Transferência Tecnológica na Pecuária Leiteira: um estudo sob o enfoque dos produtores das Regiões do Vale do Mucuri (MG) e do Extremo Sul da Bahia

Autores

  • Laíse Nunes Maciel Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC)
  • Lucas Xavier Trindade Universidade Federal da Bahia (EA-UFBA)
  • Farlei Cosme Gomes dos Santos Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC)
  • João Pedro de Castro Nunes Pereira Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC)

DOI:

https://doi.org/10.9771/cp.v12i5.29123

Palavras-chave:

Tecnologia, Transferência, Condicionantes

Resumo

Embora a tecnologia desempenhe papel de destaque para a competitividade da agropecuária brasileira, existem segmentos e regiões situados à margem do desenvolvimento em função da baixa produtividade e da pobreza em decorrência do reduzido aporte tecnológico existente nas unidades produtivas rurais. Esta investigação do tipo survey aplicado a 20 produtores teve como objetivo diagnosticar a percepção desses agentes frente às principais condicionantes associadas ao fenômeno da transferência de tecnologia para unidades de produção de leite das localidades do Vale do Mucuri (MG) e do Extremo Sul da Bahia. Ficou evidenciado que, embora os produtores tenham disposição favorável para adotarem tecnologias e a considerem um relevante fator de produção para a pecuária leiteira, outras condicionantes não se mostram favoráveis à concretização da transferência de tecnologia e denotam fraquezas existentes nesse processo. Foi constatado também que inexistem diferenças significativas de percepção dos produtores frente às condicionantes em função da localidade e do tamanho de suas respectivas unidades de produção.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Laíse Nunes Maciel, Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC)

Bacharela em Engenharia de Produção pela Universidade Estadual de Santa Cruz

Lucas Xavier Trindade, Universidade Federal da Bahia (EA-UFBA)

Doutorando em Administração pela Universidade Federal da Bahia (EA-UFBA). Mestre em Economia Regional e Políticas Públicas e Administrador ambos pela Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC) com bolsa da FABESB. Mestre em Conservação da Biodiversidade e Desenvolvimento Sustentável pelo Instituto de Pesquisas Ecológicas (IPE). Atual Presidente da Universidade Livre do Mar e Mata. Conselheiro do Meio Ambiente de Ilhéus, Coordenador da Câmara Técnica de Licenciamento Ambiental de Ilhéus e Conselheiro do Parque Municipal Natural da Boa Esperança de Ilhéus. Integra a Rede de Ação Política pela Sustentabilidade (RAPS). Foi professor (REDA) da rede de ensino profissional do Estado da Bahia, ministrando disciplinas da área de administração e sustentabilidade. Realizou estágio de docência na disciplina de Trabalho de Conclusão de Curso II (TCC II) no bacharelado em Engenharia de Produção da UESC. Professor da educação profissionalizante e técnica do SENAI. Esteve vicepresidente do Centro Acadêmico de Administração da UESC na gestão 2012-2013. Foi bolsista da FAPESB em dois projetos de iniciação científica entre os anos de 2012 e 2014. Participou do Projeto de Pesquisa financiado pela FAPESB intitulado - Identificação de Aglomerados em Estados do Nordeste. Foi analista do Escritório de Projetos e Consultoria Econômica (EPEC/UESC) onde coordenou o Projeto Santander Universidade Solidária. Participou como consultor do Projeto de Extensão Cia Júnior Consultoria, Empresa Júnior dos Cursos de Administração, Ciências Contábeis e Economia da UESC. Possui participação no Projeto Rondon, operação Canudos de Janeiro de 2013.

Farlei Cosme Gomes dos Santos, Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC)

Mestre em Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia para Inovação - PROFNIT; MBA em Administração e Logística - UNINTER; Graduado em Administração pela Universidade Estadual de Santa Cruz - UESC; Integrante dos Grupos de Pesquisa Inovações nas Construções Sociais dos Mercados nos Sistemas Agroalimentares, e TECLIM_UFSB Produção Limpa, Gestão e Consumo Sustentável. 

