A Política de Inovação e sua Aplicação na Universidade Federal do Amazonas

Autores

  • Lúcia Martins Pereira de Oliveira Universidade Federal do Amazonas / Mestrado Profissional em Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia para a Inovação
  • Marcel Mendes de Souza Universidade Federal do Amazonas / Mestrado Profissional em Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia para a Inovação
  • Emanoel dos Santos Matos Universidade Federal do Amazonas / Mestrado Profissional em Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia para a Inovação
  • Dalton Chaves Vilela Junior Universidade Federal do Amazonas / Faculdade de Estudos Sociais / PROFNIT
  • Rosa Maria Nascimento dos Santos Universidade do Estado do Amazonas / PROFNIT

DOI:

https://doi.org/10.9771/cp.v13i1.32775

Palavras-chave:

Política de Inovação, Propriedade Intelectual, Pesquisa tecnológica.

Resumo

O objetivo deste artigo é verificar as principais ações que a Universidade Federal do Amazonas vem desenvolvendo para cumprir o disposto em sua Política de Inovação, como os recursos estão sendo aplicados nas pesquisas tecnológicas e os resultados com potencial em Propriedade Intelectual, observando a evolução dos depósitos e registros nos anos de 2014 a 2018. Foram analisados os Relatórios de Gestão da Universidade desse período e as fontes complementares. A metodologia aplicada foi a quali-quantitativa, além de pesquisa documental e bibliográfica, na qual se buscou analisar os dados dos Relatórios e confrontá-los com a Política de Inovação. Verificou-se que a Universidade está empenhada em cumprir as indicações de sua Política de Inovação, gerenciando os recursos recebidos para pesquisas tecnológicas e promovendo a proteção de seu ativo intangível.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lúcia Martins Pereira de Oliveira, Universidade Federal do Amazonas / Mestrado Profissional em Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia para a Inovação

Cursando Mestrado Profissional em Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia para a Inovação. Possui Especialização em Gestão Pública (2012), Especialização em Desenvolvimento Regional na área de População (2007) e Graduação em Biblioteconomia pela Universidade Federal do Amazonas (2001). Experiência profissional com ênfase em Biblioteconomia, atuando principalmente nos seguinte tema: Bibliotecas Universitárias e Inovação.

Marcel Mendes de Souza, Universidade Federal do Amazonas / Mestrado Profissional em Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia para a Inovação

Graduado em Engenharia de Produção pela Universidade do Estado do Amazonas, especialista em Engenharia da Qualidade pela Fundação Centro de Análise Pesquisa e Inovação, cursando Mestrado Profissional em Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia para a Inovação.
Atuou como Agente Local de Inovação como bolsista pelo CNPq.

Emanoel dos Santos Matos, Universidade Federal do Amazonas / Mestrado Profissional em Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia para a Inovação

Possui graduação em Administração pela UFAM (2018). Mestrando em Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia para a Inovação - UFAM. Atualmente é militar do Ministério da Defesa - Comando da Marinha. Tem experiência na área de Administração, com ênfase em Administração Pública, atuando principalmente nos seguintes temas: tecnologia, inovação e criatividade.

Dalton Chaves Vilela Junior, Universidade Federal do Amazonas / Faculdade de Estudos Sociais / PROFNIT

Possui graduação em Ciências da Computação pela Universidade de São Paulo (1991), mestrado em Administração pela Universidade Federal de Santa Catarina (2002) e doutorado em Administração pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2010) com período de sanduíche na Euromed École de Management em Marseille-França. É professor Adjunto da UFAM - Universidade Federal do Amazonas. Atuou na Secretaria Executiva da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação como Chefe do Departamento de Apoio à Inovação, Secretário Executivo Adjunto e Secretário Executivo. Trabalhou na FUCAPI onde atuou como líder de projetos e coordenou o CETEC - Centro de Desenvolvimento Tecnológico - gerenciando o portfólio de projetos nas áreas de software, automação, engenharia e desenvolvimento sustentável, além de coordenar setores de laudos técnicos e laboratórios. Tem experiência na área de Administração, com ênfase em Gestão da tecnologia e inovação, Gestão de Projetos e Sistemas de Informação atuando principalmente nos seguintes temas: gestão da inovação, gerenciamento de projetos, gestão do conhecimento, desenvolvimento regional, clusters industriais e qualidade de software.

