Prospecção Científica e Tecnológica do Gênero Pilocarpus Vahl

Autores

  • Cleiton Barroso Bittencourt Mestrando (a) do Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia – PPGBIOTEC, Universidade Federal do Piauí – UFPI – Parnaíba/PI – Brasil. Endereço profissional: Universidade Federal do Piauí, Campus de Parnaíba, Av. São Sebastião 2819, 64202-020 Parnaíba, PI, Brasil.
  • Maria Gracelia Paiva Nascimento Doutoranda pelo Pós-Graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente - PRODEMA, Universidade Federal do Piauí – UFPI – Teresina/PI – Brasil.
  • Jéssica Cristina Moraes de Araújo Mestrando (a) do Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia – PPGBIOTEC, Universidade Federal do Piauí – UFPI – Parnaíba/PI – Brasil. Endereço profissional: Universidade Federal do Piauí, Campus de Parnaíba, Av. São Sebastião 2819, 64202-020 Parnaíba, PI, Brasil.
  • Davi Nascimento Costa Discente do Curso de Licenciatura em Ciências Biológicas - Universidade Federal do Piauí - UFPI - Parnaíba/PI - Brasil. Endereço profissional: Universidade Federal do Piauí, Campus de Parnaíba, Av. São Sebastião 2819, 64202-020 Parnaíba, PI, Brasil.
  • Juelina Oliveira dos Santos Técnica de Laboratório - Universidade Federal do Piauí - UFPI - Parnaíba/PI - Brasil. Endereço profissional: Universidade Federal do Piauí, Campus de Parnaíba, Av. São Sebastião 2819, 64202-020 Parnaíba, PI, Brasil.
  • Ivanilza Moreira de Andrade Professora do Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia – PPGBIOTEC, Universidade Federal do Piauí – UFPI – Parnaíba/PI – Brasil. Endereço profissional: Universidade Federal do Piauí, Campus de Parnaíba, Av. São Sebastião 2819, 64202-020 Parnaíba, PI, Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.9771/cp.v13i4.29538

Palavras-chave:

Biotecnologia, Pilocarpus, Jaborandi

Resumo

Pilocarpus Vahl é um gênero de espécies arbustivas e arbóreas com centro de diversidade localizado no Brasil, onde apresenta um histórico marcante de utilização médica. Objetivou-se realizar uma prospecção tecnológica e científica em bases de dados nacionais e internacionais sobre Pilocarpus. A metodologia consistiu na busca no título/resumo dos termos “Pilocarpus” e individualmente as espécies em documentos publicados. Os pedidos de depósitos de patentes tiveram início em 1910 com o maior número de publicações na década de 1990. O Japão e o Brasil lideram a produção tecnológica, incluída, majoritariamente, na subclasse A61K. As espécies Pilocarpus microphyllus e Pilocarpus jaborandi são as mais estudadas e os artigos são direcionados, principalmente, para atividades citotóxicas e antibacteriana. Os dados de distribuição e vulnerabilidade são escassos. Conclui-se que o gênero Pilocarpus é fonte de diversas pesquisas na área médica e o Brasil apresenta grande potencial biotecnológico com a utilização grupo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cleiton Barroso Bittencourt, Mestrando (a) do Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia – PPGBIOTEC, Universidade Federal do Piauí – UFPI – Parnaíba/PI – Brasil. Endereço profissional: Universidade Federal do Piauí, Campus de Parnaíba, Av. São Sebastião 2819, 64202-020 Parnaíba, PI, Brasil.

Graduado em Ciências Biologicas - Universidade Federal do Piauí – UFPI – Parnaíba/PI – Brasil.


Mestrando pelo Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia – PPGBIOTEC, Universidade Federal do Piauí – UFPI – Parnaíba/PI – Brasil.

 

Maria Gracelia Paiva Nascimento, Doutoranda pelo Pós-Graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente - PRODEMA, Universidade Federal do Piauí – UFPI – Teresina/PI – Brasil.

Graduada em Ciências Biologicas - - Universidade Federal do Piauí – UFPI – Parnaíba/PI – Brasil. Mestrado em desenvolvimento e Meio ambiente - PRODEMA, Universidade Federal do Piauí – UFPI – Teresina/PI – Brasil. Doutoranda pelo Pós-Graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente - PRODEMA, Universidade Federal do Piauí – UFPI – Teresina/PI – Brasil.

