornal:A MARIA chegou. Nome do Jornal, Cidade, página, dia mês (abreviado), ano.  
  • Para a publicação de tradução é obrigatório no ato do envio da proposta, o encaminhamento de um documento, devidamente assinado, com a autorização do autor do texto e da editora, caso seja necessário, permitindo a publicação do seu texto em versão na Língua Portuguesa;
  • O envio do artigo original implica na autorização para publicação digital;
  • Os conceitos emitidos em textos assinados são de responsabilidade exclusiva de seus autores.
  • Todos os textos serão submetidos ao sistema peer review. Os textos que não atenderem às normas acima descritas, não serão submetidos à seleção.

Artigos

Os artigos devem ser inéditos, redigidos levando-se em conta as normas para publicação de acordo com a ABNT e as da Revista Dança, as quais estão especificadas no item Normas. Esta seção recebe artigos com temas variados, pertinentes ao campo da Dança e/ou em suas relações articulações com outras áreas. A submissão é em fluxo contínuo, com avaliação por pares.
Idioma aceito: português

Tradução

Serão aceitas traduções inéditas de artigos ou capítulos de livros de autores que são referência na área e cujas obras apresentam contribuições relevantes para a Dança. Para a publicação de tradução é obrigatório no ato do envio da proposta, o encaminhamento de um documento, devidamente assinado, com a autorização do autor do texto e da editora, caso seja necessário, permitindo a publicação do seu texto em versão na Língua Portuguesa.
Deverão ser encaminhados as duas versões do texto: a na língua original e a tradução.
Idioma aceito: português

Resenha

Espaço dedicado a difusão de resultados de importantes eventos nacionais e internacionais bem como a divulgação de livros lançados no período máximo de dois anos anteriores à edição. As resenhas são submetidas à revisão por pares e devem atentar as normas da Revista.
Idioma aceito: Português

Dossiê temático - Edição 09: "As Escritas da Dança e as Críticas de Dança"

As Escritas da Dança e as Críticas de Dança: entre o escrever, o dançar e o criticar 

O próximo número da Revista do Programa de Pós-Graduação em Dança pauta-se no dossiê intitulado "As Escritas da Dança e as Críticas de Dança:  entre o escrever, o dançar e o criticar", com o intuito de instigar pesquisadoras e pesquisadores a refletirem e problematizarem a dança e a crítica em suas escrituras, tanto as escritas sobre as experiências de dança como as escritas especializadas sobre as configurações artísticas de dança. Consideramos ainda o debate sobre novas possibilidades e configurações da crítica de dança, relacionadas com as escritas críticas e as escritas de processo, concomitantes às constantes transformações do jornalismo cultural em tempos de convergência comunicacional. Nesse sentido, essa convocatória demarca um espaço direcionado à artigos, e também para resenhas e traduções, que discutam o papel das escritas e das escrituras na constituição do campo da Dança, compreendendo os agentes que constituem o fazer da escrita e da crítica em dança - os artistas e os críticos, sendo eles ou elas. Trata-se de uma chamada que busca dar visibilidade às relações entre a dança (o dançar) e a crítica (o criticar) com a escrita (o escrever), como também identificar as presenças, ausências e emergências nas experiências artísticas e comunicacionais de escrever criticamente com a dança e com a crítica. De outro modo, esta convocatória almeja dinamizar o debate em torno das escritas de dança, das escritas da crítica e das críticas de dança em ambientes artísticos e comunicacionais em termos político-performativos. Artigos correlacionados à temática desse dossiê serão acolhidos, com seleção à critério dos editores, como também a composição da seção especial de resenhas e traduções. Nesse sentido, a submissão para esta chamada pode ser direcionada e/ou transversalizada aos campos temáticos abaixo:

