Prospecção Científica e Tecnológica de Malpighia emarginata DC. (Malpighiaceae): espécie economicamente importante do Brasil

Autores

  • Thaynara de Carvalho Vieira Universidade Federal do Piauí – UFPI, Campus Parnaíba (CP). Av. São Sebastião, nº 2819 - Nossa Sra. de Fátima, Parnaíba - PI, 64202-020.
  • Maria Gracelia Paiva Nascimento Universidade Federal do Piauí – UFPI, Campus Parnaíba (CP). Av. São Sebastião, nº 2819 - Nossa Sra. de Fátima, Parnaíba - PI, 64202-020.
  • Cleiton Barroso Bittencourt Universidade Federal do Piauí – UFPI, Campus Parnaíba (CP). Av. São Sebastião, nº 2819 - Nossa Sra. de Fátima, Parnaíba - PI, 64202-020.
  • Ivanilza Moreira de Andrade Universidade Federal do Piauí – UFPI, Campus Parnaíba (CP). Av. São Sebastião, nº 2819 - Nossa Sra. de Fátima, Parnaíba - PI, 64202-020.

DOI:

https://doi.org/10.9771/cp.v13i2.32946

Palavras-chave:

Malpighia emarginata, Produção científica, Prospecção tecnológica.

Resumo

Malpighia emarginata DC. é uma espécie frutífera com ampla distribuição no Brasil e potencial econômico no campo alimentício, principalmente como fonte de Vitamina C. Neste trabalho, realizou-se uma prospecção científica e tecnológica em bases de dados de artigos e patentes, nacional e internacional sobre Malpighia emarginata. Na Web of Science e no SCOPUS foram indexados 169 e 179 artigos, respectivamente, enquanto, para patentes, foram obtidos 11 (EPO) e 20 (WIPO) registros. Com relação a países, a China (EPO=5 e WIPO=6) e a Coreia do Sul (EPO=3 e WIPO=4) são os maiores detentores de patentes envolvendo o desenvolvimento de pesquisas sobre Malpighia emarginata. As pesquisas tecnológicas e científicas sugerem que o gênero Malpighia tornou-se bastante conhecido principalmente devido às suas propriedades nutricionais, e, embora o Brasil possua um número significativo de publicações, é necessário que haja maior produção de tecnologias, devido ao grande avanço técnico científico para a espécie.            


Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Thaynara de Carvalho Vieira, Universidade Federal do Piauí – UFPI, Campus Parnaíba (CP). Av. São Sebastião, nº 2819 - Nossa Sra. de Fátima, Parnaíba - PI, 64202-020.

Graduanda em Licenciatura em Ciências Biologicas pela Universidade Federal do Piauí - UFPI, Campus Parnaíba (CP), Parnaíba - PI.

Maria Gracelia Paiva Nascimento, Universidade Federal do Piauí – UFPI, Campus Parnaíba (CP). Av. São Sebastião, nº 2819 - Nossa Sra. de Fátima, Parnaíba - PI, 64202-020.

Graduada em Licenciatura em Ciências Biológicas pela Universidade Federal do Piauí - UFPI (2011). Mestra em Desenvolvimento e Meio Ambiente pela Universidade Federal do Piauí - UFPI (PRODEMA/UFPI/TROPEN) (2014). Doutoranda em Desenvolvimento e Meio Ambiente pela Universidade Federal do Piauí - UFPI (PRODEMA/UFPI/TROPEN).

Cleiton Barroso Bittencourt, Universidade Federal do Piauí – UFPI, Campus Parnaíba (CP). Av. São Sebastião, nº 2819 - Nossa Sra. de Fátima, Parnaíba - PI, 64202-020.

Graduado em Licenciatura em Ciências Biológicas pela Universidade Federal do Piauí - UFPI (2017). Mestre em Biotecnologia pelo programa de Pós-Graduação em Biotecnologia, PPGBIOTEC, Universidade Federal do Piauí - UFPI (2019). Doutorando em Biotecnologia Vegetal (PPGBV/DQI) pela Universidade Federal de Lavras - UFLA.

Ivanilza Moreira de Andrade, Universidade Federal do Piauí – UFPI, Campus Parnaíba (CP). Av. São Sebastião, nº 2819 - Nossa Sra. de Fátima, Parnaíba - PI, 64202-020.