Jéssica Cristina Moraes de Araújo, Mestrando (a) do Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia – PPGBIOTEC, Universidade Federal do Piauí – UFPI – Parnaíba/PI – Brasil. Endereço profissional: Universidade Federal do Piauí, Campus de Parnaíba, Av. São Sebastião 2819, 64202-020 Parnaíba, PI, Brasil.

Graduada em Ciências Biologicas  pela Universidade Federal do Piauí - UFPI.

Mestranda pelo Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia – PPGBIOTEC, Universidade Federal do Piauí – UFPI – Parnaíba/PI – Brasil.

Juelina Oliveira dos Santos, Técnica de Laboratório - Universidade Federal do Piauí - UFPI - Parnaíba/PI - Brasil. Endereço profissional: Universidade Federal do Piauí, Campus de Parnaíba, Av. São Sebastião 2819, 64202-020 Parnaíba, PI, Brasil.

Graduada em Ciências Biológicas - Universidade Federal do Piauí - UFPI - Parnaíba/PI - Brasil.

Mestrado em Biotecnologia pelo programa de Pós-Graduação em Biotecnologia – PPGBIOTEC, Universidade Federal do Piauí – UFPI – Parnaíba/PI – Brasil.

Ivanilza Moreira de Andrade, Professora do Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia – PPGBIOTEC, Universidade Federal do Piauí – UFPI – Parnaíba/PI – Brasil. Endereço profissional: Universidade Federal do Piauí, Campus de Parnaíba, Av. São Sebastião 2819, 64202-020 Parnaíba, PI, Brasil.

Mestrado em Biologia Vegetal - Universidade Federal de Pernambuco - UFPE.

Doutorado pela Universidade Estadual de Feira de Santana - UEFS.

Docente do Curso de Licenciatura em Ciências Biológicas - Universidade Federal do Piauí – UFPI – Parnaíba/PI – Brasil.

Docente do Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia – PPGBIOTEC, Universidade Federal do Piauí – UFPI – Parnaíba/PI – Brasil.

Referências

ABREU, Ilka N. et al. Metabolic alterations in different developmental stages of Pilocarpus microphyllus. Planta Médica, [S.l.], v. 77, n. 3, p. 293-300, 2011.

ALIYA, Sheik; DEVI, Yalavarthy Prameela; UMA, Adepelly. Plants as potential resources of anticancer drugs. Current Trends in Biotechnology and Pharmacy, [S.l.], v. 10, p. 92-107, 2016.

AMARO-LUIS, Juan M. et al. New coumarins from Pilocarpus goudotianus. Planta Médica, [S.l.], v. 56, n. 3, p. 304-306, 1990.

AMPARO, Keize Katiane dos Santos; RIBEIRO, Maria do Carmo Oliveira; GUARIEIRO, Lilian Lefol Nani. Estudo de caso utilizando mapeamento de prospecção tecnológica como principal ferramenta de busca científica. Perspectivas em Ciência da Informação, [S.l.], v. 17, n. 4, p. 195-209, 2012.

ARARUNA, Mariana KA et al. Evaluation of antibiotic & antibiotic modifying activity of pilocarpine & rutin. The Indian Journal of Medical Research, [S.l.], v. 135, n. 2, p. 252, 2012.

ARRAES, Ronaldo de Albuquerque; MARIANO, Francisca Zilania; SIMONASSI, Andrei Gomes. Causas do desmatamento no Brasil e seu ordenamento no contexto mundial. Revista de Economia e Sociologia Rural, [S.l.], v. 50, n. 1, p. 119-140, 2012.

BANDEIRA, Ana Júlia; DEIMLING, Luis Irineu; GEORG-KRAEMER, Janaína Endres. Variabilidade genética do jaborandi (Pilocarpus pennatifolius Lemaire; Rutaceae) em populações naturais da região noroeste do Rio Grande do Sul. Revista de Iniciação Científica da ULBRA, [S.l.], n. 8, 2010.

BITTENCOURT, Cleiton Barroso et al. Prospecção tecnológica e científica do uso da pilocarpina no tratamento do glaucoma. Revista Interdisciplinar de Ciências Médicas, Teresina, anual, 2018a.

BITTENCOURT, Cleiton Barroso et al. Technological prospection of Alkaloids used as alternative route in cancer treatment. Revista GEINTEC-Gestão, Inovação e Tecnologias, [S.l.], v. 8, n. 4, p. 4.620-4.631, 2018b.

