A Questão da Propriedade Intelectual no Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.9771/cp.v13i2.33084

Palavras-chave:

Propriedade Intelectual, Marcas, Inovação,

Resumo

Este trabalho tem como questão principal verificar as ações desenvolvidas pela incubadora do CIDE quanto à proteção da propriedade intelectual, portanto, pretende observar se, em meio a esse processo de incubação, as empresas estariam preocupadas em proteger esses ativos. Foi empregado como método de pesquisa o bibliográfico, documental e de campo. De acordo com a pesquisa realizada e de todos os pontos levantados, pode-se concluir que a equipe da incubadora e as das empresas residentes devem ser qualificadas para tratar dos ativos de PI desenvolvidos durante o processo de incubação, criando assim um ambiente favorável à proteção e transferência de tecnologia. Transferência de tecnologia é o meio pelo qual um conjunto de conhecimentos, habilidades e procedimentos aplicáveis aos problemas da produção são transferidos, por transação de caráter econômico ou não, de uma organização a outra, ampliando a capacidade de inovação da organização receptora.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Darlene Silveira Rodrigues, universidade do Estado do Amazonas - UEA

 

Mestranda em Propriedade Intelectual e transferência de Tecnologia para a Inovação, PROFNIT. Especialista em Gestão Estratégica, Inovação e Conhecimento pela Escola Superior Aberta do Brasil (2012).

Funcionaria Publica no Instituto Federal de Ciência e Tecnologia do Amazonas. Departamento; Bibliotera 

 

 

Hyrmir Alexandre Sousa, universidade do Estado do Amazonas - UEA

Mestranda em Propriedade Intelectual e transferência de Tecnologia para a Inovação, PROFNIT. Graduação em Administração Ênfase em Gestão em Inovação.

 Centro de Educação Tecnologica do Amazonas -Cetam

 Instrutora Prestadora de serviço 

 

Raimundo Correa de Oliveira, Universidade do Estado do Amazonas - UEA

Graduação em Engenharia Elétrica Industrial pelo Instituto de Tecnologia da Amazônia (1996), mestrado em Engenharia Elétrica pela Universidade Federal de Pernambuco (2003) e doutorado em Engenharia Elétrica pela Universidade Federal de Pernambuco (2013). Atualmente é professor adjunto da Universidade do Estado do Amazonas.

Referências

ANPROTEC – ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE ENTIDADES PROMOTORAS DE EMPREENDIMENTOS INOVADORES. Estudo, análise e proposições sobre as incubadoras de empresas no Brasil – Relatório técnico. Brasília: ANPROTEC, 2012. Disponível em: http://www.anprotec.org.br/ArquivosDin/Estudo_ de_Incubadoras_Resumo_web_22-06_ FINA L_pdf_59.pdf. Acesso em: 1º jun. 2019.

BRASIL. Lei n. 10.973, de 2 de dezembro de 2004. Dispõe sobre incentivos à inovação e à pesquisa científica e tecnológica no ambiente produtivo e dá outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004- 2006/2004/Lei/L10.973.htm/. Acesso em: 1º jun. 2019.

BRASIL. Lei n. 13.243, de 11 de janeiro de 2016. Dispõe sobre estímulos ao desenvolvimento científico, à pesquisa, à capacitação científica e tecnológica e à inovação. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2016/lei/l13243.htm. Acesso em: 1 Jun. 2019.

CARON, A. Inovação tecnológica e a pequenas e médias empresas local. Revista FAE BUSINESS, n.8, p. 25-28, maio, 2004. Disponível em: https://img.fae.edu/galeria/ getImage/1/16570547027038246.pdf. Acesso em: 1 jun. 2019.

CARVALHO, A. C. M.; SOUZA, L. P. Ativos intangíveis ou capital intelectual: discussões das contradições na literatura e propostas para sua avaliação. Perspect. Cienc. Inf., Belo Horizonte, v. 4, n. 1, p. 73-83, jan.-jun. 1999. Disponível em: http://www.brapci.in f.br/_repositorio/2010/11/pdf_ae1031b201_0012669.pdf. Acesso em: 10 ago. 2019.

DORNELAS, J. Empreendedorismo: transformando ideias em negócios. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2016

INPI – INSTITUTO NACIONAL DA PROPRIEDADE INDUSTRIAL. A criação de uma marca: uma introdução às marcas de produtos e serviços para as pequenas e médias empresas. Rio de Janeiro: INPI, 2013. Disponível em: http://www.inpi.gov.br/sobr e/arquiv os/01_ cartilhamarcas_21_01_2014_0.pdf. Acesso em: 1º jun. 2019.

JUNGMANN, D. de M.; BONETTI, E. A. A caminho da inovação: proteção e negócios com bens de propriedade intelectual. Guia para o empresário. Brasília: IEL, 2010. 125 p.: il. (ISBN 978-85-87257-49-9). Disponível em: http://www.inpi.gov.br/sobr e/arquivos/guia_ empresario_iel-senai-e-inpi.pdf. Acesso em: 1º jun. 2019.

KRAEMER, M. E. P. Capital intelectual: a nova vantagem competitiva. Gestiopolis, [S.l.], 2004. Disponível em: http://www.gestiopolis.com/recursos3/docs/ger/capintel.htm. Acesso em: 1º jun. 2015.

OCDE – ORGANIZAÇÃO PARA A COOPERAÇÃO E DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO. Manual de Oslo: proposta de diretrizes para coleta e interpretação de dados sobre inovação tecnológica. 3. ed. Rio de Janeiro: Finep, 2005.

OMPI – ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA PROPRIEDADE INTELECTUAL. Convenção que institui a Organização Mundial da Propriedade Intelectual. Genebra: OMPI, 2002. Disponível em: https://www.wipo.in t/edocs/pubd ocs/pt/wip o_pu b_250.pdf. Acesso em: 1º jun. 2019.

SCHUMPETER, J. A. Capitalismo, Socialismo e Democracia. Rio de Janeiro: Editora Fundo de Cultura, 1961.

SEBRAE – SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS. Sobrevivência e mortalidade das empresas paulistas de 1 a 5 anos. São Paulo: SEBRAE, 2005.

SILVA, J. P. M. S. Incubadoras de empresas do centro-oeste: a questão da propriedade intelectual. 2016. 113f. Dissertação (Mestrado Profissional em Propriedade Intelectual e Inovação) – Academia de Propriedade Intelectual, Inovação e Desenvolvimento, Rio de Janeiro, 2016.

SPOLIDORO, R. Habitats de inovação e empreendedores: agentes de transformação das estruturas sociais. TECBAHIA. Revista baiana de tecnologia, [S.l.], v. 14, n. 3, p. 9-21, 1999.

SPOLIDORO, R. et al. New models for Science and Technology Parks in response to the growing role of the cities as Innovation Habitats: perspectives from South America, Proceedings of the 30th World Conference on Science and Technology Parks, International

Association of Science Parks and Areas of Innovation – IASP, Recife, Brazil, 2014.

Downloads

Publicado

2020-05-29

Como Citar

Rodrigues, D. S., Sousa, H. A., & Oliveira, R. C. de. (2020). A Questão da Propriedade Intelectual no Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE). Cadernos De Prospecção, 13(3), 653. https://doi.org/10.9771/cp.v13i2.33084

Edição

Seção

Propriedade Intelectual, Inovação e Desenvolvimento