Mestra em Biologia Vegetal pela Universidade Federal de Pernambuco - UFPE (1996). Doutorado em Curso de Botânica pela Universidade Estadual de Feira de Santana - UEFS (2006). Professora efetiva da Universidade Federal do Piauí - UFPI, Campus Parnaíba, Parnaíba - PI. Professora Permanente do Programa de Mestrado em Biotecnologia da UFPI (BIOTEC), Campus Parnaíba, - UFPI, Parnaíba - PI.

 

Referências

ACIOLI, G. R.; ABUD, A. K. S.; JUNIOR, A. M. O. Prospecção Tecnológica da Industria Farmacêutica no Brasil. In: ENCONTRO NORDESTINO DE ETNOBIOLOGIA E ETNOECOLOGIA, 1995, Aracajú, Anais [...]. Aracajú: Embrapa Tabuleiros Costeiros, 2015. v.3, n.1, p.185-191.

AGÊNCIA PAULISTA DE TECNOLOGIA DOS AGRONEGÓCIOS. Agregação de valor e articulação da cadeia de produção consolidam o mercado de acerola na Alta Paulista. São Paulo, [2007]. Disponível em: http://www.apta.sp.gov.br/noticias. Acesso em: 24 dez. 2019.

ANDERSON, W. R. Origins of Mexican Malpighiaceae. Acta Botanica Mexicana, [S.l.], v. 104, n. 1, p. 107-156, 2013.

ARAÚJO, S. S. et al. Prospecção de patentes biotecnológicas com óleo essencial em microemulsão como agente anti-inflamatório. Revista GEINTEC, [S.l.], v. 5, n. 2, p. 2.058-2.065, 2015.

BASF, S. A. Unidades de Produtos para Fruticultura. Frutas para exportação. Atualidades agrícolas: fruticultura o sucesso do Vale São Francisco, São Bernardo do Campo, n. 6, p. 16-29, jun., 2006.

BATISTA, Kamila Sabino et al. Beneficial effects of consumption of acerola, cashew or guava processing by-products on intestinal health and lipid metabolism in dyslipidaemic female Wistar rats. British Journal of Nutrition, [S.l.], v. 119, n. 1, p. 30-41, 2018.

BELWAL, T. et al. Phytopharmacology of Acerola (Malpighia spp.) and its potential as functional food. Trends Food Sci. Technol., [S.l.], p. 74, 99-106, 2018.

BEZERRA, A. S. et al. Produção de mudas de acerola (Malpighia emarginata DC.) pelo método de enxertia em topo por garfagem em fenda cheia. Revista Agroecossistemas, [S.l.], v. 9, n. 1, p. 251-260, 2017.

CARMO, J. S.; NAZARENO, L. S. Q.; RUFINO, M. S. M. Characterization of the acerola industrial residues and prospection of their potential application as antioxidant dietary fiber source. Food Science and Technology, [S.l.], v. 38, p. 236-241, 2018.

CARRINGTON, C. M. S.; KING, R. A. G. Fruit development and ripenig in Barbados cherry, Malpighia emarginata D.C. Scientia Horticulturae, [S.l.], v. 92, n. 1, p. 1-7, 2002.

CAVALCANTI, D. T. B. Desenvolvimento de fruta estruturada simples e mista com ciriguela e acerola. 2012. 168 p. Dissertação (Ciência e Tecnologia de Alimentos) – Universidade Federal Rural de Pernambuco, Recife, 2012.

DA CRUZ, E. S. et al. Diversidade genética de aceroleiras (Malpighia emarginata) com base em descritores morfoagronômicos. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE MELHORAMENTO DE PLANTAS, 6., 2011. Embrapa Mandioca e Fruticultura-Artigo em anais de congresso (ALICE). 2011.

DE ALMEIDA, G. F. et al. Floração e frutificação da aceroleira (Malphigia emarginata DC.) em uma área no semiárido Brasileiro. Magistra, [S.l.], v. 26, n. 2, p. 242-248, 2017.

DE JESUS, M. F. et al. Produção de passas de acerola em secador de bandeja. Revista Brasileira de Produtos Agroindustriais, [S.l.], v.5, n.1, p. 81-87, 2003.

DE MORAES, B. S. R. et al. Resposta ao etileno e alterações pós-colheita de acerolas flor branca. In: JORNADA DE INTEGRAÇÃO DA PÓS-GRADUAÇÃO DA EMBRAPA SEMIÁRIDO, 2., 2017. Embrapa Semiárido-Artigo em anais de congresso (ALICE). 2017.