1- Escritas, danças e críticas na relação processo/produto/contextualização;
2- O discurso interseccional na produção crítica de/em dança;
3- Acompanhamentos críticos de processos de criação em Dança;
4- As escritas de dança no mundo indexado das mídias digitais e redes sociais;
5- O fazer-dizer da crítica de dança com a dança contemporânea;
6- A escrita jornalística: coimplicações entre dança e crítica;
7- A crise da crítica jornalística a partir de experiências e fatos de dança;
8- Corpo que dança e corpo que escreve: embates críticos, performativos e coevolutivos;
9- Dança como área de conhecimento na crítica especializada
10- As epistemologias da Crítica de Dança

Dossiê Temático Edição 10 - Dança e Improvisação: corpos, danças e improvisações

Chamada / Dossiê Temático
DANÇA E IMPROVISAÇÃO: corpos improvisacionais, danças improvisadas e improvisações dançadas

Coordenação editorial do dossiê temático:
Prof. Dr. Joubert de Albuquerque Arrais (UFCA/UFBA)
Profª. Drª. Daniela Guimarães (UFBA)

Prazo para submissão:
25/outubro/2021 (segunda-feira) a 24/janeiro/2022 (segunda-feira)

Previsão de publicação do dossiê:
Maio-Junho/2022


A intenção da chamada para a edição número 10 da Revista Dança é promover a Improvisação em Dança como dispositivo relacional de saberes-dizeres-fazeres outros com a temática Corpos Improvisacionais, Danças Improvisadas e Improvisações Dançadas.

Assim, esta chamada busca estimular diálogos, aproximações e tensões da Improvisação e(m) Dança com suas relações in/inter/trans/disciplinares. Objetiva a discussão sobre a Improvisação como campo e ação de pesquisa em Dança na Universidade e na Sociedade da qual a Universidade faz parte. E assim, possibilita fomentar as abordagens de processos e configurações nas perspectivas artísticas, estéticas, políticas, sociais e/ou educacionais, dentre outros aspectos e parâmetros que se mostrarem relevantes.

Nesse sentido, a Revista Dança aceita submissões de artigos, resenhas críticas, traduções e relatos de experiência (de caráter crítico e propositivo), trabalhando com fluxo contínuo (submissão a qualquer tempo) para textos relacionados a outros assuntos distintos da temática do referido dossiê. Esperamos receber colaborações de textos autorais e inéditos de pesquisadores/as, artistas-pesquisadores/as, docentes-professores/as, mestres/as, doutores/as. No momento da submissão, identificar no texto "Dossiê Edição 10".

Para submissão de artigos de pessoas pesquisadoras mestras/mestrandas e doutorandas, é exigida coautoria de pessoa doutora (com ou sem vínculo de orientação), a serem avaliados às cegas. Enfatizamos que, para resenhas críticas (livros e eventos) e traduções, tal exigência de coautoria não se aplica para pessoas pesquisadoras mestras e doutoras. Prevemos, também, a publicação de textos de pessoas autoras convidadas. Mais informações na seção Submissões

Sugerimos que os textos submetidos relacionem-se com os temas abaixo (caráter não obrigatório) como estratégia sensível de potencialização para a criação textual, considerando-as como desdobramentos ou possíveis conexões com a temática desta chamada:

  1. A dança na cena improvisada e a cena dançada na improvisação

  2. Corpos, danças e escritas improvisacionais como ações artísticas coimplicadas

  3. A coreografia e o coreográfico no corpo improvisacional da dança contemporânea

  4. A improvisação compositiva em dança e as tecnologias da imagem

  5. Corpos afrodiaspóricos e/ou transculturais na dança com improvisação

  6. A improvisação em dança e as dramaturgias do corpo interseccional

  7. As docências e as discências para corpos e danças improvisacionais

  8. Gênero e sexualidades do/no dançar improvisacional

  9. Dança improvisada e ação cognitiva do corpo

  10. Corpos (cosmo)políticos na improvisação de dança 

Política de Privacidade

Os nomes e endereços informados nesta revista serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.