Rosa Maria Nascimento dos Santos, Universidade do Estado do Amazonas / PROFNIT

Possui graduação em Meteorologia pela Universidade Federal de Alagoas (1995), mestrado em Agronomia (Física do Ambiente Agrícola) pela Universidade de São Paulo (1998) e doutorado em Meteorologia pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (2005). Entre maio de 2005 e julho de 2006 realizou pesquisa em nível de pós­doutorado no programa de pós­graduação em Meteorologia Agrícola, Depto. de Engenharia Agrícola, na Universidade Federal de Viçosa. E entre 2007 e 2008, trabalhou como coordenadora de projeto DCR, no INPA/LBA. Atualmente é professora do Curso de Meteorologia da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) e desenvolve projetos de pesquisa em parceria com o INPA, UFAM, INPE, CTA, dentre outros. Tem experiência na área de Geociências, com ênfase em Meteorologia e Agrometeorologia, atuando principalmente nos seguintes temas: Camada Limite Atmosférica (parte experimental e modelagem), interação biosfera­atmosfera e modelagem de sistemas agroflorestais, e Clima.

Referências

ALVES, L. B. Análise contábil da adoção do plano interno no Âmbito das IFES: percepções dos gestores sobre a Portaria MEC/01-09. Pernambuco: UFPE, 2010. Disponível em: http://repositorio.ufpe.br/bitstream/handle/123456789/5121/arquivo324_1.pdf?sequece=1. Acesso em: 7 jun. 2019.

BARBOSA, A. M. A. et al. Um panorama do desempenho em inovação no Brasil e a busca por boas práticas de gestão na Transferência de Tecnologia (TT) nas instituições de Ciência e Tecnologia (ICT) do Brasil. Cadernos de Prospecção, Salvador: UFBA, v. 12. n. 3. p. 504-522, 2019. Disponível em: https://portalseer.ufba.br/index.php/nit/article/view/27256/17924. Acesso em: 21 nov. 2019.

BRASIL. Estratégia Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação 2016-2022: Sumário Executivo. Brasília, DF: Centro de Gestão e Estudos Estratégicos, 2018. Disponível em: https://portal.insa.gov.br/images/documentos-oficiais/ENCTI-MCTIC-2016-2022.pdf. Acesso em: 25 nov. 2019.

BRASIL. Lei n. 9.279 de 14 de maio de 1996. Regula direitos e obrigações relativos à propriedade industrial. Diário Oficial da União, DF, 15 de maio de 1996. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9279.htm. Acesso em: 12 jun. 2019.

BRASIL. Lei n. 10.973, de 2 de dezembro de 2004. Dispões sobre os incentivos à inovação e à pesquisa científica e tecnológica no ambiente produtivo e dá outras providências. Diário Oficial da União, DF, 2 de dezembro de 2004. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2004/lei/l10.973.htm. Acesso em: 14 de jun. 2019.

BRASIL. Lei n. 13.243, de 11 de janeiro de 2016. Dispões sobre estímulos ao desenvolvimento científico, à pesquisa, à capacitação científica e tecnológica e à inovação e altera a Lei no 10.973, de 2 de dezembro de 2004, a Lei no 6.815, de 19 de agosto de 1980, a Lei no 8.666, de 21 de junho de 1993, a Lei no 12.462, de 4 de agosto de 2011, a Lei no 8.745, de 9 de dezembro de 1993, a Lei no 8.958, de 20 de dezembro de 1994, a Lei no 8.010, de 29 de março de 1990, a Lei no 8.032, de 12 de abril de 1990, e a Lei no 12.772, de 28 de dezembro de 2012, nos termos da Emenda Constitucional no 85, de 26 de fevereiro de 2015. Diário Oficial da União, DF, 11 de janeiro de 2016. http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2016/Lei/L13243.htm. Acesso em: 14 de jun. 2019.