DE OLIVEIRA, J. E. M.; NICODEMO, D.; DE OLIVEIRA, F. F. Contribuição da polinização entomófila para a produção de frutos de aceroleira. Pesquisa Agropecuária Tropical, [S.l.], v. 45, n. 1, p. 56-65, 2015.

DELVA, L.; GOODRICH‐SCHNEIDER, R. Antioxidant activity and antimicrobial properties of phenolic extracts from acerola (Malpighia emarginata DC) fruit. International Journal of Food Science & Technology, [S.l.], v. 48, n. 5, p. 1.048-1.056, 2013.

DOS SANTOS, P. T. V. et al. Detecção de Meloidogyne enterolobii em mudas de amoreira (Morus nigra L.). Ciência Rural, [S.l.], v. 45, n. 5, p. 757-759, 2015.

EPO, K. M.; KAMEYAMA, H. Antioxidant and skin care preparation for external use, using the same and method for activating cell by using the same. 2005220085, 18 ago. 2005.

EPO. XICHEN, P. Blueberry Lutein. 106418546, 22 dez. 2017.

FAO, 2010. Produtividade das culturas do mundo. Disponível em: http://faostat.fao.org/. Acesso em: 14 dez. 2019.

FREITAS, C. A. S. et al. Acerola: produção, composição, aspectos nutricionais e produtos. Current Agricultural Science and Technology, [S.l.], v. 12, n. 4, 2014.

FURLANETO, F. P. B.; NASSER, M. D. Panorama da cultura da acerola no estado de São Paulo. Pesquisa & Tecnologia, [S.l.], v. 12, n. 1, 2015.

GUIA IPC. Guia de Classificação Internacional de Patentes. 2019. Disponível em: http://ipc.inpi.gov.br/. Acesso em: 1º jul. 2019.

JESUS, A. L. N. de; LEMOS, A. C. G. Elaboração e avaliação sensorial de barra de cereal enriquecida com farinha de acerola (Malpighia glabra L.). 2018. 31 p. Trabalho de Conclusão de Curso (Nutrição) – Centro Universitário Toledo, Araçatuba, SP, 2018.

JUNIOR, R. G. O. et al. Prospecção tecnológica do gênero Annona (Annonaceae). Revista GEINTEC – Gestão, Inovação e Tecnologias, [S.l.], v. 4, n. 2, p. 850-858, 2014.

KIST, Benno Bernardo et al. Anuário brasileiro da fruticultura 2018. Santa Cruz do Sul: Editora Gazeta Santa Cruz, v. 88, p. 2.018, 2018.

KLOSTERHOFF, R. R. et al. Structure and intracellular antioxidant activity of pectic polysaccharide from acerola (Malpighia emarginata). International Journal of Biological Macromolecules, [S.l.], v. 106, p. 473-480, 2018.

MALPIGHIACEAE in Flora do Brasil 2020 em construção. Jardim Botânico do Rio de Janeiro. [2019]. Disponível em: http://floradobrasil.jbrj.gov.br/reflora/floradobrasil/FB155. Acesso em: 1º jul. 2019.

MARQUES, L G. A. et al. Desenvolvimento do potencial tecnológico de Casearia sylvestris. Revista GEINTEC – Gestão, Inovação e Tecnologias, [S.l.], v. 3, n. 4, p. 70-85, 2013.

MARTINS, E. A. et al. Rentabilidade da produção de acerola orgânica sob condição determinística e de risco: estudo do distrito de irrigação Tabuleiro Litorâneo do Piauí. Revista de Economia e Sociologia Rural, [S.l.], v. 54, n. 1, p. 9-28, 2016.

MENEZES, A. R. V. et al. Estudo Comparativo do Pó da Acerola Verde (Malphigia emarginata DC.) Obtido em Estufa por Circulação de Ar e por Liofilização. Revista Brasileira de Produtos Agroindustriais, [S.l.], v. 11, n. 1, p. 1-8, 2009.

NEGRI, T. C.; BERNI, P.; BRAZACA, S. Valor nutricional de frutas nativas e exóticas do Brasil. Biosaúde, [S.l.], v. 18, n. 2, p. 82-96, 2016.

NETO, A. F. et al. Determinação de vitamina ce avaliação físico-química em três variedades de acerola cultivadas em Petrolina-PE. Nucleus, [S.l.], v. 11, n. 1, 2014.

NOGUEIRA, G. D. R. et al. Analysis of a hybrid packed bed dryer assisted by infrared radiation for processing acerola (Malpighia emarginata D.C.) residue. Food and Bioproducts Processing, [S.l.], v. 114, p. 235-244, 2019.