CALDEIRA, Cecilio Frois et al. Sustainability of Jaborandi in the eastern Brazilian Amazon. Perspectives in Ecology and Conservation, [S.l.], v. 15, n. 3, p. 161-171, 2017.

CAMPOS, S. C. et al. Toxicidade de espécies vegetais. Revista Brasileira de Plantas Medicinais, [S.l.], v. 18, n. 1, p. 373-382, 2016.

CARMO, Gabriele et al. Phytochemical and antimicrobial study of Pilocarpus pennatifolius Lemaire. Fitoterapia, [S.l.], v. 131, p. 1-8, 2018.

CASTRO, Karina Neoob de Carvalho et al. In vitro effects of Pilocarpus microphyllus extracts and pilocarpine hydrochloride on Rhipicephalus (Boophilus) microplus. Revista Brasileira de Parasitologia Veterinária, [S.l.], v. 25, n. 2, p. 248-253, 2016.

CNCFLORA. Pilocarpus. [2020]. Disponível em: http://cncflora.jbrj.gov.br/portal. Acesso em: 10 fev. 2020.

CRUZ, Maria João et al. Assessing biodiversity vulnerability to climate change: testing different methodologies for Portuguese herpetofauna. Regional Environmental Change, [S.l.], v. 16, n. 5, p. 1.293-1.304, 2016.

EPO – EROPEAN PATENT OFFICE. [2018]. Disponível em: https://worldwide.espacenet.com/advancedSearch?locale=en_EP. Acesso em: 10 feb. 2018.

FIORAVANTI, Carlos. A maior diversidade de plantas do mundo. Pesquisa FAPESP, São Paulo, n. 241, p. 42-47, 2016.

FLORA DO BRASIL 2020. Pilocarpus Vahl. [2020a]. Disponível em: http://floradobrasil.jbrj.gov.br/reflora/floradobrasil/FB866. Acesso em: 10 fev. 2020.

FLORA DO BRASIL 2020. Programa REFLORA. Jardim Botânico do Rio de Janeiro. [2020b]. Disponível em: http://floradobrasil.jbrj.gov.br. Acesso em: 15 fev. 2020

GUERREIRO, Gisleine et al. Sesquiterpenos do caule de Pilocarpus riedelianus e atividades sobre micro-organismos. Química Nova, [S.l.], v. 28, n. 6, p. 986-990, 2005.

GUIMARÃES, Maria A. et al. Epiisopilosine alkaloid has activity against Schistosoma mansoni in mice without acute toxicity. PloS One, [S.l.], v. 13, n. 5, p. e0196667, 2018.

INPI – INSTITUTO NACIONAL DA PROPRIEDADE INDUSTRIAL. Informação tecnológica: Busca de patentes. [2020]. Disponível em http://www.inpi.gov.br/menu-servicos/informacao/busca-de-patentes. Acesso em: 10 fev. 2020

IUCN – INTERNATIONAL UNION FOR CONSERVATION OF NATURE. IUCN red list categories and criteria. 2012. Disponível em: https://portals.iucn.org/library/sites/library/files/documents/RL-2001-001-2nd.pdf. Acesso em: 10 fev. 2020.

KALLUF, Lucyanna de J. H. Fitoterapia funcional: dos princípios ativos à prescrição de fitoterápicos. In: KALLUF, Lucyanna de J. H. Fitoterapia funcional: dos princípios ativos à prescrição de fitoterápicos. [S.l.]: [s.n.], 2008. p. 304-304.

KUPFER, David; TIGRE, Paulo Basto. Prospecção Tecnológica. In: CARUSO, L. A.; TIGRE, P. B. (org.). Modelo SENAI de prospecção: documento metodológico. Montevideo: OIT/CINTERFOR, 2004. p. 17-29.

KIM, Jung-Hoon et al. Camptothecin and topotecan inhibit adipocyte differentiation by inducing degradation of PPARγ. Biochemical and biophysical research communications, [S.l.], v. 463, n. 4, p. 1.122-1.128, 2015.

LIMA, David Fernandes et al. Prospecção Tecnológica do Jaborandi (Pilocarpus Microphyllus): espécie economicamente importante no Norte e Nordeste do Brasil. Revista GEINTEC – Gestão, Inovação e Tecnologias, [S.l.], v. 5, n. 1, p. 1.626-1.638, 2015.

