EMBRAPA: reestruturando-se para ampliar sua contribuição para a inovação no setor agropecuário brasileiro

Autores

  • Luís Carlos Stutz Embrapa Soja / UEM
  • Marcelo Farid Pereira Universidade Estadual de Maringá - UEM

DOI:

https://doi.org/10.9771/cp.v12i4.32773

Palavras-chave:

Inovação. Transferência de Tecnologia. Núcleo de Inovação Tecnológica.

Resumo

Países nos quais governo, empresas e instituições de pesquisa tratam a inovação como prioridade têm experimentado níveis expressivos de desenvolvimento econômico. A Embrapa foi criada com a missão de viabilizar o crescimento da agropecuária brasileira por meio da pesquisa e da inovação, transformando os conhecimentos gerados em tecnologias para o produtor rural. Os resultados da produção agrícola nacional demonstram o cumprimento de sua função, mas a empresa precisa se amoldar à nova realidade em que são exigidos processos contínuos de inovação. O presente trabalho foi desenvolvido com objetivo de demonstrar o que a empresa tem feito para a manutenção de sua relevância para o Brasil. A metodologia compreendeu uma revisão de literatura e a avaliação de documentos. Como resultado, verificou-se que a empresa está implantando um Macroprocesso de Inovação, que reestruturou seu processo de pesquisa para fortalecer as fases de transferência de tecnologias, de monitoramento e de avaliação de seus impactos

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luís Carlos Stutz, Embrapa Soja / UEM

Analista no Setor de Prospecção e Avaliação de Tecnologias da Embrapa Soja e Aluno do Programa de Pós-Graduação - Mestrado em Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia para a Inovação - PROFNIT, Polo UEM.

Marcelo Farid Pereira, Universidade Estadual de Maringá - UEM

Professor nas áreas de Análise de Investimentos e Habitats de Inovação da UEM e do Programa de Pós-Graduação - Mestrado em Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia para a Inovação - PROFNIT, Polo UEM.

Referências

ALVES, E. Embrapa: um caso bem-sucedido de inovação institucional. Revista de Política Agrícola, Brasília, DF, ano 19, p. 65-73, jul. 2010. Edição especial. Disponível em: https://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/80777/1/Embrapa-um-caso-bem-sucedido.pdf. Acesso em: 31 maio 2019.

BRASIL. [Constituição de 1988]. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Presidência da República, [2016]. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm. Acesso em: 22 jul. 2019.

BRASIL. Emenda Constitucional n. 85, de 26 de fevereiro de 2015. Altera e adiciona dispositivos na Constituição Federal para atualizar o tratamento das atividades de ciência, tecnologia e inovação. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/Emendas/Emc/emc85.htm. Acesso em: 21 jul. 2019.

BRASIL. Lei n. 9.279, de 14 de maio de 1996. Regula direitos e obrigações relativos à propriedade industrial. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L9279.htm . Acesso em: 25 mar. 2019.

BRASIL. Lei n. 9.456, de 25 de abril de 1997. Institui a Lei de Proteção de Cultivares e dá outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/L9456.htm. Acesso em: 20 jul. 2019.

BRASIL. Lei n. 9.609, de 19 de fevereiro de 1998. Dispõe sobre a proteção da propriedade intelectual de programa de computador, sua comercialização no País, e dá outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9609.htm. Acesso em: 20 jul. 2019.

BRASIL. Lei n. 9.610, de 19 de fevereiro de 1998. Altera, atualiza e consolida a legislação sobre direitos autorais e dá outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9610.htm. Acesso em: 20 jul. 2019.

BRASIL. Lei n. 10.973, de 2 de dezembro de 2004. Dispõe sobre incentivos à inovação e à pesquisa científica e tecnológica no ambiente produtivo e dá outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2004/lei/l10.973.htm. Acesso em: 26 jul. 2019.

BRASIL. Lei n. 13.123, de 20 de maio de 2015. Regulamenta o inciso II do § 1º e o § 4º do art. 225 da Constituição Federal, o Artigo 1, a alínea j do Artigo 8, a alínea c do Artigo 10, o Artigo 15 e os §§ 3º e 4º do Artigo 16 da Convenção sobre Diversidade Biológica, promulgada pelo Decreto nº 2.519, de 16 de março de 1998; dispõe sobre o acesso ao patrimônio genético, sobre a proteção e o acesso ao conhecimento tradicional associado e sobre a repartição de benefícios para conservação e uso sustentável da biodiversidade; revoga a Medida Provisória nº 2.186-16, de 23 de agosto de 2001; e dá outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2015/lei/l13123.htm. Acesso em: 21 jul. 2019.