João Pedro de Castro Nunes Pereira, Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC)

Engenheiro Agrônomo formado pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1990), mestre em Ciência do Solo pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (1993) e Doutor em Engenharia de Produção pela Universidade de São Paulo (2007). Atualmente é professor do Curso de Engenharia de Produção da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC) em Ilhéus/BA e Professor Orientador no Mestrado de Economia Regional e Políticas Públicas e no Mestrado em ropriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia para Inovação - PROFNIT ambos da UESC. Desenvolve trabalhos nas áreas de Agronegócio, Identificação Geográfica, Qualidade, Políticas Públicas, Inovação e Arranjos Produtivos Locais.

Referências

ASSAFIM, H. M. de L. A Transferência de Tecnologia no Brasil: aspectos contratuais e concorrenciais da Propriedade Industrial. Rio de Janeiro: Editora Lumen Juris, 2010.

BABBIE, Earl. Métodos de Pesquisas de Survey. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2001, 519p.

BARBOSA, A. M. A. et al. Um panorama do desempenho em inovação no Brasil e a busca por boas práticas de gestão na transferência de tecnologia (TT) nas instituições de ciência e tecnologia (ICT) do Brasil. Cadernos de Prospecção, Salvador, v. 12, n. 3, p. 504-522, set. 2019.

BICKMAN, L. B.; ROG, D. J. Handbook of applied research methods. Thousand Oaks: Sage, 1997. 580p.

BRASIL. Lei n. 8629, de 25 de fevereiro de 1993. Dispõe sobre a regulamentação dos dispositivos constitucionais relativos à reforma agrária, previstos no Capítulo III, Título VII, da Constituição Federal. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 25 fev. 1993.

BURGELMAN, R. A.; CHRISTENSEN, C. M.; WHELLWRIGHT, S. C. Gestão estratégica da tecnologia e da inovação: conceitos e soluções. 5. ed. [S.l.]: Mcgraw Hill, 2012.

CAPORAL, F. R.; FIALHO, J. R. D. A extensão rural e os limites à prática dos extensionistas do serviço público. Extensão rural, Santa Maria, n. 1, 1993.

CARVALHO, G. R. et al. Competitividade da cadeia produtiva do leite em pernambuco. 1. ed. Juiz de Fora: Embrapa, 2009.

COSTA, F. M. Políticas públicas e atores sociais na evolução da cacauicultura baiana. 2013. 213f. Tese (Doutorado) – Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Instituto de Ciências Humanas e Sociais, Rio de Janeiro, 2012.

DAMANPOUR, F. Organizational innovation: the meta-analysis of effects of determinants and moderators. Academy Management Journal, [S.l.], v. 34, n. 3, p. 555-590, 1991.

DERETI, R. M. Transferência e validação de tecnologias agropecuárias a partir de instituições de pesquisa. Revista Desenvolvimento e Meio Ambiente, Paraná, n. 19, p. 29-40, jan.-jun., 2009.

DIAS, M. M. Políticas públicas de extensão rural e inovações conceituais: limites e potencialidades. Perspectivas em Políticas Públicas, Belo Horizonte, v. 1, n. 1, p. 101-114, jan.-jun., 2008.

DÍAZ, E. C.; HERNÁNDEZ, A. V. Una metodología para evaluar el proceso de generación, de transparencia y adopción de tecnologia. Agrociencia, Chapingo, v. 36, n. 1, p. 123-130, 2002.

FERNANDES, R. F. et al. Práticas de transferência de tecnologia: uma análise multicasos. Cadernos de Prospecção, Salvador, v. 11, n. 5, Edição Especial, p. 1.342-1.359, dez., 2018.

FINK, A. How to conduct surveys: a step by step guide. 6. ed. California: Sage, 2017.

FORNAZIER, A.; VIEIRA FILHO, J. E. R. Heterogeneidade estrutural no setor agropecuácio brasileiro: evidências a partir do censo agropecuário de 2006. Brasília: IPEA, n. 1.708, 2012. (Texto para Discussão, IPEA)

GASQUES, J.; VIEIRA FILHO, J.; NAVARRO, Z. A agricultura brasileira: desempenho, desafios e perspectivas. Brasília: IPEA/MAPA, 2010. p. 298.