LINK, Helmut; BERNAUER, Karl; OBERHÄNSLI, Willi E. Configuration of Pilocarpus alkaloids. Helvetica Chimica Acta, [S.l.], v. 57, n. 7, p. 2.199-2.200, 1974.

LISTA VERMELHA. Índices de vulnerabilidade. [2010]. Disponível em: https://www.iucn redlist.org/. Acesso em: 10 jan. 2020.

LÖWE, Wilfrit; POOK, Karl‐Heinz. Pilosin und epiisopilosin. Justus Liebigs Annalen der Chemie, [S.l.], v. 1.973, n. 9, p. 1.476-1.479, 1973.

MANS, Dennis; ROCHA, Adriana B.; SCHWARTSMANN, Gilberto. Anti-cancer drug discovery and development in Brazil: targeted plant collection as a rational strategy to acquire candidate anti-cancer compounds. The Oncologist, [S.l.], v. 5, n. 3, p. 185-198, 2000.

MALAYSIA, Preena Sidhu. Endangered Jaborandi. British Dental Journal, [S.l.], v. 217, n. 1, jul. 2014.

MARIN, Fernis J. et al. Estudo Fitoquímico e Avaliação da Atividade Antioxidante e Leishmanicida da Espécie Pilocarpus alvaradoi (Rutaceae). Información Tecnológica, [S.l.], v. 29, n. 3, p. 177-186, 2018.

MARTINELLI, Gustavo; MORAES, Miguel Avila. Livro vermelho da flora do Brasil. 1. ed. Rio de Janeiro: Andrea Jakobsson; Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro, 2013. 1102 p. Disponível em: http://cncflora.jbrj.gov.br/arquivos/arquivos/pdfs/LivroVerme lho.pdf. Acesso em: 2 fev. 2020.

MOURA, E. F. et al. Genetic diversity in a jaborandi (Pilocarpus microphyllus Stapf.) germplasm bank assessed by RAPD markers. Embrapa Amazônia Oriental, [S.l.], artigo em periódico indexado (ALICE), 2005.

NOGUEIRA, Fabíola Leite; SAKATA, Rioko Kimiko. Sedação paliativa do paciente terminal. Revista Brasileira de Anestesiologia, [S.l.], v. 62, n. 4, p. 580-92, 2012.

OLIVEIRA, Ana Claudia Dias et al. Os dez anos da Política Nacional de Plantas Medicinais e Fitoterápicos (PNPMF) e os principais entraves da cadeia produtiva de extratos vegetais e medicamentos fitoterápicos no Brasil. Revista Fitos, Rio de Janeiro, v., 10, n. 2, p. 95-219, 2016.

OMS – ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE. Global Innovation Index 2018. Disponível em: https://www.wipo.int/pressroom/en/ar ticles/2018/article_0005.html. Acesso em: 7 jan. 2020.

PEREIRA, Renata Junqueira; CARDOSO, Maria das Graças. Metabólitos secundários vegetais e benefícios antioxidantes. Journal of Biotechnology and Biodiversity, [S.l.], v. 3, n. 4, 2012.

PINHEIRO, Claudio Urbano B. Extractivism, cultivation and privatization of jaborandi (Pilocarpus microphyllus Stapf ex Holm; Rutaceae) in Maranhão, Brazil. Acta Botânica Brasilica, [S.l.], v. 16, n. 2, p. 141-150, 2002.

QUINTELLA, Cristina Maria et al. Prospecção tecnológica como uma ferramenta aplicada em ciência e tecnologia para se chegar à inovação. Revista Virtual de Química, [S.l.], v. 3, n. 5, p. 406-415, 2011.

ROCHA, Jefferson A. et al. Anthelmintic, antibacterial and cytotoxicity activity of imidazole alkaloids from Pilocarpus microphyllus leaves. Phytotherapy Research, [S.l.], v. 31, n. 4, p. 624-630, 2017.

RODRIGUES, Waldecy; BARBOSA, Gislane Ferreira. Plantas Medicinais: Uma Alternativa Econômica para Conservação do Cerrado Brasileiro? Informe Gepec, [S.l.], v. 16, n. 1, p. 160-175, 2012.

SANTOS, Ana Paula et al. Analysis of the volatile oil from Pilocarpus pennatifolius Lemmaire (Rutaceae) leaves by GC–MS. Flavour and Fragrance Journal, [S.l.], v. 19, n. 4, p. 325-326, 2004.