NOGUEIRA, R. F. et al. Vitamina C: uso tópico no tratamento do melasma e envelhecimento precoce. Mostra Científica da Farmácia, [S.l.], v. 4, n. 2, 2018.

OLIVEIRA, M. G. et al. Diversidade genética de aceroleiras (Malphigia emarginata DC), utilizando marcadores moleculares RAPD e características morfoagronômicas. Revista Brasileira de Fruticultura, [S.l.], v. 31, n. 1, p. 162-170, 2009.

QUINTELLA, C. M. et al. Prospecção tecnológica como uma ferramenta aplicada em ciência e tecnologia para se chegar à inovação. Revista Virtual de Química, [S.l.], v. 3, n. 5, p. 406-415, 2011.

REZENDE, Y. R. R. S.; NOGUEIRA, J. P.; NARAIN, N. Comparison and optimization of conventional and ultrasound assisted extraction for bioactive compounds and antioxidant activity from agro-industrial acerola (Malpighia emarginata DC) residue. LWT – Food Science and Technology, [S.l.], 85, p. 158-169, 2017.

RITZINGER, R.; RITZINGER, C. H. S. P. Acerola. Embrapa Mandioca e Fruticultura-Artigo em periódico indexado (ALICE), 2011.

RUSSELL, Lanzrath. NUNEZ, Maisonet Wigberto. Produtos à base de carne. CN103997916. Patente. 2018.

SANTOS, J. C. R. et al. Ensaios preliminares para produção de estruturados com Acerola e Ciriguela. Revista do Congresso Sul Brasileiro de Engenharia de Alimentos, [S.l.], 2016.

SANTOS, Valéria; RODRIGUES, Sueli; FERNANDES, Fabiano. Improvements on the stability and vitamin content of acerola juice obtained by ultrasonic processing. Foods, [S.l.], v. 7, n. 5, p. 68, 2018.

SERAFINI, M. R. et al. Mapeamento de tecnologias patenteáveis com o uso da hecogenina. Revista Geintec, [S.l.], v. 2, n. 5, p. 427-435, 2012.

SHINOHARA, N. K. S. et al. A Mãe da Acerola (Malpighia glabra L.) no Brasil. Revista Eletrônica “Diálogos Acadêmicos”, [S.l.], v. 9, n. 2, p. 49- 63, 2015.

SILVA, N. S. Avaliação Econômica de Sistemas de Irrigação Localizada na Acerola. In: IV WINOTEC – WORKSHOP INTERNACIONAL DE INOVAÇÕES TECNOLÓGICAS NA IRRIGAÇÃO, 2012. Anais [...], 2012.

SILVA, P. B. et al. Uso de secador roto-aerado com pré-tratamento na desidratação de resíduos de acerola. Blucher Chemical Engineering Proceedings, [S.l.], v. 1, n. 2, p. 5.537-5.544, 2015.

SILVA, P. C. C. et al. Crescimento de mudas de Malpighia emarginata em diferentes substratos. Engenharia Ambiental: Pesquisa e Tecnologia, [S.l.], v. 13, n. 2, 2016.

SPÓSITO, R. C. A.; VIRGENS, R. S.; PUNGARTNIK, Cristina. Investigação prospectiva sobre a utilização do gênero Cyperus na geração de tecnológicas. Cadernos de Prospecção, [S.l.], v. 9, n. 1, p. 38, 2016.

TACO. Tabela brasileira de composição de alimentos. 4. ed. Campinas: UNICAMP, 2011. 36p.

UCHÔA, V. T. et al. avaliação do teor de vitamina c em polpas de acerola comercializadas em supermercados de Piripiri-PI. Revista Ciência Agrícola, [S.l.], v. 15, n. 1, p. 59-68, 2017.

WIPO – INTERNATIONAL PATENT CLASSIFICATION (Version 2016.1). WIPO. Disponível em: http://www.wipo.int/portal/en/index.html. Acesso em: 3 dez. 2019.

Downloads

Publicado

2020-05-29

Como Citar

Vieira, T. de C., Nascimento, M. G. P., Bittencourt, C. B., & de Andrade, I. M. (2020). Prospecção Científica e Tecnológica de Malpighia emarginata DC. (Malpighiaceae): espécie economicamente importante do Brasil. Cadernos De Prospecção, 13(3), 862. https://doi.org/10.9771/cp.v13i2.32946

Edição

Seção

Prospecções Tecnológicas de Assuntos Específicos