Editorial

Autores

  • Angelo Luiz Maurios Legat UEPG

DOI:

https://doi.org/10.9771/cp.v12i1.28546

Resumo

          Nesta edição da Revista Cadernos de Prospecção, teremos a oportunidade e o privilégio de ter acesso a temas de extrema relevância. Propriedade Intelectual, Inovação, Transferência de Tecnologia, Interação ICT-Empresa, estudos prospectivos e demais assuntos que fazem parte do cotidiano de gestores de NIT e de profissionais desta área tão rica e diversa.

          Nos meus doze anos de vida dedicado ao trabalho de gestor de NIT e, atualmente, Gerente de PI e TT, cada vez mais me convenço que o profissional desta área, é ou deve ser, uma pessoa dotada de habilidades e competências “multi-tarefas”. Ao atendermos o pesquisador/inventor (seja ele de que área for), no momento de avaliação preliminar de um pedido de patente, por exemplo, devemos ter a sensibilidade do ouvir primeiro e perguntar depois. Como não “somos da área” do pesquisador/inventor, manifestamos o nosso parecer sobre a ideia ou sobre o resultado de uma pesquisa que acabamos de ouvir, com muito tato e cautela (neste momento assumimos a persona de um Psicólogo).

          Num segundo momento, assumimos a persona do investigador que procura e faz uso de “ferramentas de busca”, as quais visam subsidiar tecnicamente uma decisão sobre patenteabilidade.

 Num terceiro momento, quase que nos tornamos um pesquisador da área, quando revisamos e analisamos a redação de um pedido de patente (obviamente que sobre aspectos formais e de estrutura, sem entrar no mérito científico e tecnológico).

          Num quarto momento, assumimos o papel do negociador ou do “cara” que vai achar uma empresa interessada em comprar um produto patenteado, prospectar cenários e tendências, definir estratégias para licenciar esta tecnologia da maneira mais segura e rentável para todos os envolvidos no processo (pesquisador, ICT, empresa) e, por fim, gestionar os devidos royalties por muitos e muitos anos.

          Esta singela rotina administrativa que acabo de ilustrar, traz consigo a mensagem de que o gestor de NIT ou do profissional que atua nesta área, deve estar e se manter “antenado” e aberto a todos os tipos de desafios que o mundo da inovação e do desenvolvimento tecnológico nos apresenta todo dia. Neste sentido o Cadernos de Prospecção é uma excelente opção para nos mantermos um passo à frente. Luz e Sabedoria em nossas decisões!!!

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Angelo Luiz Maurios Legat, UEPG

http://lattes.cnpq.br/3531044772940481

Downloads

Publicado

2019-03-01

Como Citar

Legat, A. L. M. (2019). Editorial. Cadernos De Prospecção, 12(1), 1. https://doi.org/10.9771/cp.v12i1.28546

Edição

Seção

Editorial