BRASIL. Lei n. 13.243, de 11 de janeiro de 2016. Dispõe sobre estímulos ao desenvolvimento científico, à pesquisa, à capacitação científica e tecnológica e à inovação e altera a Lei n. 10.973, de 2 de dezembro de 2004, a Lei n. 6.815, de 19 de agosto de 1980, a Lei n. 8.666, de 21 de junho de 1993, a Lei nº 12.462, de 4 de agosto de 2011, a Lei nº 8.745, de 9 de dezembro de 1993, a Lei n. 8.958, de 20 de dezembro de 1994, a Lei n. 8.010, de 29 de março de 1990, a Lei n. 8.032, de 12 de abril de 1990, e a Lei n. 12.772, de 28 de dezembro de 2012, nos termos da Emenda Constitucional n. 85, de 26 de fevereiro de 2015. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2016/Lei/L13243.htm. Acesso em: 26 jul. 2019.

BRASIL. Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações. Secretaria de Empreendedorismo e Inovação. Política de propriedade intelectual das instituições científicas, tecnológicas e de inovação do Brasil: relatório FORMICT 2017. Brasília, DF, 2019. 59 p. Disponível em: https://www.mctic.gov.br/mctic/export/sites/institucional/tecnologia/propriedade_intelectual/arquivos/Relatorio-Consolidado-Ano-Base-2017.pdf. Acesso em: 16 jul. 2019.

CARVALHO, F. C. A. Gestão do conhecimento: o caso de uma empresa de alta tecnologia. 2000. 115 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção) – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2000. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/xmlui/bitstream/handle/123456789/78363/153139.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em: 31 jul. 2019.

CHESBROUGH, H. W. Open innovation: the new imperative for creating and profiting from technology. Harvard Business School Press, Boston, 2003. 272 p.

CORREIA, A. M. M.; GOMES, M. L. B. Habitat de inovação PAQTCPB: identificando ações de sucesso. Gestão & Sociedade Revista Eletrônica, Belo Horizonte, v. 4, n. 8, p. 591-618, maio/ago. 2010. Disponível em: https://www.gestaoesociedade.org/gestaoesociedade/article/view/897/814. Acesso em: 22 abr. 2019.

DRUCKER, P. Inovação e espírito empreendedor (Entrepreneurship): prática e princípios. São Paulo: Thomson Pioneira, 1986. 378 p.

EHLERS, A. C. S. T.; TEIXEIRA, C. S. Pontes entre a tríplice hélice e a inovação. Revista Via, Florianópolis, ano 2, n. 3, p. 5-7, dez. 2017. Disponível em: http://via.ufsc.br/wp-content/uploads/2017/12/revistaVIA-3ed.pdf. Acesso em: 21 jun. 2019.

EMBRAPA. Aprova a Norma n. 037.005.001.012, intitulada "Política de Inovação da Embrapa", integrante do Manual de Normas da Embrapa. Resolução do CONSAD n. 179, de 17 dez. 2018. 2019c. Boletim de Comunicações Administrativas, Brasília, DF, ano 45, n. 2, p. 6, jan. 2019.

EMBRAPA. Deliberação n. 1, de 30 jan. 2018. Aprova o Regimento que estabelece as finalidades, a estrutura organizacional, as competências e as atribuições das Secretarias da Embrapa. Boletim de Comunicações Administrativas, Brasília, DF, ano 44, n. 8, p. 6-7, fev. 2018a.

EMBRAPA. Embrapa chega aos 46 anos pronta para novos desafios. 2019a. Disponível em: https://www.embrapa.br/busca-de-noticias/-/noticia/42742148/embrapa-chega-aos-46-anos-pronta-para-novos-desafios. Acesso em: 1º ago. 2019.

EMBRAPA. Inovação está no DNA da Embrapa: a gente faz ciência que transforma. 2019d. Disponível em: https://www.embrapa.br/group/intranet/macroprocesso-de-inovacao/. Acesso em: 2 jul. 2019.

EMBRAPA. Secretaria de Desenvolvimento Institucional. Balanço Social 2018. Brasília, DF, 2019b. 61 p. Disponível em: https://bs.sede.embrapa.br/2018/balsoc18.html. Acesso em: 23 jul. 2019.

EMBRAPA. Secretaria de Desenvolvimento Institucional. Macroprocesso de Inovação da Embrapa. Documento Orientador. Brasília, DF: SDI; SPD; SIN, 2018. 10 p.

EMBRAPA. Secretaria de Gestão e Desenvolvimento Institucional. VI Plano Diretor da Embrapa 2014-2034. Brasília, DF, 2015. 24 p. Disponível em: http://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/130562/1/Plano-Diretor-da-Embrapa-2014-2034.pdf. Acesso em: 28 abr. 2019.

EMBRAPA. Secretaria Geral. Gerência de Comunicação. Embrapa em números. Brasília, DF, 2018c. 134 p. Disponível em: https://www.embrapa.br/documents/10180/1600893/Embrapa+em+N%C3%BAmeros/7624614b-ff8c-40c0-a87f-c9f00cd0a832. Acesso em: 31 ago. 2019.