GOMES, G. C.; ATRASAS, A. L. Diretrizes para transferência de tecnologia: modelo de incubação de empresas. Série Documentos n. 2. Brasília: EMBRAPA Informação Tecnológica, 2005.

HAYAMI, Y.; RUTTAN, V. W. Agricultural development: an international perspective. rev. and expand. ed. Baltimore: The J. Hopkins University Press, 1985.

LISITA, F. O. Considerações sobre a extensão rural no Brasil. EMBRAPA Pantanal, Corumbá, MS, n. 77, p. 1-3, abril de 2005.

MATOS, P. F.; PESSOA, V. L. S. A modernização da agricultura no brasil e os novos usos do território. Geo UERJ, Rio de Janeiro, v. 2, n. 22, p. 290-322, 2011.

MENDES, C. I. C. Transferência de Tecnologia da Embrapa: rumo à inovação. 2015. 415p. Tese (Doutorado) – Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Economia, Campinas, 2015.

MENDES, C. I. C.; BUAINAIN, A. M. Transferência de tecnologia: análise além das fronteiras da Embrapa. In: CONGRESSO LATINO-IBEROAMERICANO DE GESTÃO DA TECNOLOGIA, 16. 2015, Porto Alegre. Anais [...]. Porto Alegre: Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2015.

MIRANDA, A.; SIMEÃO, E. Transferência de informação e transferência de tecnologia no modelo de comunicação extensiva: a babel.com. Inf. Cult. Soc., Ciudad Autónoma de Buenos Aires, n. 10, p. 27-40, jan.-jun., 2004.

NOCE, M. A. Análise do processo de transferência de tecnologia no sistema de integração lavoura-pecuária-floresta, para agricultores familiares na região central de Minas Gerais. 2017. 162f. Tese (Doutorado) – Departamento de Economia Rural, Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2017.

OLIVEIRA, S. A; SEGATTO, A. P. Transferência de tecnologia e conhecimento sob a lente estruturacionista: uma integração temática. RAE Eletrônica, [S.l.], v. 8, n. 2, p. 1-27, 2009.

POSSAS, M.; SALLES-FILHO, Sergio; SILVEIRA, José Maria da. An evolutionary approach to technological innovation in agriculture: some preliminary remarks. Cadernos de Ciência & Tecnologia, [S.l.], v. 11, n. 1-3, p. 9-31, 1994.

ROGERS, E. M. Diffusion of innovations. 5. ed. The Free Press, Nova Iorque, 2013.

SHAW, A. B. Approaches to agricultural technology adoption and consequences of adoption in the third world: a critical review. Geoforum, [S.l.], v. 18, n. 1, p. 1-19, 1987.

SILVA, L. C. S.; KOVALESKI, J. L.; GAIA, S. Gestão do conhecimento organizacional visando à transferência de tecnologia: os desafios enfrentados pelo NIT da Universidade Estadual de Santa Cruz. Produção Online, [S.l.], v. 13, n. 2, p. 77-702, 2013.

SOUZA FILHO, H. M. et al. Condicionantes da Adoção de Inovações Tecnológicas na Agricultura. Cadernos de Ciência e Tecnologia, Brasília, v. 28, n. 1, p. 223-255, jan.-abr., 2011.

VIEIRA FILHO. J. E. R. Difusão Biotecnológica: a adoção dos transgênicos na agricultura. Brasília: IPEA, 2014.

VITAL, T. W.; SILVA NETO, M. F. da. Transferência de tecnologias agropecuárias: fator de competitividade na microrregião de Petrolina, PE. Brasília: EMBRAPA, 2006.

Downloads

Publicado

2022-03-02

Como Citar

Maciel, L. N., Trindade, L. X., dos Santos, F. C. G., & Pereira, J. P. de C. N. (2022). Transferência Tecnológica na Pecuária Leiteira: um estudo sob o enfoque dos produtores das Regiões do Vale do Mucuri (MG) e do Extremo Sul da Bahia. Cadernos De Prospecção, 12(5), 1222. https://doi.org/10.9771/cp.v12i5.29123

Edição

Seção

Propriedade Intelectual, Inovação e Desenvolvimento