SANTOS, Jane Lucia Silva; HANSEN, Peter Bent. Estratégias em parques tecnológicos: Uma análise da produção científica na base Web of Science. Internacional Journal of Knowledge Engineering and Management (IJKEM), [S.l.], v. 5, n. 12, p. 29-48, 2016.

SALLES, Luisa de Andrade et al. Pilocarpine accumulation on Pilocarpus pennatifolius tissue culture. Revista Brasileira de Ciências Farmacêuticas, [S.l.], v. 40, n. 3, p. 437-439, 2004.

SAWAYA, Alexandra Christine Helena Frankland et al. Screening species of Pilocarpus (Rutaceae) as sources of pilocarpine and other imidazole alkaloids. Genetic Resources and Crop Evolution, [S.l.], v. 58, n. 3, p. 471-480, 2011.

SIDHU, Preena. Endangered jaborandi. British Dental Journal, [S.l.], v. 217, n. 1, p. 2, 2014.

SKORUPA, Ladislau. Espécies de Pilocarpus Vahl (Rutaceae) da Amazônia brasileira. Acta Amazonica, [S.l.], v. 30, n. 1, p. 59-70, 2000.

SILVA, J. C. R.; RAO, V. S. N. Involvement of serotonin and eicosanoids in the rat paw oedema response to the essential oil of Pilocarpus spicatus. Mediators of Inflammation, [S.l.], v. 1, n. 3, p. 167-169, 1992.

SILVA, Cinara Vasconcelos da et al. Estudo fitoquímico e avaliação in vitro da atividade anti-Trypanosoma cruzi cepa Y de Pilocarpus spicatus St. Hil.(Rutaceae). Revista Brasileira de Plantas Medicinais, v. 16, n. 4, p. 812-818, 2014.

SIMÕES, C. M. O. et al. Farmacognosia: da planta ao medicamento. 6. ed. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2007. 1.104 p.

SOUZA FILHO, João Pessoa de et al. A evolução do mercado farmacêutico brasileiro no tratamento do glaucoma nos últimos 30 anos. Arquivos Brasileiros de Oftalmologia, [S.l.], 2003.

TEDESCHI, E. et al. The Isolation of Pure Pilosine and Epi‐Isopilosine from Leaves of Pilocarpus Jaborandi. Israel Journal of Chemistry, [S.l.], v. 11, n. 5, p. 731-733, 1973.

TUNMANN, O.; JENZER, R. Zur Anatomie der Blüten von Pilocarpus pennatifolius Lem. und Erythroxylon coca Lam. Archiv der Pharmazie, [S.l.], v. 248, n. 2‐8, p. 514-519, 1910.

VERAS, Leiz Maria. et al. Activity of epiisopiloturine against Schistosoma mansoni. Current Medicinal Chemistry, [S.l.], v. 19, n. 13, p. 2.051-2.058, 2012.

VYSOTSKAIA, O. S.; MUSHINSKAIA, Skh; SHOSTENKO, IuV. Quantitative determination of alkaloids of Pilocarpus in plant raw materials and in semiproducts of pilocarpine production. Farmatsevtychnyi Zhurnal, [S.l.], v. 21, n. 4, p. 61-65, 1966.

WATERMAN, Peter G. Alkaloids of the Rutaceae: their distribution and systematic significance. Biochemical Systematics and Ecology, [S.l.], v. 3, n. 3, p. 149-180, 1975.

WIPO – WORLD INTELLECTUAL PROPERTY ORGANIZATION. Classificação Internacional de Patentes (IPC). [2018]. Disponível em: http://www.wipo.int/classifications/ipc/en/. Acesso em: 12 fev. 2020.

WIPO – WORLD INTELLECTUAL PROPERTY ORGANIZATION. [2020]. Disponível em: https://patentscope.wipo.int/search/pt/structuredSearch.jsf. Acesso em: 10 fev. 2020.

Downloads

Publicado

2020-07-12

Como Citar

Bittencourt, C. B., Nascimento, M. G. P., Araújo, J. C. M. de, Costa, D. N., dos Santos, J. O., & Andrade, I. M. de. (2020). Prospecção Científica e Tecnológica do Gênero Pilocarpus Vahl. Cadernos De Prospecção, 13(4), 1205. https://doi.org/10.9771/cp.v13i4.29538

Edição

Seção

Prospecções Tecnológicas de Assuntos Específicos