BRASIL. Orçamentos da União exercício financeiro 2015: projeto de lei orçamentária. Brasília, 2014. Disponível em: http://www.planejamento.gov.br/assuntos/orcamento- 1/orcamentos-anuais/2015/orcamento-anual-de-2015. Acesso em: 11 jun. 2019.

BRASIL. Orçamentos da União exercício financeiro 2016: projeto de lei orçamentária. Brasília, 2015. Disponível em: http://www.planejamento.gov.br/assuntos/orcamento- 1/orcamentos-anuais/2016/orcamento-anual-de-2016. Acesso em: 11 jun. 2019.

BRASIL. Orçamentos da União exercício financeiro 2017: projeto de lei orçamentária. Brasília, 2016. Disponível em: http://www.planejamento.gov.br/assuntos/orcamento- 1/orcamentos-anuais/orcamento-anual-de-2017. Acesso em: 11 jun. 2019.

BRASIL. Orçamentos da União exercício financeiro 2018: projeto de lei orçamentária. Brasília, 2017. Disponível em: http://www.planejamento.gov.br/assuntos/orcamento- 1/orcamentos-anuais/orcamento-anual-de-2018. Acesso em: 11 jun. 2019.

BORGES, M. N. As Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa e o Desenvolvimento da Ciência, Tecnologia e Inovação no Brasil. Revista USP 89, São Paulo, mar.-maio, 2011. Disponível em: Disponível em: http://rusp.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S010399892011000200012&lng=pt&nrm=iso. Acesso em: 12 jun. 2019.

CARVALHO, D. Orçamento e Contabilidade Pública: teoria e prática e mais de 800 exercícios. Rio de Janeiro: Elsevier, 2010. Disponível em: https://books.google.com.br/books?id=mGSSk6Bf770C&pg=PP5&lpg=PP5&dq=CARVALHO,+DE.+Or%C3%A7amento+e+Contabilidade+P%C3%BAblica+:+teoria+e+pr%C3%A1tica+e+maisde+800+exerc%C3%ADcios.+Rio+de+Janeiro:+Elsevier,+2010&source=bl&ots=M0mzsnYNgO&ig=4IsAHcRtMYIJeJAjVUepnxlx5fw&hl=ptBR&sa=X&ved=0CDAQ6AEwA2oVChMIj4qlsaWVyAIVBISQCh1_ZgO_#v=onepage&q=CARVALHO%2C%20DE.%20Or%C3%A7amento%20e%20Contabilidade%20P%C3%BAblica%20%3A%20teoria%20e%20pr%C3%A1tica%20e%20mais%20de%20800%20exerc%C3%ADcios.%20Rio%20de%20Janeiro%3A%20Elsevier%2C%202010&f=false. Acesso em: 23 maio 2019.

CAVALCANTE, L. R. Políticas de Ciência, Tecnologia e Inovação no Brasil: uma análise com base nos indicadores agregados. Brasília: IPEA, 2009. Disponível em: http://repositorio.ipea.gov.br/. Acesso em: 15 jun. 2019.

DAGNINO, R.; GOMES, E. A relação universidade-empresa: comentários sobre um caso atípico. Revista Gestão & Produção, São Carlos, v. 10, n. 3, dezembro, 2003. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104530X2003000300005&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 9 maio 2019.

DIEESE. Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos. Política de Desenvolvimento Produtivo Nova Política Industrial do Governo: Dados de 2008. n. 67, maio 2008. Disponível em: https://www.dieese.org.br/notatecnica/2008/notaTec67PoliticaDesenvolvimento.pdf. Acesso em: 12 jun. 2019.