ETZKOWITZ, H.; LEYDESDORFF, L. The dynamics of innovation: from national systems and “Mode 2” to a Triple Helix of university-industry-government relations. Research Policy, [S.l.], v. 29, n. 2, p. 109-123, feb. 2000. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/222547985_The_Dynamics_of_Innovation_From_National_Systems_and_Mode_2_to_a_Triple_Helix_of_University-Industry-Government_Relations. Acesso em: 31 jul. 2019.

FERREIRA, M. C. Z.; TEIXEIRA, C. S. Os Núcleos de Inovação Tecnológica no Brasil. In: DEPINÉ, A.; TEIXEIRA, C. S. (org.). Habitats de Inovação: conceito e prática. São Paulo: Perse, 2018. p. 151-176. Disponível em: http://via.ufsc.br/wp-content/uploads/2018/05/HABITATS-DE-INOVACAO-conceito-e-pratica.pdf. Acesso em: data.

GOMES, R. A. O. S.; TEIXEIRA, C. S. As tipologias de habitats de inovação: uma análise da legislação vigente do sul do Brasil sob luz do novo marco legal de ciência, tecnologia e inovação. Revista Eletrônica do Alto do Vale do Itajaí - REAVI, Itajaí, v. 7, n. 11, p. 1-9, dez. 2018. Disponível em: http://via.ufsc.br/wp-content/uploads/2018/12/14312-49109-1-PB.pdf. Acesso em: 27 abr. 2019.

LUZ, A. A. et al. Habitats de inovação e a sinergia do potencial acadêmico, tecnológico e inventivo em Ponta Grossa, Paraná, Brasil. Revista Espacios, Caracas, v. 35, n. 6, p. 1-15, 2014. Disponível em: https://www.revistaespacios.com/a14v35n06/14350601.html. Acesso em: 12 jun. 2019.

MANSANO, F. H.; PEREIRA, M. F. Business incubators as support mechanisms for the economic development: case of Maringá’s Technology Incubator. International Journal of Innovation Journal, São Paulo, SP, v. 4, n. 1, p. 23-32, Jan./Jun. 2016. Disponível em: http://www.journaliji.org/index.php/iji/article/view/51. Acesso em: 28 abr. 2019.

OCDE – ORGANIZAÇÃO PARA A COOPERAÇÃO E DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO. Manual de Oslo: diretrizes para coleta e interpretação de dados sobre inovação. 3. ed. Paris: OCDE, 2005. 184 p.

PAULA, R. M. et al. Aplicação do modelo hélice tríplice para incentivar o processo de inovação: a experiência da empresa Prática Produtos S/A. In: CONGRESSO LATINO-IBEROAMERICANO DE GESTÃO TECNOLÓGICA, 15., 2013, Cartagena. Novas condições e espaços para o desenvolvimento científico, tecnológico e industrial e a cooperação internacional: anais. Cartagena: ALTEC, 2013. 13 p. Disponível em: http://www.altec2013.org/programme_pdf/1236.pdf. Acesso em: 30 abr. 2019.

PIETROVSKI, E. F. et al. Habitats de inovação tecnológica. In: Congresso de Pesquisa e Inovação da Rede Norte Nordeste de Educação Tecnológica. 5. 2010. Maceió. Anais [...] Maceió: 2010. Disponível em: http://connepi.ifal.edu.br /ocs/anais/. Acesso em: 15 jun. 2019.

SANTOS, D. A. Cooperação tecnológica universidade-empresa-governo: um estudo de casos múltiplos da Universidade Federal de Sergipe. 2011. 161 f. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Regional e Gestão de Empreendimentos Locais) – Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, 2011. Disponível em: https://ri.ufs.br/bitstream/riufs/4530/1/DANIELLE_ANDRADE_SANTOS.pdf. Acesso em: 15 jun. 2019.

SCHUMPETER, J. A. Teoria do desenvolvimento econômico. São Paulo: Nova Cultural, 1997. 239 p.

TEIXEIRA, C. S. et al. Habitats de inovação: alinhamento conceitual. Florianópolis: Perse, 2016. 10 p. E-book. Disponível em: https://correio.embrapa.br/service/home/~/xE-book_Habitats%20de%20inovacao%20-%20alinhamento%20conc.pdf?auth=co&loc=pt_BR&id=102131&part=2. Acesso em: 24 jul. 2019.

TEIXEIRA, C. S. et al. Ecossistema de inovação: alinhamento conceitual. Florianópolis: Perse. 24 p. 2017. E-book. Disponível em: http://via.ufsc.br/wp-content/uploads/2017/07/e-book-Ecossistemadeinovacao.pdf. Acesso em: 20 maio 2019.

Downloads

Publicado

2019-12-28

Como Citar

Stutz, L. C., & Pereira, M. F. (2019). EMBRAPA: reestruturando-se para ampliar sua contribuição para a inovação no setor agropecuário brasileiro. Cadernos De Prospecção, 12(4), 766. https://doi.org/10.9771/cp.v12i4.32773

Edição

Seção

Propriedade Intelectual, Inovação e Desenvolvimento