FERRARESI, A. L. Sugerindo estratégias de gerência para IFES. III Colóquio internacional sobre Géstion Universitaria em América del Sur. Buenos Aires: maio, 2003. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/xmlui/bitstream/handle/123456789/116250/FERRARESI.pdf?seq uence=1&isAllowe d=y. Acesso em: 10 jun. 2019.

FREEMAN, C. The economics of innovation. Aldershot: Edward Elgar Publishing, 1990. Disponível em: https://econpapers.repec.org/bookchap/elgeebook/550.htm. Acesso em: 3 jun. 2019.

GRUPP, H. Foundations of the economics of innovation. Theory, measurement and practice. Massachusetts: Edward Elgar Publishing, 1998. Disponível em: https://ideas.repec.org/b/elg/eebook/1390.html. Acesso em: 21 jun. 2019.

INEP – INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA. Censo da Educação Superior 2017. Brasília: INEP, setembro 2017. Disponível em: http://portal.inep.gov.br/visualizar/-/asset_publisher/6AhJ/content/matriculas-no-ensino- superior-crescem-38. Acesso em: 30 maio 2019.

INPI – INSTITUTO NACIONAL DA PROPRIEDADE INDUSTRIAL. Pesquisa em Propriedade Industrial. [2019]. Disponível em: https://gru.inpi.gov.br/pePI/servlet/LoginController?action=login. Acesso em: 18 jun. 2019.

MAÑAS, A. V. Gestão de tecnologia e inovação. São Paulo: Érica, 2001.

MENEZES, Ebenezer Takuno de; SANTOS, Thais Helena dos. Gestão Escolar. São Paulo: Midiamix Editora, 2002.

PIRES, V. Orçamento participativo: o que é, para que serve, como se faz. Barueri: Manole, 2001. Disponível em: https://books.google.com.br/books?hl=ptBR&lr=&id=JOZRB5ucSLgC&oi=fnd&pg=PR9&dq=conceito+de+or%C3%A7amento+p%C3%BAblico&ots=eIJkR9mHp2&sig=s1lDaQ8WqejQO6Ryzd47NW1I5L0#v=onepage&q=conceito%20de%20or%C3%A7amento %20p%C3%BAblico&f=false. Acesso em: 26 maio 2019.

POHLMANN, J. R. et al. Análise do Processo de Transferência de Tecnologia de uma Universidade sob a Ótica dos Sistemas Lean. Cadernos de Prospecção, Salvador: UFBA, v. 11. n. 5. p. 1.239-1.255, 2018. Disponível em: https://portalseer.ufba.br/index.php/nit/article/view/26980/AN%C3%81LISE%20DO%20PROCESSO%20DE%20TRANSFER%C3%8ANCIA%20DE%20TECNOLOGIA%20DE%20UMA%20UNIVERSIDADE%20SOB%20A%20%C3%93TICA%20DOS%20SISTEMAS%20LEAN. Acesso em: 21 nov. 2019.

PRODANOV C. C.; FREITAS, E. C. Metodologia do trabalho Científico: métodos e técnicas da pesquisa e do trabalho acadêmico. 2. ed. Novo Hamburgo: Feevale, 2013. Disponível em: http://www.feevale.br/Comum/midias/8807f05a-14d0-4d5b-b1ad-1538f3aef538/E book%20Metodologia%20do%20Trabalho%20Cientifico.pdf. Acesso em: 10 de jun. 2019.

REIS, D. R. Gestão da inovação tecnológica. São Paulo: Manole Ltda., 2004.

STOKES, D. O Quadrante de Pasteur: a ciência básica e a inovação tecnológica. 2. ed. Campinas: Unicamp, 2005. Disponível em: https://bibliotecadigital.butantan.gov.br/arquivos/29/PDF/v5n2a08.pdf. Acesso em: 12 de jun. 2019.

SUZIGAN, W.; ALBUQUERQUE, E. M.; CARIO, S. A. F. Em busca da inovação: interação universidade-empresa no Brasil. Belo Horizonte: Autêntica, 2011.

UFAM – UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS. Estatuto da Universidade do Amazonas. Manaus: UFAM, 1998. Disponível em: http://edoc.ufam.edu.br/bitstream/123456789/996/1/ESTATUTO%20DA%20UFAM.pdf. Acesso em: 18 jun. 2019.

UFAM – UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS. Pró-Reitoria de Ensino de Graduação. Cursos de Graduação da UFAM. [2019a]. Disponível em: https://proeg.ufam.edu.br/2013-10-27-00-11-6.html. Acesso em: 18 jun. 2019.

UFAM – UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS. Pró-Reitoria de Inovação Tecnológica. Política de Inovação. Manaus: UFAM, 2011. Disponível em: http://edoc.ufam.edu.br/bitstream/123456789/1245/1/res0092011sun_NIT%20_Revoga%20 res.%200702007sun_.pdf. Acesso em: 25 jun. 2019.

UFAM – UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS. Pró-Reitoria de Inovação Tecnológica. Política de Inovação: Portfólio. [2019b]. Disponível em: https://www.protec.ufam.edu.br/. Acesso em: 18 jun. 2019.

UFAM – UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS. Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação. Portal PROPESP. [2019c]. Disponível em: UFAM – UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS https://www.propesp.ufam.edu.br/. Acesso em 18 jun. 2019.

UFAM – UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS. Pró-Reitoria de Planejamento e Desenvolvimento Institucional. Departamento de Planejamento Institucional. Relatório de Gestão 2014. Disponível em: https://drive.google.com/file/d/1_VZJVstGLj7WWJD86KZpYOg8KRaR28jZ/view. Acesso em 14 jun. 2019.

UFAM – UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS. Pró-Reitoria de Planejamento e Desenvolvimento Institucional. Departamento de Planejamento Institucional. Relatório de Gestão 2015. Disponível em: https://drive.google.com/file/d/10QyV0vmzQ8-OTPaq7JcB-Efs0LcN1mFC/view. Acesso em: 14 jun. 2019.

UFAM – UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS. Pró-Reitoria de Planejamento e Desenvolvimento Institucional. Departamento de Planejamento Institucional. Relatório de Gestão 2016. Disponível em: https://drive.google.com/file/d/1NKrSZ6dHTAvjC9xuytbVTXxWJCgFiYZQ/view. Acesso em: 14 jun. 2019.

UFAM – UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS. Pró-Reitoria de Planejamento e Desenvolvimento Institucional. Departamento de Planejamento Institucional. Relatório de Gestão 2017. Disponível em: https://drive.google.com/file/d/1E-IZzFCsdqOv7_Jg-sBvR3hRT1QXUrUV/view. Acesso em: 14 jun. 2019.

UFAM – UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS. Pró-Reitoria de Planejamento e Desenvolvimento Institucional. Departamento de Planejamento Institucional. Relatório de Gestão 2018. Disponível em: https://drive.google.com/file/d/1vbKPzpEkIwMyKyTHY6sy1dOnVsBszzXV/view. Acesso em: 14 jun. 2019.

VERGARA, Sylvia Constant. Projetos e relatórios de pesquisa em administração. 15. ed. São Paulo: Atlas, 2014. Disponível em: https://pt.slideshare.net/MentesEmRede/130890210-vergarasylviaconstantprojetoserelatoriosdepesquisaemadministracao. Acesso em: 25 nov. 2019.

Downloads

Publicado

2020-03-27

Como Citar

Oliveira, L. M. P. de, Souza, M. M. de, Matos, E. dos S., Vilela Junior, D. C., & Santos, R. M. N. dos. (2020). A Política de Inovação e sua Aplicação na Universidade Federal do Amazonas. Cadernos De Prospecção, 13(1), 49. https://doi.org/10.9771/cp.v13i1.32775

Edição

Seção

Propriedade Intelectual, Inovação e Desenvolvimento